Plano de trabalho 2017


) Defesa e Garantia de Direitos



Baixar 128,28 Kb.
Página4/19
Encontro11.10.2018
Tamanho128,28 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   19
3) Defesa e Garantia de Direitos

a) Serviço de proteção e auxilio, garantindo o direito a comunicação e inclusão;



4) Outro Programa - Habilitação/Reabilitação de Pessoa com Deficiência

a) Serviço de reabilitação e integração;



5) Inserção ao Mercado de Trabalho

a) Serviço de garantia de direitos, acompanhamento e capacitação;



5.3 ENDEREÇO DO SERVIÇO, PROGRAMA, PROJETO OU BENEFÍCIO

Sede da APAS

    1. DESCRIÇÃO

    1. Proteção Básica:

  1. Fazer visitas às famílias dos surdos, com o objetivo de conhecer a realidade de cada um. Efetuar cadastramento sócio-econômico, identificar suas necessidades, visando promover o bem estar e o ajustamento social, garantindo os direitos da inclusão social, conforme prevê a Lei 7.853/89, prevenindo situações de exclusão, atitudes discriminatórias, isolamento social, evitando situações que agravam os problemas causados pela deficiência;

  2. Promover encontros das famílias, com suporte psicológico e social, para troca de experiências e conhecer as dificuldades, buscando soluções para revolver os problemas, além de possibilidades de ações inclusivas, para melhorar a qualidade de vida na convivência familiar e comunitária.

  3. Realizar palestras, abordando assuntos relacionados à surdez e a deficiência auditiva, orientando sobre os problemas de aquisição da linguagem, visando proporcionar aos familiares dos surdos, educadores e a sociedade em geral, o conhecimento adequado das implicações causadas pela surdez e os problemas enfrentados pelos surdos, no âmbito psicossocial, familiar e educacional.

  4. Proporcionar a participação dos alunos surdos em congressos e viagem de estudo proporcionando o aprimoramento dos conhecimentos e a socialização da cultura surda.

  5. Promover campanhas de conscientização e esclarecimento nas escolas do ensino regular e outros segmentos da sociedade sobre a dificuldade da comunicação do surdo na língua oral e conseqüentemente na escrita da Língua Portuguesa, demonstrando a diferença do aprender oral-auditivo (ouvintes) e do aprender espaço-visual (surdo) e a necessidade e o direito dos surdos ao auxílio de intérpretes de LIBRAS, amparados pela Lei 10.098/2000, nas instituições educacionais, de saúde, de justiça, etc., incentivando a ampliação de trocas culturais e a socialização quebrando as barreiras da discriminação e do desconhecimento,

Público Alvo: Comunidade surda e seus familiares, educadores, escolas do ensino regular e sociedade em geral.




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   19


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal