Província da África Austral – Sector de Moçambique


Província da África Austral – Sector de Moçambique



Baixar 352,92 Kb.
Página68/72
Encontro28.11.2019
Tamanho352,92 Kb.
1   ...   64   65   66   67   68   69   70   71   72
61. Província da África Austral – Sector de Moçambique
Retiro sobre a Espiritualidade Marista
WEB PAGE 18/08/2009

De 18 a 25 de Julho realizamos na Casa de Oração dos Padres Brancos de Inhamizua (Beira – Moçambique) o nosso retiro anual. O tema foi a Espiritualidade Marista a partir de Água da Rocha. O retiro foi excelente e no fim todos nos sentimos reconfortados e enriquecidos com esta “Água da Rocha” que a Congregação em boa hora nos ofereceu.


A oração

A oração durante todo o retiro foi muito rica e devidamente preparada sempre inspirada no nosso livro de Espiritualidade. Ajudou-nos no nosso encontro diário com o Senhor. Um desejo expresso por todos os participantes do retiro: que o livro continue a inspirar muitas das nossas orações comunitárias durante o ano escolar que se avizinha. É para mim uma alegria sublinhar o que todos os irmãos salientaram na avaliação: a celebração penitencial que vivemos mais ou menos a meio do retiro foi profunda, rica e tocou de facto os nossos corações. Os símbolos utilizados ajudaram-nos a viver e a tornar verdadeiro o arrependimento pelos nossos pecados: quase tocávamos através da destruição dos papeis onde os tínhamos escrito a certeza do amor de Deus que na sua misericórdia destrói o nosso pecado. Para nós foi uma fonte de inspiração para futuras orações e celebrações penitenciais. E compreendemos perfeitamente que o nosso livro nos convide a rezar com criatividade e generosidade. A adoração, ao fim do dia, foi um belo momento de oração que nos introduzia muito bem ao repouso da noite.

O silêncio durante o retiro foi muito importante e deu aos Irmãos oportunidade para se reencontrarem consigo próprios e com o Senhor. Notou-se alguma dificuldade em observá-lo, mas todos reconhecemos a sua valia.

A pontualidade do celebrante e as suas reflexões bíblicas de grande profundidade também nos ajudaram muito. Vale a pena voltar a este lugar de retiro e acolhimento.


Apresentação de Água da Rocha

A apresentação do livro surpreendeu-nos pela riqueza do conteúdo. Conhecíamos o livro, mas estávamos longe de suspeitar a riqueza e os ensinamentos que contém. Dia a dia ficávamos surpreendidos com cada um dos capítulos. Descobrimos a riqueza de cada um, mas não deixamos de ver a unidade entre todos eles. Tivemos o pressentimento de que precisávamos de mais tempo para assimilar toda a riqueza do livro. Não sem humor o orientador do retiro nos dizia que é preciso deixar alguma coisa para trabalho de casa. Temo que as nossas comunidades não sigam esta orientação e o élan do retiro se perca com as actividades de cada dia que nos absorvem completamente. Ficou, contudo, a vontade de mais atenção à nossa vida espiritual porque se nos esvaziamos o nosso apostolado também sofrerá e podemos cair num simples activismo. Depois do retiro foiçou-nos a certeza de que Água da Rocha é, no futuro, um elemento imprescindível para a renovação espiritual das nossas comunidades.


Considerações gerais

O livro Água da Rocha é um enorme desafio para todos nós. Somos mesmo chamados a ser homens consagrados vivendo a nossa espiritualidade profundamente. Ela alimenta a nossa esperança na renovação da Congregação e do nosso Sector que tem perdido muitos Irmãos ultimamente. Desconfiamos que uma das razões da sua perda é, sem dúvida, a fraca espiritualidade e vida espiritual que levam. O retiro pode ajudar-nos a reencontrar um ritmo mais espiritual em nossas vidas. Pode ajudar-nos como o pregador insistiu, citando o livro a sermos “homens eucarísticos, apostólicos e mariais”. Estamos convencidos que se nos tornarmos Irmãos Maristas mais espirituais, conhecendo e assimilando as propostas de Água da Rocha, estaremos no bom caminho para uma renovação do sector e para uma maior perseverança das vocações moçambicanas.


Algumas sugestões

Ousamos por tudo isso avançar algumas sugestões:

Que continuemos a reflectir sobre o livro Água da Rocha em nossas comunidades. Todo o material que nos puderem enviar de Roma é bem-vindo.

Que sejamos capazes nas nossas comunidades de inventar várias catequeses, criativas e acessíveis para os jovens que freqüentam os nossos meios.

Que mais palestras sobre o livro Água da Rocha sejam feitas, sendo o mais práticas possíveis, sem deixarem de apresentar o rico conteúdo do livro.

Que o estudo e a vivência do livro Água da Rocha seja a partir deste retiro um instrumento de renovação da nossa vida pessoal e comunitária. Que a Comunidade no Projecto de Vida Comunitário apresente tempos de reflexão sobre o documento.


Irmão Felizardo, Superior do Sector

(Coordenador das Avaliações apresentadas pelos Irmãos)

Maputo, 2 de Agosto de 2009







Compartilhe com seus amigos:
1   ...   64   65   66   67   68   69   70   71   72


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal