PublicaçÕes em capoeira



Baixar 73,15 Kb.
Página1/10
Encontro13.06.2019
Tamanho73,15 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10



PUBLICAÇÕES SOBRE CAPOEIRA:

ABORDAGENS E TENDÊNCIAS


José Luiz Cirqueira Falcão, Dr. em Educação - UFBA

Márcio Penna Corte Real, Doutorando em Educação - UFSC

Bruno Emmanuel Santana da Silva, Mestrando em Educação Física - UFSC

Dráuzio Pezoni Annunciato, Mestrando em Educação UFSC

Cleverson André Webber Constantino, Graduando em História - UFSC

Leandro de Oliveira Acordi, Graduado em Educação Física - UFSC

Miriam Osório Silva, Graduado em Educacão Física - UFSC

Daniel Cristiano Savenhago, Graduado em Educação Física – UDESC

Diogo Mendes Pereira, Graduando em Educação Física - UFSC

Marcos Cordeiro Bueno, Graduando em Educação Física - UFSC

Marlus Henrique Tanner, Graduando em Educação Física - UFSC

1. Introdução


No Brasil, a partir da década de 1960, a capoeira vem sendo disseminada no contexto educacional, desde o ensino fundamental até as universidades. Nesse complexo movimento, às vezes como disciplina curricular, às vezes como projeto de extensão, ou simplesmente como atividade extra-classe, ela vem despertando interesse jamais verificado anteriormente, por parte da comunidade educacional institucionalizada. Nos últimos anos, ela tem encontrado, nas universidades, um ambiente fértil para se disseminar e tem sido bastante utilizada como objeto de pesquisa pelas mais diversas áreas do conhecimento. Ademais, já se encontra presente, na condição de componente curricular, em cerca de vinte universidades brasileiras, dentre elas, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade de São Paulo (USP), Universidade de Brasília (UnB), Universidade Gama Filho (UGF), Universidade Católica de Salvador (UCSAL), Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS).

Se, à época da escravidão no Brasil, o sangue jorrava da caneta do senhor, em sistemáticas investidas contra a capoeira1, já que era considerada “doença moral”, “ginástica degenerativa”, “vagabundagem”, nos últimos anos, ela vêm recebendo um tratamento bem diferente e despertando expressivo interesse no campo investigativo. No entanto, existem lacunas no que se refere a estudos científicos sobre a produção do conhecimento nessa área.

A maioria das pesquisas sobre capoeira, em nível de pós-graduação, foi realizada em programas de História (SALVADORI, 1990; SOARES, 1994 e 2001; PIRES, 1996 e 2001), Sociologia (TAVARES, 1984; VIEIRA, 1990) e Antropologia (REGO, 1968; REIS, 1993). Só recentemente, esta temática vem sendo pesquisada em programas de Pós-Graduação em Educação e Educação Física (ABIB, 2004, BRUHNS, 1998; CASTRO JÚNIOR, 2002; FALCÃO, 1994 e 2004; SANTOS, 1990, 2002; SILVA, 2002).

Essa pesquisa será desenvolvida em duas etapas. Numa primeira fase, será realizada uma análise da produção científica sobre capoeira, em nível de mestrado e doutorado no Brasil. Na segunda etapa será realizada uma análise da produção científica sobre capoeira na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

No caso da UFSC, a disciplina optativa de capoeira foi oferecida, pela primeira vez, no currículo do Curso de Graduação em Educação Física, em 1993, mas foi ofertada somente um semestre, retornando posteriormente em 1997/1. A partir de então, vem sendo oferecida sistematicamente e tem sido bastante procurada não apenas pelos alunos da graduação em Educação Física, mas por estudantes dos mais diferentes cursos. De acordo com a ementa, a disciplina é trabalhada a partir dos seguintes tópicos: trajetória histórica da capoeira, seus principais condicionantes, o surgimento, a sua inserção na sociedade brasileira, a sua ascensão social, as principais escolas, os seus principais representantes, a relação com o poder constituído, a atualidade e as perspectivas. O processo de escolarização da capoeira, sua inserção no contexto educacional, as principais iniciativas, os principais estudos, os programas de implantação da capoeira nos currículos das escolas públicas de alguns estados da federação. As cerimônias, rituais e tradições da capoeira. O processo histórico de organização e normatização da capoeira no Brasil, as diversas iniciativas, as atuais estruturas organizacionais. Os pressupostos didático-pedagógicos na prática da capoeira, a relação professor-aluno, o papel do professor, o material didático-pedagógico, os conteúdos, os procedimentos, o planejamento e a avaliação em capoeira. Os movimentos e golpes de capoeira, seqüências de treinamento, formas de jogos, estilos de ensino, a caracterização da roda. Os instrumentos musicais utilizados na capoeira. Os cânticos, sua classificação e função.

A inserção da capoeira no currículo do curso de Educação Física da UFSC2 tem fomentado a produção científica sobre essa temática. Duas pesquisas, financiadas pelo FUNPESQUISA, foram realizadas3 e também mais de dez estudos científicos sobre a temática, entre Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e monografias de especialização, foram realizados por estudantes (Anexo 1).

Além de permitir um avanço em direção a explicação e caracterização da capoeira como prática social determinada e, com isso, alimentar o debate acadêmico, a partir da identificação de contradições e do exercício de superações, este projeto de pesquisa procurará implementar uma análise das produções sobre essa temática, com a finalidade de apresentar um diagnóstico descritivo crítico dessas produções e subsidiar a formulação de possibilidades pedagógicas para a formação humana.




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa