Programa de la Asignatura



Baixar 0,52 Mb.
Página5/28
Encontro15.03.2018
Tamanho0,52 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   28
A profissão

A reversão desse quadro requer que se eleja como princípio da formação profissional não só ensinar as técnicas, mas também discutir, criticar e analisar o porquê de elas se desenvolverem, em que época surgiram, para que propósitos serviram ou servem, ou seja, buscar retomar com o aluno o processo de desenvolvimento histórico da ciência com a qual vai trabalhar. A história como forma de apropriação do senso crítico.

A profissão de psicólogo esteve inicialmente ligada aos problemas de educação e trabalho. O psicólogo “aplicava testes”: para selecionar o “funcionário certo” para o “lugar certo”, para classificar o escolar em uma turma que lhe fosse adequada, para treinar o operário, para programar a aprendizagem, etc. Todas essas funções ainda são importantes na definição da identidade profissional do psicólogo; mas hoje, quando se fala em psicólogo, o leigo logo pensa no psicólogo clínico, e quem se decide a estudar psicologia quase sempre é com a intenção de se tornar um clínico. Embora durante muitos anos essa especialização nem existisse legalmente, atualmente é a principal identidade do psicólogo aplicado. (Figueiredo e Santi, 2004)




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   28


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal