Província da África Austral – Sector de Moçambique


Retiro em Madagascar - Ecos



Baixar 352,92 Kb.
Página40/72
Encontro28.11.2019
Tamanho352,92 Kb.
1   ...   36   37   38   39   40   41   42   43   ...   72
38. Retiro em Madagascar - Ecos
Ano de Espiritualidade
web page 08/10/2008
Foi bom ter o retiro sobre o livro “Água da Rocha”, durante o ano consagrado à Espiritualidade Marista. O livro tinha sido distribuído em nossas comunidades. Mas como acontece com outros livros, este documento, de facto, não nos tinha tocado. O retiro nos ajudou a descobrir a grande riqueza que temos agora na Congregação em matéria de Espiritualidade. “Se não temos tido este retiro, o livro ‘Água da Rocha’, para mim, teria sido um livro morto. Li o livro antes do retiro, mas devo confessar que não o tinha compreendido”. Durante o retiro fomos sensibilizados para a importância deste documento tanto a nível pessoal com o comunitário. Foi uma sensibilização necessária e benéfica.

A apresentação do livro feita capítulo por capitulo foi muito pedagógica. Notámos uma unidade entre todos os capítulos: todos estão relacionados entre si. Pudemos ver os conteúdos de cada capítulo e os do livro inteiro graças aos materiais audiovisuais que completavam a apresentação do texto. As apresentações começavam frequentemente com experiências vividas. Estavam assim longe das exposições "doutorais" tradicionais. Este facto deu às sessões um toque muito familiar com muito diálogo, especialmente na sessão da tarde. Esta sessão foi sempre uma partilha entre todos depois de uma leitura pessoal do texto. O retiro deu-nos um maior conhecimento do livro. Foi também um grande apoio para as orações pessoais e comunitárias assim como os textos que nos foram dados no início do retiro.

A celebração penitencial foi para muitos de nós uma experiência nova e muito forte a nível de oração. Era uma representação baseada em Êxodo 32-34. Ao longo da celebração sentimos mais de perto que o nosso Deus é um Deus de misericórdia. A criatividade da representação nos ajudou a compreender a conversão, pois estávamos vivendo a mesma experiência que o Povo de Israel. O que aconteceu a Israel no passado, acontecia agora para cada um de nós. Muito interessante foi o seguinte: embora a celebração fosse muito simbólica, não nos “afastou” do sacramento da reconciliação. Todos nós nos confessámos no interior da celebração penitencial. Gostámos, de um modo especial, deste dia de retiro.

Seria muito interessante ter sessões semelhantes para os leigos maristas nas nossas escolas. Depois deste retiro nós mesmos sentimos que estamos mais bem preparados para orientar estas sessões. É tempo para fazer um pouco mais com os nossos leigos aproveitando a informação e o entusiasmo com que vivemos este retiro.






Compartilhe com seus amigos:
1   ...   36   37   38   39   40   41   42   43   ...   72


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal