Reflexões sobre a visão pós-moderna da educaçÃo e os debates de educaçÃo em ciências. Ronaldo Eismann de Castro1, Maria do Rocio Fontoura Teixeira2



Baixar 51,77 Kb.
Página7/7
Encontro05.12.2019
Tamanho51,77 Kb.
1   2   3   4   5   6   7
REFERÊNCIAS

BOURDIEU, P. O Poder Simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. 40. ed. São

Paulo: Saraiva, 2007.

ESTEVE, J. M. A terceira revolução educacional: A educação na sociedade do conhecimento. São Paulo: Moderna, 2004.

GOMES, J. B.; CASAGRANDE, L. D. R. A educação reflexiva na pós-modernidade: uma revisão bibliográfica. 2002. Disponível em: . Acesso em: 30 out. 2016.

HOBSBAWM, E. Era dos Extremos. São Paulo: Cia das Letras, 2003.

MORIN, E. Ensinar a viver: Manifesto para mudar a educação. Porto Alegre: Sulina, 2015.

NOGUEIRA, M. A. Famílias de camadas médias e a escola. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 20, p.9-25, 01 jun. 1995. Semestral.

PERRENOUD, P. Avaliação: Da excelência à regulação da aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 1999.

PIAGET, J. Para onde vai a educação? 15ª Ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1976.

PICHETH, F. M. PeArte: um ambiente colaborativo para a formação do pesquisador que atua no ensino superior por meio da participação em pesquisas do tipo estado da arte. Dissertação (Mestrado em Educação). Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2007.139 f. Disponível em: . Acesso em: 10 abril. 2017.



ROMANOWSKI, J. P.; ENS, R. T. As pesquisas denominadas do tipo “estado da arte” em educação. Diálogo Educacional, v. 6, n. 19, p. 37-50, set. /dez., 2006.

WEISS, M. L. Psicopedagogia clinica: uma visão diagnóstica dos problemas de aprendizagem escolar. 12ª Ed. ver. e ampl. Rio de Janeiro: Lamparina, 2007.


Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal