Projeto pedagógico do curso de farmácia da faculdade de ciências sociais e agrárias de itapeva fait


Construção dos Objetivos na Estrutura Curricular



Baixar 3.13 Mb.
Página28/295
Encontro30.11.2019
Tamanho3.13 Mb.
1   ...   24   25   26   27   28   29   30   31   ...   295

2.3.4. Construção dos Objetivos na Estrutura Curricular

A abordagem metodológica adotada para a estruturação curricular preconiza o desenvolvimento e consolidação das competências, habilidades e atitudes descritas nas Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Farmácia, de acordo com os objetivos do curso, o perfil do profissional egresso e as características locais e regionais.

A organização curricular do Curso de Farmácia do FAIT parte do pressuposto de que o farmacêutico deve constituir-se em um profissional generalista, com sólida formação científica, técnica e política, de modo a permitir uma prática crítica e consciente da necessidade de transformação social, e que deste modo, esteja preparado para atender às demandas da sociedade local e regional, de acordo com as expectativas do setor da saúde, nos diversos níveis de complexidade, nos diversos locais de atuação do âmbito farmacêutico. Assim, o Curso de Farmácia da FAIT está estruturado em três eixos de formação: “Cuidado em Saúde”, “Tecnologia e Inovação em Saúde” e “Gestão em Saúde”. Cada um deles se constitui em fonte de conhecimentos, saberes, habilidades e atitudes voltados para a formação de competências referentes aos vários campos de atuação profissional. A estrutura curricular contempla atividades teóricas, práticas, estágios curriculares obrigatórios, trabalho de conclusão de curso e atividades complementares, articulando a formação acadêmica à atuação profissional, de forma contextualizada e problematizada.

O Curso de Farmácia da FAIT possui carga horária referencial de 4.000 horas, sendo 880 horas de Estágio Curricular Supervisionado, 100 horas de Atividades Complementares e 20 horas destinadas a Defesa Pública de Trabalho de Conclusão de Curso, e 3.000 horas de disciplinas.

Considerando o cenário nacional e as conquistas dos últimos anos para profissão frente ao arcabouço legal e novas possibilidades para atuação clínica do profissional farmacêutico, através da publicação das Resoluções n° 585 e 586/13 e Lei n° 13.021/14, principalmente no que se refere às necessidades do mercado de trabalho, frente aos novos âmbitos de atuação do farmacêutico e as novas práticas emergentes no campo de conhecimento do curso, destaca-se a construção deste projeto pedagógico, no sentido de formar profissionais que possam atender às expectativas do setor da saúde, nos diversos níveis de complexidade, bem como as novas demandas apresentadas pelo mundo do trabalho, em prol do cuidado à saúde do indivíduo, da família e da comunidade, além de contribuir com a pesquisa, gestão e empreendedorismo, contribuindo para estimular o desenvolvimento humano nesta região.

Dada a necessária articulação entre conhecimentos, competências, habilidades e atitudes, para contemplar o perfil do egresso, a empregabilidade e as características locais e regionais, a formação excetuando-se o estágio curriculares as atividades complementares, está estruturada da seguinte forma: 50 % no eixo ”Cuidado em Saúde”; 40 % no eixo “Tecnologia e Inovação em Saúde” e 10% no eixo “Gestão em Saúde”.

Entende-se, como “Cuidado em Saúde”, o conjunto de ações e de serviços ofertados ao indivíduo, à família e à comunidade, que considera a autonomia do ser humano, a sua singularidade e o contexto real em que vive, sendo realizado por meio de atividades de promoção, proteção e recuperação da saúde, além da prevenção de doenças, e que possibilite às pessoas viverem melhor.

Entende-se, como “Tecnologia em Saúde”, o conjunto organizado de todos os conhecimentos científicos, empíricos ou intuitivos, empregados na pesquisa, no desenvolvimento, na produção, na qualidade e na provisão de bens e serviços; a “Inovação em Saúde”, por sua vez, diz respeito à solução de problemas tecnológicos, compreendendo a introdução ou melhoria de processos, produtos, estratégias ou serviços, tendo repercussão positiva na saúde individual e coletiva.

Por fim, entende-se, como “Gestão em Saúde”, o processo técnico, político e social, capaz de integrar recursos e ações para a produção de resultados.

Além disso, a estrutura curricular concebe o conhecimento como parâmetro para a compreensão dos determinantes dos problemas de saúde para, a partir de seu confronto com a realidade, construir alternativas para a busca de soluções. Neste sentido, buscando ampliar a visão de interdisciplinaridade e não de conhecimentos estanques e promover atividades de aprendizagem contextualizadas e problematizadas, visando maior aplicabilidade na área farmacêutica, os conteúdos específicos relacionados às Ciências Farmacêuticas, conforme definidos nas Diretrizes Curriculares Nacionais de Graduação em Farmácia, correspondem a 60% da carga horária do curso, excetuando o estágio curricular obrigatório.






Baixar 3.13 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   24   25   26   27   28   29   30   31   ...   295




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
ensino médio
Conselho nacional
minas gerais
terapia intensiva
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Dispõe sobre
ResoluçÃo consepe
Colégio estadual
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
extensão universitária
língua portuguesa