Projeto de Redução da Morbimortalidade por Acidentes de Trânsito



Baixar 71.5 Kb.
Página1/13
Encontro24.06.2018
Tamanho71.5 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   13


APRESENTAÇÃO

Projeto de Redução da Morbimortalidade por Acidentes de Trânsito:

Mobilizando a sociedade e promovendo a saúde em Fortaleza
Com uma população de 2.383.863 habitantes no ano de 2005 e área

territorial

de 336 km2, Fortaleza conta com 466.291 veículos cadastrados no DETRAN/CE.

Deste total, 65,94% são de automóveis, 15,73% de motocicletas, 8,0% de

camionetas. O restante se distribui entre outros meios de transporte. A

frota de ônibus representa 0,98% do total de veículos. A idade média da

frota de ônibus municipal é de 5,30 anos. (Fortaleza, AMC,2005).
No ano de 2005 foram registrados em Fortaleza 24.170 acidentes de

trânsito,

o que representa um aumento de 5,84% em comparação ao mesmo período de

2004.


O número de acidentes com vítimas feridas registradas no SIAT-FOR (Sistema

de Informações de Acidente de Trânsito de Fortaleza), no período referido,

foi de 12.105. Um aumento de 10,25% em relação ao mesmo período de 2004.

No

que se refere à letalidade, ocorreram 355 acidentes com vítimas fatais,



dos

quais 20% envolveram motociclistas, 50% ocorreram com motociclistas na

faixa

etária de 30 a 59 anos. O que representa um aumento de 10,61% em relação a



2004.
Nesse contexto, Fortaleza foi incluída no Projeto de Redução da

Morbimortalidade por Acidente de Trânsito (PREMAT), do Ministério da

Saúde,

que vem atender à necessidade urgente de implantação de medidas



promocionais

de educação e saúde que tenham como finalidade precípua contribuir com a

melhoria da qualidade de vida da população.
Na Prefeitura de Fortaleza, o PREMAT é realizado por meio da parceria

intersetorial entre a Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e

de Cidadania de Fortaleza (AMC), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o

Instituto Doutor José Frota e a Secretaria Municipal de Educação e

Assistência Social (SEDAS). Conta com a colaboração e o apoio constantes

das


Secretarias Executivas Regionais, do Serviço de Atendimento Móvel de

Urgência - SAMU, da Empresa Trânsito e Transporte Urbano (ETTUSA), da

Guarda

Municipal, da Secretaria Estadual de Saúde (SESA), do Centro de



Hematologia

e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), do Departamento Estadual de Trânsito

(DETRAN), do Departamento de Edificações Rodovias e Transportes (DERT), da

Companhia de Policiamento Rodoviário (CPRV), da Polícia Rodoviária Federal

(PRF), da Policia Militar (PM), do Corpo de Bombeiros e diversas entidades

da sociedade civil e cidadãos interessados.


A premissa básica para a implantação e desenvolvimento do projeto

fundamenta-se no direito à saúde, no direito e respeito à vida, no direito

à

cidade, na intersetorialidade das medidas e no fortalecimento da ação



comunitária, através do envolvimento de diversos atores sociais em todas

as

fases do projeto. O objetivo principal é promover políticas públicas e



implementar estratégias de prevenção e redução da morbimortalidade por

acidentes de trânsito no município de Fortaleza, através de articulação

intersetorial, interinstitucional e com a sociedade civil.
Desde de junho de 2005, quando foi iniciado em Fortaleza, o PREMAT já

realizou o Seminário Intersetorial de Trânsito, seis Oficinas Regionais de

Educação e Prevenção de Acidentes de Trânsito, duas Jornadas de Educação

para a Cidadania no Trânsito, mobilizando e sensibilizando, até agora,

cerca

de 7.535 pessoas com as ações. Caminha em paralelo a III Jornada Regional



de

Educação para a Cidadania no Trânsito que consta de oficinas de

capacitação,

realizadas aos sábados com cerca de dois mil professores da rede municipal

de ensino.
As Jornadas Regionais são a terceira etapa do PREMAT e se constituem de

ações de mobilização social nos pontos críticos de Fortaleza, levantados

pela AMC, cujo foco é sensibilizar a população fortalezense para a

necessidade de redução da violência e pela construção de uma cultura de

paz

no trânsito.


Em julho de 2006, foi realizada a IV Jornada Regional de Educação para a

Cidadania no Trânsito, que constou de Seminário Intersetorial voltado para

Motociclistas. Na ocasião foram construídas propostas coletivas para

redução


dos acidentes de trânsito com a catagoria. A segunda etapa da jornada

contemplou uma Mobilização Social com passeata, Ato Ecumênico, Blitz,

Atividades das Escolas Municipais de Trânsito, atividades artísticas,

lúdico-teatrais, palestras, vivências de primeiros socorros, distribuição

de

brindes, voltados pra a temática de redução dos acidentes de trânsito com



motociclistas e a sensibilização para prática cidadã no espaço público.

Além


disso, como parte integrante do Premat, foi realizada a pesquisa de

percepção de risco com motoristas, ciclistas, pedestres e motociclistas.

Os

dados apontam que todas as categorias possuem uma grande noção dos riscos



no

trânsito, pouco admitem se envolver em tais situações, consideram-se muito

habilidosos no trânsito, no entanto se envolvem em acidentes de trânsito.

As

situações de risco estão associadas à presença do automóvel nas ruas e ao



planejamento da cidade, indicando que é necessário se repensar a estrutura

urbana e a mobilidade do transporte individual motorizado.


Até dezembro de 2006, o PREMAT realizará mais duas Jornadas Regionais,

treinamento à equipe do SAMU, aprimoramento da alimentação e integração do

banco de dados de acidentes de trânsito de Fortaleza, concurso de desenhos

em escolas da rede municipal e a I Conferência Municipal de Trânsito de

Fortaleza.
Como resultado das ações, espera-se mobilizar a população de Fortaleza

para


as questões vinculadas à temática trânsito, aos problemas da nossa cidade,

colaborando para a construção de um trânsito solidário, onde todos possam

estar unidos pela defesa da vida.
Por se tratar de evento de tamanha relevância para Fortaleza e por contar

com representantes dos órgãos e instituições parceiras do PREMAT,

entendemos

que a presença da Prefeita de Fortaleza, Luiziane Lins, na abertura do

seminário e/ou no dia da Mobilização Social tornará esse momento ainda

mais


relevante para que toda a sociedade se comprometa com a construção de

políticas de trânsito para Fortaleza.


Fortaleza, 29 de agosto de 2006.

Gislene Macêdo



Baixar 71.5 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   13




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
ensino médio
Conselho nacional
minas gerais
terapia intensiva
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Dispõe sobre
ResoluçÃo consepe
Colégio estadual
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
extensão universitária
língua portuguesa