Psicologia Aplicada ao Direito Aula 2 ou Primeiras aulas Introdução ao estudo da Psicologia



Baixar 100,3 Kb.
Página14/16
Encontro04.03.2018
Tamanho100,3 Kb.
1   ...   8   9   10   11   12   13   14   15   16
Nos fatores biológicos estão: o sistema glandular e o sistema nervoso.

  • Entre os fatores psicológicos estão: o grau e as características de inteligência, as emoções, os sentimentos, as experiências, os complexos, os condicionamentos, a cultura, a instrução, os valores e vivências humanas.

  • Nos grupos sociais: como a família, a escola, a igreja, o clube, vizinhança, processa-se a interação dos fatores sociais.

    Concluindo, a personalidade seria um conjunto de características que diferenciam os indivíduos.

    PSICOSE

    Psicose é um termo psiquiátrico genérico que se refere a um estado mental no qual existe uma "perda de contato com a realidade". Nos períodos de crises mais intensas podem ocorrer, irá variar de caso a casoalucinações ou delírios, desorganização psíquica que inclua pensamento desorganizado e/ou paranoide, acentuada inquietude psicomotora, sensações de angústia intensa e opressão, e insônia severa. Tal é frequentemente acompanhado por uma falta de "crítica" ou de "insight" que se traduz numa incapacidade de reconhecer o carácter estranho ou bizarro do comportamento. Desta forma surgem também, nos momentos de crise, dificuldades de interação social e em cumprir normalmente as atividades de vida diária.

    Como tal, a psicose pode ser causada por predisposição genética, fatores exógenos orgânicos mas desencadeados por fatores ambientais, psicossociais, com acentuadas falhas no desempenho de papéis, na comunicação, no autocontrole, no comportamento da afetividade, na percepção sensorial, na memória, no raciocínio, no pensamento e linguagem. Há perda do senso da realidade e da capacidade de testá-la e, em casos extremos, do autoconhecimento, deixando o paciente de cuidar-se no aspectos mais triviais, como a alimentação e a higiene pessoal.

    Na psicanálise, a psicose causou dificuldades teóricas para Freud, mas não para Lacan. Se o primeiro demonstrou-se hesitante em enquadrá-la teoricamente, concentrando-se na neurose, Lacan, tomando-a constantemente em suas conferências, associou-a à foraclusão do Nome-do-Pai. Conceito forjado por Jacques Lacan para desig­nar um mecanismo específico da psicose, através do qual se produz a rejeição de um significante fundamental para fora do universo simbólico do sujeito. Quando essa rejeição se produz, o signi­ficante é foracluído. Não é integrado no inconsci­ente, como no recalque, e retorna sob forma alucinatória no real do sujeito.




    Compartilhe com seus amigos:
  • 1   ...   8   9   10   11   12   13   14   15   16


    ©psicod.org 2017
    enviar mensagem

        Página principal