Projeto pedagógico do curso de farmácia da faculdade de ciências sociais e agrárias de itapeva fait



Baixar 3,13 Mb.
Página35/295
Encontro30.11.2019
Tamanho3,13 Mb.
1   ...   31   32   33   34   35   36   37   38   ...   295

2.6.2. Eixo de Formação do Núcleo Comum

A abordagem metodológica adotada para a estruturação curricular preconiza o desenvolvimento e consolidação das competências, habilidades e atitudes descritas nas Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Farmácia.

A organização curricular do Curso de Farmácia do FAIT parte do pressuposto de que o farmacêutico deve constituir-se em um profissional generalista, com sólida formação científica, técnica e política, de modo a permitir uma prática crítica e consciente da necessidade de transformação social, e que deste modo, esteja preparado para atender às demandas da sociedade local e regional, de acordo com as expectativas do setor da saúde, nos diversos níveis de complexidade, nos diversos locais de atuação do âmbito farmacêutico.

A estrutura curricular busca, desde o início do curso, a abordagem de temas inerentes às atividades profissionais, de forma integrada, evitando a separação entre a formação geral e a formação específica, conforme determina o inciso III parágrafo 6° do artigo 12 da Resolução n° 06/17, as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Farmácia.

Assim, o curso está estruturado em três eixos de formação: “Cuidado em Saúde”, “Tecnologia e Inovação em Saúde” e “Gestão em Saúde”, dada a necessária articulação entre conhecimentos, competências, habilidades e atitudes, para contemplar o perfil do egresso, da seguinte forma: 50 % no eixo ”Cuidado em Saúde”; 40 % no eixo “Tecnologia e Inovação em Saúde” e 10% no eixo “Gestão em Saúde”.

Entende-se como “Cuidado em Saúde”, o conjunto de ações e de serviços ofertados ao indivíduo, à família e à comunidade, que considera a autonomia do ser humano, a sua singularidade e o contexto real em que vive, sendo realizado por meio de atividades de promoção, proteção e recuperação da saúde, além da prevenção de doenças, e que possibilite às pessoas viverem melhor. Entende-se, como “Tecnologia em Saúde”, o conjunto organizado de todos os conhecimentos científicos, empíricos ou intuitivos, empregados na pesquisa, no desenvolvimento, na produção, na qualidade e na provisão de bens e serviços; a “Inovação em Saúde”, por sua vez, diz respeito à solução de problemas tecnológicos, compreendendo a introdução ou melhoria de processos, produtos, estratégias ou serviços, tendo repercussão positiva na saúde individual e coletiva. Por fim, entende-se, como “Gestão em Saúde”, o processo técnico, político e social, capaz de integrar recursos e ações para a produção de resultados.

Toda estrutura curricular está alinhada ao processo de saúde-doença do indivíduo, da família e da comunidade; com a realidade epidemiológica, socioeconômica, cultural e profissional, proporcionando a integralidade das ações de Cuidado em Saúde, Tecnologia e Inovação em Saúde e Gestão em Saúde, conforme descrito na matriz curricular à organização entre os eixos e as formas de integração.

Além disso, convém ressaltar que a formação abrange as seguintes ciências, de forma integrada e interdisciplinar:



  • Ciências Biológicas, contemplando as bases moleculares e celulares, a organização estrutural de protistas, fungos e vegetais de interesse farmacêutico, os processos fisiológicos, patológicos e fisiopatológicosda estrutura e da função dos tecidos, dos órgãos, dossistemas e dos aparelhos, e o estudo de agentes infecciosos e parasitários, dos fatores de risco e de proteção para o desenvolvimentode doenças, aplicadas à prática, dentro dos ciclos de vida. Neste sentido, destacam-se as disciplinas base para compreensão da estrutura do corpo humano: Anatomia Humana, Aspectos Microscópicos dos Tecidos, Biologia Molecular, Agentes Infecciosos e Parasitários, Fisiologia Humana, Processos Patológicos e Resposta Imunológica, Bioquímica, Metabolismo e Regulação.

  • Ciências Exatas, contemplando os campos das ciências químicas, físicas, matemáticas, estatísticas. Neste sentido, destacam-se as disciplinas que compreendem seus domínios teóricos e práticos, aplicados às ciências farmacêuticas: Química Orgânica I, Química Geral e Experimental, Metodologia Científica, Matemática e Bioestatística, Análise Farmacêutica, Química Orgânica II, Físico-Química e Biofísica.

  • Ciências da Saúde, contemplando o campo da saúde coletiva, a organização e a gestão de pessoas, de serviços e do sistemade saúde, programas e indicadores de qualidade e segurança dos serviços, políticas de saúde, legislação sanitária, bem como epidemiologia, comunicação, educação em saúde, práticas integrativas ecomplementares, que considerem a determinação social do processosaúde-doença. Destacam-se as disciplinas: Aspectos Sociais e Epidemiológicos da Saúde, Saúde, Educação Ambiental e Sustentabilidade, Planejamento, Gerenciamento e Financiamento de Serviços de Saúde e Práticas Integrativas e Complementares em Saúde.

  • Ciências Humanas e sociais aplicadas, ética e bioética, integrando a compreensão dos determinantes sociais da saúde, queconsideram os fatores sociais, econômicos, políticos, culturais, de gênero e de orientação sexual, étnico-raciais, psicológicos e comportamentais, ambientais, do processo saúde-doença do indivíduo e da população, com destaque para as disciplinas: Comunicação e Humanização, Direitos Humanos e Diversidades Sócio-Étnico-Culturais, Trabalho de Conclusão de Curso I e Trabalho de Conclusão de Curso II.

  • Ciências Farmacêuticas, que contemplam as demais disciplinas do curso.





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   31   32   33   34   35   36   37   38   ...   295


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal