Projeto pedagógico do curso de farmácia da faculdade de ciências sociais e agrárias de itapeva fait


REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE FARMÁCIA DA FAIT



Baixar 3,13 Mb.
Página147/295
Encontro30.11.2019
Tamanho3,13 Mb.
1   ...   143   144   145   146   147   148   149   150   ...   295
REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE FARMÁCIA DA FAIT

I – DA CONSTITUIÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES


Art. 1º. A atividade acadêmica complementar no Curso de Farmácia está prevista no Projeto Pedagógico, bem como na matriz curricular do curso. Segue normas preconizadas pelo Núcleo Docente Estruturante do Curso de Farmácia, atendendo ao disposto na Resolução CNE/CES n°6, de 19 de outubro de 2017, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Farmácia.
Art. 2º. A atividade complementar apresenta caráter obrigatório para os alunos. Está ligada à formação acadêmica suplementar e aos conteúdos ministrados nas disciplinas constantes do currículo pleno do Curso de Farmácia, e meio capaz de possibilitar o enriquecimento de formação técnica, política, crítica e social do discente.
Art. 3º. As atividades complementares do Curso de Farmácia estão devidamente regulamentadas e institucionalizadas, de modo sistêmico e global, de forma que se garanta os aspectos de carga horária, diversidade de atividades e formas de aproveitamento.
II - DOS OBJETIVOS DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES
Art. 4º. As atividades complementares compreendem as ações educativas desenvolvidas com o propósito de aprimorar a formação acadêmica do discente, em acréscimo às atividades curriculares, que possibilitam o aproveitamento de conhecimentos e são integradas por atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Parágrafo único. Os objetivos gerais das atividades complementares são os de flexibilizar o currículo pleno do Cursos de Farmácia e propiciar aos discentes a possibilidade de aprofundamento temático e interdisciplinar.


III – DA CARGA HORÁRIA DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES
Art. 5º. A carga horária de atividades complementares a ser cumprida pelos discentes no Curso de Farmácia da Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva será de 100 (cem) horas, conforme preconiza a Resolução CNE/CES n°6, de 19 de outubro de 2017, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Farmácia, correspondendo ao no máximo 3% (três por cento) da carga horária total do curso.

Parágrafo único. As atividades complementares deverão ser validadas pela Comissão de Docentes, designada pela Coordenação do Curso de Farmácia e o seu cumprimento é requisito indispensável à colação de grau.


Art. 6º. As Atividades Acadêmicas Complementares serão planejadas de forma que os alunos da FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA realizem a carga horária exigida, durante toda a graduação.

Parágrafo único. As ações educativas desenvolvidas no âmbito do estágio curricular supervisionado não poderão ser computadas cumulativamente como atividades complementares, assim como as atividades acadêmicas complementares não poderão ser computadas como atividades dos estágios.


IV – DA DIVERSIDADE DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS E FACULTATIVAS
Art. 7º No que se refere à diversidade das atividades complementares, o aluno deverá realizar as seguintes modalidades de atividades:

§ 1º. Atividades de Pesquisa - Iniciação Científica (obrigatória): compreende as atividades: Participação em pesquisas e projetos de iniciação científica vinculados ou não pela FAIT; Publicação de trabalhos em revistas científicas; Apresentação de trabalhos em eventos científicos na forma oral; Apresentação de trabalhos em eventos científicos na forma de pôster; Participação como ouvinte em mostras de Trabalhos Científicos.

§ 2º. Atividades de Ensino e Extensão (obrigatória): compreende as atividades: Participação em visitas técnicas; Participação em palestras, seminários, semanas acadêmicas, simpósios, congressos, encontros, oficinas; Representação Estudantil em Órgãos Colegiados da FAIT; Participação em eventos culturais, artísticos e sociais, desde que relacionados com as unidades curriculares do Curso de Farmácia; Participação em atividades de extensão à comunidade.

§ 3º. Formação Continuada e Estudos Complementares (facultativa): compreendem em Curso/Estudos oferecidos ou não pela Instituição, que tem por objetivo a preparação do aluno para o mercado de trabalho.

§ 4°. Atividades de Formação Profissional (facultativa): compreende as atividades: Monitoria voluntária de disciplina nas áreas do Curso (não é obrigatória); Estágios Extracurriculares (não são obrigatórios e não podem ser confundidos com o Estágio Curricular Supervisionado, sendo este, componente curricular da matriz do Curso de Farmácia, que por sua vez não podem ser considerados para fins de Atividades Complementares).
V – DO REGISTRO, COMPROVAÇÃO E AVALIAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Art. 8º. Caberá ao aluno acompanhar, a cada semestre, o total consolidado de horas de Atividades Complementares já cumpridas e/ou as ainda necessárias.

Parágrafo único: O cumprimento das horas complementares deve ser feita ao longo do curso para que não haja acúmulo de horas e possível dificuldade em cumpri-las posteriormente.
Art. 9°. No cômputo das Atividades Acadêmicas Complementares, respeitar-se-ão as descrições estabelecidas (ANEXO I).

Parágrafo único. A tabela de Atividades Acadêmicas Complementares poderá ser alterada a qualquer tempo, em consonância com a melhor aplicação do art. 1º deste Regulamento.


Art. 10. O registro da participação do aluno em Atividades Acadêmicas Complementares será através da apresentação do certificado de participação na atividade realizada.

§ 1º. O comprovante da atividade realizada será acompanhado à vista do original;

§ 2o. O aluno disporá de cópia do certificado e/ou declaração assinada por pessoa responsável pela organização ou coordenação da mesma, que ficará retida para o registro na Instituição, observado a disposição do parágrafo anterior;

§ 3o. Será plena a responsabilidade do aluno na entrega da participação das Atividades Complementares, na sessão competente, sob pena de não serem computadas as horas de atividades realizadas.


Art. 11. Todas as atividades devem ser comprovadas, através da apresentação dos certificados das atividades desenvolvidas, semestralmente que será avaliado por Comissão de Docentes, designada pela Coordenação do Curso de Farmácia, e protocolo final ao término do Curso.

§ 1º. Compete à Comissão de Docentes, designada pela Coordenação do Curso de Farmácia, os pareceres deferindo ou indeferindo as atividades requeridas pelo discente.

§ 2º. Comissão de Docentes deverá remeter à Coordenação do Curso documento onde conste a carga-horária cumprida pelo discente.

Art. 12. As atividades realizadas pelo discente em outras Intuições de Ensino Superior ou congêneres somente serão consideradas para fins de atribuição de carga horária de Atividades Complementares se corresponderem aos objetivos de aprimoramento acadêmico, tal como definido no art. 1.º deste Regulamento.


VI – DAS DISPOSIÇÕES TRANSITÓRIAS
Art. 13. Este Regulamento, aprovado pelo Colegiado do Curso, Núcleo Docente Estruturante e Coordenadora do Curso de Farmácia, entra em vigor a partir da Assinatura deste, fica revogada demais disposições em contrário.



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   143   144   145   146   147   148   149   150   ...   295


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal