Programa da disciplina



Baixar 45,02 Kb.
Página1/2
Encontro15.05.2018
Tamanho45,02 Kb.
  1   2



PROGRAMA DA DISCIPLINA

Fls 01 de 04


CÓDIGO: AP 111
NOME : TEORIA E PROJETO I: INTRODUÇÃO

T: 02; P: 04; L: 00; HS: 06; CH: 00; C: 06;


EMENTA

Introdução ao projeto: materiais e linguagens de projeto (plástica, volumetria, teoria das cores, texturas, escalas, luz e sombras, ritmo, harmonia e composição). Noções gerais da estética aplicada ao espaço da arquitetura. Axiomática arquitetônica. O homem e o ambiente físico. Percepção espacial. A correlação forma e função no projeto. Introdução à metodologia de projeto. Exercício de projeto.



PROGRAMA




I – CONTEÚDO




OBJETIVO GERAL

A disciplina tem caráter introdutório objetivando um processo abrangendo a iniciação ao pensar e fazer arquitetônico. A reflexão crítica e conceitual será desenvolvida interativamente e correlacionada com a prática do projetar em um constante ir e vir das formas abstratas do pensamento à materialidade do espaço existencial humano. O curso assume a hipótese de uma especificidade do conhecimento arquitetônico através da caracterização de invariantes a ser dedutivamente desenvolvidas em confronto com as áreas de conhecimento com as quais a arquitetura faz interfaces a saber: tais como: geografia, sociologia, estética, antropologia, geometria, matemática, física, economia, semiótica e psicologia.



OBJETIVOS ESPECÍFICOS





  1. O curso na esfera da reflexão crítica, portanto, na teoria da arquitetura, terá como proposta básica operacional desenvolver a teoria do espaço existencial humano, correlacionando a natureza fisiológica da percepção e da representação do espaço com a natureza do biótipo humano.




  1. O curso na esfera do fazer específico da arquitetura operacionaliza o instrumental fundamental à construção material da correlação forma e função no espaço existencial humano, exercitando metodologicamente a ação prospectiva do projetar arquitetônico.




  1. A abordagem da ação projetual arquitetônica tem como lastro de fundamentação o conhecimento acumulado da experiência construtiva do espaço existencial humano ao longo da história da arte e da arquitetura e urbanismo da civilização ocidental.




  1. A disciplina incentiva o aluno a desenvolver a potencialidade expressiva da gestualidade corporal do desenho no plano bidimensional bem como a da modelagem, da escultura e de composições tridimensionais correlatas para desenvolver a linguagem espacial arquitetônica. Incentivará também a linguagem corporal no espaço existencial e suas codificações instituídas pela cultura (nível micro-cultural). Desenvolvimento psicomotor da percepção e da consciência do volume (cheio-vazio – positivo-negativo/figura-fundo).
Fls 02 de 04


CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS:
A) TEORIA DA ARQUITETURA APLICADA AO PROJETO ARQUITETÔNICO


  1. Espaço existencial humano: correlações interativas – fisiologia da percepção; aparatos perceptivos imediatos e à distância e a estrutura do biótipo humano. Eixos de construção do espaço – vertical e horizontal.




  1. Sintaxe visual e composição: a cor no espaço bidimensional; a cor no espaço tridimensional. Elementos e conceitos de composição formal arquitetônica: equilíbrio x instabilidade, simetria x assimetria, regularidade x irregularidade, unidade x fragmentação, simplicidade x complexidade.




  1. Luz e sombras/incidências luminosas naturais – artificiais, claro/escuro – contrastes ópticos – aplicação sobre volumes: sólidos geométricos (poliedros regulares irregulares) e sólidos orgânicos. Luz e sombras/incidências sobre a cor (plano-volume).




  1. A dualidade e o contraponto do espaço interno versus espaço externo. As categorias do pensamento – espaço e tempo correlações com a percepção do ambiente tendo o corpo humano como centro de experiência sensorial. A esfera social. Noções antropológicas, psico-sociais, infra e microcultural do dimensionamento físico-funcional do espaço arquitetônico; habitação unifamiliar, edificação vertical – edificações públicas, e espaços urbanos.




  1. Introdução do estudo topológico do espaço arquitetônico: continuidade-descontinuidade / espaço centrípeto / espaço centrífugo – interioridade / exterioridade / nivelamento / desnivelamento; concavidade / convexidade; opaco / transparente / regularidade e irregularidade formal – no plano, no volume.




  1. Forma – Estrutura – Função: estudo introdutório conceitual, técnico, estético e metodológico aplicado ao projeto arquitetural de edificação de pequeno e médio porte. Desenvolvimento dos

eixos analógicos da correlação forma – função: analogia biológica (antropomórfica e biomórfica) e analogia (racionalismo, funcionalismo, mecanicismo).





  1. Compartilhe com seus amigos:
  1   2


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal