Português 7º ano



Baixar 2,23 Mb.
Página474/474
Encontro10.08.2018
Tamanho2,23 Mb.
1   ...   466   467   468   469   470   471   472   473   474
Avaliação

• Você teve uma postura adequada ao trabalhar em grupo, dialogando e respeitando a opinião dos colegas?

• Como foi sua participação na confecção das cartas?

• Ao jogar, você e os colegas compreenderam e executaram bem as regras do jogo?

• Você conseguiu agrupar as cartas relativas a um mesmo gênero e identificá-lo adequadamente?
Página 288

Referências bibliográficas

ABREU, A. S. Curso de redação. 12. ed. São Paulo: Ática, 2004.

______. Gramática mínima: para o domínio da língua padrão. 2. ed. Cotia: Ateliê Editorial, 2006.

ARAÚJO, J. C. (Org.). Internet e ensino: novos gêneros, outros desafios. Rio de Janeiro: Lucerna, 2007.

BAGNO, M. Nada na língua é por acaso: por uma pedagogia da variação linguística. São Paulo: Parábola, 2007.

BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. In: Estética da criação verbal. 6. ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2011.

BARBOSA, J. P. (Coord.). Trabalhando com os gêneros do discurso: relatar – notícia. São Paulo: FTD, 2001 (Coleção Trabalhando com os Gêneros do Discurso).

BECHARA, E. Moderna gramática portuguesa. 37. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.

BRANDÃO, H. N. Gêneros do discurso na escola: mito, conto, cordel, discurso político, divulgação científica. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2003. v. 5 (Coleção Aprender e Ensinar com Textos).

BRONCKART, J.-P. Atividade de linguagem, textos e discursos: por um interacionismo sociodiscursivo. 2. ed. Trad. Anna Rachel Machado e Péricles Cunha. São Paulo: Educ, 2008.

CITELLI, A. O texto argumentativo. São Paulo: Scipione, 1994 (Série Ponto de Apoio).

______. Outras linguagens na escola: publicidade, cinema e TV, rádio, jogos, informática. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2004. v. 6 (Coleção Aprender e Ensinar com Textos).

CUNHA, C. F.; Cintra, L. F. L. Nova gramática do português contemporâneo. 5. ed. Rio de Janeiro: Lexicon, 2008.

DIONISIO, A. P.; Machado, A. M.; Bezerra, M. A. (Org.). Gêneros textuais e ensino. São Paulo: Parábola, 2010.

GEBARA, A. E. L. A poesia na escola: leitura e análise de poesia para crianças. São Paulo: Cortez, 2002. v. 10 (Coleção Aprender e Ensinar com Textos).

ILARI, R. (Org.). Gramática do português falado: níveis de análise linguística. 4. ed. Campinas: Ed. da Unicamp, 2002.

______. Introdução ao estudo do léxico: brincando com as palavras. 4. ed. São Paulo: Contexto, 2006.

______; Basso, R. O português da gente: a língua que estudamos, a língua que falamos. São Paulo: Contexto, 2006.

KARWOSKI, A. M.; Gaydeczka, B.; Brito, K. S. (Org.). Gêneros textuais: reflexões e ensino. São Paulo: Parábola, 2011.

KOCH, I. V.; Bentes, A. C.; Cavalcante, m. M. Intertextualidade: diálogos possíveis. São Paulo: Cortez, 2007.

______; Elias, V. M. Ler e compreender: os sentidos do texto. São Paulo: Contexto, 2006.

______; Travaglia, L. C. A coerência textual. 17. ed. São Paulo: Contexto, 2006.

______. A coesão textual. 21. ed. São Paulo: Contexto, 2007.

LEITE, L. C. M. O foco narrativo. 11. ed. São Paulo: Ática, 2007.

MARCUSCHI, L. A. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. 10. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

______; Xavier, A. C. (Org.). Hipertexto e gêneros digitais: novas formas de construção do sentido. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

NEVES, M. H. M. Gramática de usos do português. 2. ed. São Paulo: Ed. da Unesp, 2010.

SCHNEUWLY, B. et al. Gêneros orais e escritos na escola. 2. ed. Trad. Roxane Rojo. Org. Glaís Sales Cordeiro. Campinas: Mercado das Letras, 2010.



VILELA, M.; Koch, I. V. Gramática da língua portuguesa: gramática da palavra, gramática da frase, gramática do texto/discurso. Coimbra: Almedina, 2001.

1 Garrie Davis foi um “cidadão do mundo”, para quem todos os países eram como pátrias. Daí a aproximação com a personagem Hildinha, de quem todos os meninos eram amigos e namorados.



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   466   467   468   469   470   471   472   473   474


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal