Projeto pedagógico do curso de farmácia da faculdade de ciências sociais e agrárias de itapeva fait


PROJETO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA FAIT



Baixar 3,13 Mb.
Página273/295
Encontro30.11.2019
Tamanho3,13 Mb.
1   ...   269   270   271   272   273   274   275   276   ...   295

9.1. PROJETO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA FAIT


Desde 2004, foi implantado um processo contínuo de avaliação na FAIT, utilizando-se indicadores que consideram aspectos relativos ao conjunto da instituição, tendo como foco inicial os cursos de graduação e pós-graduação e, como perspectiva, a progressiva análise da instituição como um todo e uma institucionalização do processo em médio prazo.

O processo de autoavaliação da FAIT é composto por aspectos, que, de forma encadeada, buscam promover o contínuo pensar sobre a qualidade da Faculdade. A análise situacional compreende o diagnóstico da realidade, que será objeto da intervenção pretendida. Visa possibilitar a identificação das principais fragilidades e potencialidades relativas ao ensino de graduação, permitindo, assim, a definição de prioridades, metas a alcançar e ações a serem desenvolvidas.

Nessa etapa do processo avaliativo, busca-se observar prioritariamente as necessidades, efetivas de cada curso, permitindo uma reflexão sobre os problemas, com base no que seria ideal conseguir. Não é o momento de refletir sobre as condições materiais para superar os problemas. Ao contrário, é hora de priorizar o que precisa ser superado, mantido ou potencializado, com vistas a ampliar a qualidade dos serviços prestados pela Faculdade.

Como consequência da identificação e priorização de problemas, outro aspecto do processo auto avaliativo consiste em estabelecer, para cada problema encontrado, uma solução. Deve se deve privilegiar soluções que permitam um aproveitamento de esforços da FAIT como um todo, garantindo racionalidade e integração na busca da superação ou, pelo menos, redução dos problemas identificados.

Neste aspecto, acentua-se a reflexão sobre a coletividade, articulando os atores que participarão da implementação das soluções identificadas. Aqui o princípio da legitimidade política deve ser observado, para que todos possam se comprometer com os rumos da instituição.

Isso significa que, na medida em que se propõe a responder a perguntas básicas para transformar ideias em realidade, ele possibilita o estabelecimento de prazos, responsabilidades e recursos, criando medidas para o acompanhamento das soluções.

O Projeto de Autoavaliação Institucional constitui-se, assim, no elemento-chave para a transformação positiva da realidade, permitindo uma visualização efetiva dos esforços necessários para se buscar a qualidade institucional.

Finalmente, é preciso destacar a pretensão em atender aos princípios de transparência e continuidade, incentivando a meta-avaliação do processo, bem como ampla divulgação dos resultados alcançados, como valores sólidos da IES.

A Avaliação Institucional constitui-se no processo de acompanhamento da vida acadêmica, o que supôs a análise simultânea de suas esferas de atuação: ensino, pesquisa e extensão, que constituem a essência das atividades da FAIT, numa busca incessante de equilíbrio da valoração das atividades de cada componente e de unidade entre eles. Foi com essa intenção que a Autoavaliação Institucional da FAIT se desenvolveu.

Entende-se por avaliação institucional o processo permanente de reflexão sobre as ações desenvolvidas pelo corpo administrativo e pedagógico, visando a excelência do ensino, o aperfeiçoamento da formação profissional e a melhoria da qualidade dos serviços prestados à comunidade. Entretanto, a Avaliação Institucional não pode ficar restrita apenas ao administrativo, mas deve levar em consideração o conjunto de aspectos indissociáveis das múltiplas variáveis necessárias a sua realização, isto é, ao ensino ministrado, à produção acadêmica e à sociedade.

Num primeiro momento, constituíram os princípios norteadores da Avaliação Institucional da FAIT:

• globalidade: leva em consideração o conjunto de aspectos indissociáveis das múltiplas variáveis do processo;

• respeito à identidade institucional: deve contemplar as características específicas da instituição e da região em que se encontra;

• adesão voluntária: garante a instauração de uma cultura avaliativa na instituição;

• isenção de sanções: não deve estar vinculada a mecanismos de punição ou premiação. Ao contrário, serve de subsídio para a correção de insuficiências encontradas;

• continuidade: deve ser permanente;

• aplicação: subsidia permanentemente a tomada de decisões na instituição.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   269   270   271   272   273   274   275   276   ...   295


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa