Portal de Conferências Resultado Plenária



Baixar 75,36 Kb.
Página1/3
Encontro04.03.2018
Tamanho75,36 Kb.
  1   2   3

Psicologia, no cotidiano, por uma sociedade mais democrática e igualitária.

Estadual - 1º Organização democrática do Sistema Conselhos e aperfeiçoamento das estratégias de diálogo com a categoria e sociedade.

Proposta-1)

Incentivar encontros nacionais e regionais de comissões temáticas e colaboradores.

Proposta-2)

Ampliar a orientação à sociedade do trabalho do psicólogo, através de peças publicitarias em diversas mídias e meios de massa;

Proposta-3)

Divulgar posicionamentos relativos à Psicologia como Ciência e Profissão através dos meios de comunicação, de forma a alcançar amplamente todas as esferas da sociedade;

Proposta-5)

Criar espaços específicos no site para orientação à população sobre a atuação do psicólogo nas diversas áreas de atuação da categoria;

Proposta-6)

Ampliar a orientação aos gestores de políticas públicas e empregadores sobre o papel do psicólogo nos diversos campos de atuação;

Proposta-7)

Ampliar o diálogo com a sociedade sobre as possibilidades de contribuição da psicologia junto a outras áreas do conhecimento

Proposta-8)

Articular junto ao Ministério Público e Defensoria Pública a inserção de psicólogo(a) em suas equipes técnicas, por meio de concurso público no estado;

Proposta-9)

Articular e divulgar junto à sociedade e meios de comunicação a importância da contratação imediata de psicólogos(as) na Defensoria Pública; •

Proposta-10)

Elaborar nota técnica estadual, sobre a atribuição e competência do(a) psicólogo(a) que atua nas políticas públicas em relação à escuta e atendimento de pessoas em situação de violência;

Proposta-11)

Ampliar as atividades nas sedes e cidades adjacentes para a mobilização e orientação da categoria, conforme demandas locais;

Proposta-15)

Alinhamento de diretrizes entre CRP e CFP entre a atuação de psicólogos no SUAS (prática profissional e consequentemente a elaboração de documentos);

Proposta-17

Instituir no Sistema Conselho Federal e Regional o carater permanente da comissão da psicologia nas políticas públicas;

Proposta-19)

Manter uma política permanente de estratégias de participação dos que atuam em municípios onde não há sede do CRP, para que incentive que participem das ações e comissões;

Proposta-20)

Aumentar o número de orientadores fiscais de forma a contemplar a ampliação de ações preventivas como: palestras, divulgação, visitas de rotina

Proposta-23)

Discutir com a ABEP sobre a disciplina de ética e legislação em psicologia

Proposta-24)

Criar mídias audiovisuais de temas relevantes que possam auxiliar a sociedade

Proposta-30)

Aproximar o CRP das entidades formadoras (IES) dos cursos de Psicologia com intuito de criar diálogo com estudantes para formação política.

Proposta-31)

Desenvolver ações que aproximem os psicólogos clínicos e demais autônomos dos espaços representativos da categoria.

Proposta-32)

Que o CRP08 desenvolva ações que mobilizem os psicólogos a se engajarem mais nos compromissos da categoria participando e envolvendo ativa e presencialmente nas reuniões (Pré-COREP, COREP, Congressos, Palestras, Conferências, entre outros).

Proposta-33)

Promover apoio logístico do CRP08 para as setoriais para viabilizar a constituição de espaços de articulação entre os psicólogos da Região.

Proposta-34)

Otimizar a comunicação do CRP08 nas estratégias de comunicação com os profissionais, estimulando maior participação nos espaços representativos da categoria.

Proposta-35)

Que o Sistema Conselhos participe de espaços dialógicos, democráticos, deliberativos e operativos permanentes, conjuntamente com demais entidades da Psicologia Brasileira, além de entidades de outras profissões, movimentos populares, organizações da sociedade civil e usuários dos serviços psicológicos, debatendo fenômenos sociais brasileiros, organizando estratégias coletivas de garantia, proteção e defesa de direitos sociais e humanos.

Proposta-36)

Constituir, instalar e subsidiar, dentro do Sistema Conselhos de Psicologia (Federal e Regionais), o funcionamento de Mecanismo Permanente de Monitoramento da implementação das deliberações do CNP, constituído pelo colegiado de Ouvidorias do Sistema Conselhos de Psicologia e por delegados/as dos Regionais

Proposta-37)

O Sistema de Psicologia deve assegurar o enfrentamento da lógica judicializante e transformar os paradigmas éticos em seus dispositivos legais e procedimentais das comissões de Ética inaugurando um novo olhar e novo modo de atuar nos processos éticos, ao empregar os métodos alternativos de resolução de conflitos nos trâmites dos processos éticos e nas práticas de orientação e fiscalização da prática profissional da Psicologia.

Proposta-38)

Desenvolver um modelo de site, de fácil acesso, com campo de busca, e com opções de acessibilidade às PcDs. (nacional e regional).

Proposta-39)

Implantar portal da transparencia relacionando atos administrativo e financeiros conforme preconiza a legislação.

Proposta-40)

Gestionar com as IES para que se abram espaços que tratem de legislação, código de ética, atribuições dos Conselhos atribuições do Sindicato, história da Psicologia no PR e no Brasil, a fim de politizar a categoria.
Proposta-41)

Promover o diálogo com as IES, a fim buscar espaços curriculares que abordem a Psicologia Hospitalar.

Proposta-42)

Dialogar com as IES sobre a grade curricular e a sua implicação na prática profissional, visando o seu aprimoramento.

Proposta-44)

Promover diálogos do Conselho de Psicologia junto à classe dos profissionais liberais que atuam na área clínica, com o objetivo de levantar os problemas éticos, técnicos, econômicos e políticos, buscando soluções coletivas.

Proposta-45)

Em articulação com entidades e movimentos sociais, voltados para a promoção de direitos humanos, que o Sistema Conselhos amplie o debate sobre a valorização do respeito às diferenças e diversidades para a continuada construção de uma educação respaldada nas orientações dos Direitos Humanos.

Proposta-46)

Manter mobilização continua para aprimoramento e organização dos congressos da psicologia, imprimindo estratégia periódica de reflexão e estímulo à categoria profissional e aos centros formadores para o exercício da participação na profissão.


Proposta-47)

Autonomia de estabelecimento de um cronograma da setorial, inclusive financeiramente, através de critério proporcional ao número de psicólogos (as) inscritos e adimplentes.


Proposta-48)

Promover e articular junto as IES ações que aproximem o Sistema Conselhos com os estudantes e docentes;


Proposta-49)

Promover estratégias de esclarecimento da população sobre as especificidades da psicologia como ciência e profissão, divulgando suas contribuições nos diversos campos de atuação.


Proposta-50)

Realizar eventos periódicos sobre temas de grande relevância para a categoria, visando desenvolver a prática profissional e melhorar a interação entre o psicólogo e seu conselho;


Proposta-51)

Orientar gestores públicos municipais, estaduais, federais gestores representates do terceiro setor, sobre a especificidade da atuação profissional em suas diferentes frentes de trabalho;

Proposta-53)

Aprimorar e ampliar as divulgações de ações e eventos do CRP por meio dos diversos meios de comunicação a fim de atingir o maior número possível de profissionais inscritos;

Proposta-54)

Criar o cargo de orientador fiscal para a sede de Maringá;

Proposta-55)

Intensificar as ações de aproximação entre Conselhos, Sindicatos, acadêmicas e acadêmicos de Psicologia, com o objetivo de estimular a participação estudantil nas discussões realizadas nesses espaços e esclarecer a função e a importância dessas instituições.

Proposta-56)

Estimular e apoiar a atuação da Psicologia Escolar, fomentando a composição de Comissões Temáticas nas sedes e setoriais.

Proposta-57)

Criar uma comissão permanente para articulação, elaboração, encaminhamento e acompanhamento de projetos de lei relacionados à Psicologia junto à Assembleia Legislativa

Proposta-58)

Incentivar estratégias de interiorização dos debates dos CRPs, através das mídias sociais.

Proposta-60)

Fazer revisão das atribuições do Psicólogo Jurídico, atuante no Sistema de Justiça e nas Políticas responsáveis pela garantia de direitos;

Proposta-61)

Fazer revisão das normativas referentes à emissão de documentos pelo Psicólogo, para o Sistema de Justiça;





Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal