PlanificaçÃo a médio prazo



Baixar 69,96 Kb.
Página1/3
Encontro20.03.2018
Tamanho69,96 Kb.
  1   2   3






PLANIFICAÇÃO A MÉDIO PRAZO

Domínio VIVER MELHOR NA TERRA 1.º Período

SUBDOMÍNIOS

CONTEÚDOS

O ALUNO DEVERÁ SER CAPAZ DE:

TEMPOS PREVISTOS

(50 min)


ESTRATÉGIAS / ATIVIDADES


1. SAÚDE INDIVIDUAL E COMUNITÁRIA

1.1. A importância da saúde individual e comunitária na qualidade de vida da população

1.2. Estratégias de promoção da saúde

2. ORGANISMO HUMANO EM EQUILÍBRIO

2.1. Níveis estruturais do corpo humano

2.2. Alimentação saudável

2.3. Sistema digestivo

2.4. Sangue

2.5. Sistema cardiovascular

2.6. Sistema linfático

A OMS e o seu papel na saúde da população mundial.

Conhecimento dos conceitos saúde e qualidade de vida e seus domínios biológico, cultural, económico e psicológico.

A esperança de saúde, o aumento da esperança média de vida e o conceito de anos potenciais de vida perdidos.

Os agentes patogénicos e a ocorrência de doenças.

Agentes patogénicos ambientais, biológicos, físicos e químicos.

A influência da utilização indevida de antibióticos no aumento da resistência bacteriana.

Principais fatores de risco das doenças não transmissíveis.

Determinantes do nível de saúde individual e de saúde comunitária.

Relação comparativa dos Indicadores de saúde da população nacional com os da União Europeia, e a Lista de Indicadores de Saúde da Comunidade Europeia.

A sociedade de risco e a necessidade de uma cultura de risco.

A importância do conhecimento na adoção de medidas para a promoção da saúde.

A relação entre a informação genética, o meio ambiente e os estilos de vida de um indivíduo e a sua sobrevivência.

Sistema aberto – as trocas de matéria e energia.

Homeostasia – um exemplo de regulação homeostática: glicemia.

Os níveis de organização biológica do corpo humano: químico, celular, tecidular, dos órgãos, dos sistemas de órgãos e do organismo.

Os elementos químicos mais abundantes do nosso organismo.

Os sistemas de referência de organização corporal – direções (superior, inferior, anterior e posterior) e cavidades (craniana, espinal, torácica, abdominal, pélvica).

A relação entre os contributos da ciência e da tecnologia e o conhecimento do corpo humano.

A relação entre alimento e nutriente.

As funções desempenhadas pelos nutrientes orgânicos e inorgânicos no organismo humano.

A relação entre testes experimentais específicos para nutrientes ou grupos de nutrientes e os alimentos.

Alguns efeitos da insuficiência de elementos traço no organismo: cobre, ferro, flúor, iodo, selénio e zinco.

A relação entre os distúrbios alimentares (anorexia nervosa, bulimia nervosa e compulsão alimentar) e o equilíbrio do organismo humano.

A relação entre as principais doenças da contemporaneidade (obesidade, doenças cardiovasculares e cancro), e os contextos genéticos e socioculturais do Homem.

A importância da dieta mediterrânica na promoção da saúde

Trabalho de projeto – caracterizar práticas alimentares da comunidade envolvente.

O metabolismo celular – reações químicas de anabolismo e de catabolismo.

A função do sistema digestivo – o contributo de William Beaumont.

A relação entre as etapas da nutrição (ingestão, digestão, absorção intestinal, assimilação e dejeção) e a obtenção de matéria e energia para as reações de metabolismo celular.

A relação entre os órgãos do sistema digestivo e as glândulas anexas e a função por eles desempenhadas.

Os processos físicos e químicos da digestão.

A importância da ação enzimática e dos sucos digestivos na digestão dos alimentos.

A relação entre as válvulas coniventes na eficiência da absorção intestinal.

A importância do microbiota humano.

A relação entre os desequilíbrios do sistema digestivo e a instalação de doenças.

A importância de medidas de promotoras do bom funcionamento do sistema digestivo para o organismo humano.
Constituição do sangue.

Caracterização e funções dos diferentes constituintes do sangue.

Funções do sangue.

Importância das análises sanguíneas.

Constituição do sistema imunitário.

Relação dos leucócitos com o sistema imunitário.


Processos de defesa do organismo desempenhados pelos leucócitos.

Anticorpos, antigénios e complexo anticorpo-antigénio.

Importância das células de memória.

Grupos sanguíneos do Sistema ABO.

Reações transfusionais

Compatibilidades sanguíneas.

Constituintes do sistema cardiovascular.

Morfologia e anatomia do coração humano.

Fases do ciclo cardíaco.

Frequência cardíaca.

Variação da pressão sanguínea nos diferentes vasos sanguíneos.

Influência das atividades do dia a dia na frequência cardíaca e na pressão arterial.

Circulação pulmonar e circulação sistémica.

Estrutura e função dos vasos sanguíneos.

Doenças do sistema cardiovascular e medidas para as combater.

A importância da ciência e da tecnologia no combate aos distúrbios do sistema cardiovascular.

Constituintes da linfa.

Diferenças entre linfa intersticial e linfa circulante.

Funções da linfa.

Constituição do sistema linfático.

Importância das válvulas existentes nas veias linfáticas.

Relação entre os sistemas cardiovascular e linfático.

Importância dos glânglios linfáticos.



* Apresentar o conceito de saúde e o conceito de qualidade de vida, segundo a Organização Mundial de Saúde.

* Caracterizar os quatro domínios (biológico, cultural, económico e psicológico) considerados na qualidade de vida pela Organização Mundial de Saúde.

*Distinguir os conceitos de esperança de saúde, de esperanças de vida e de anos potenciais de vida perdidos.

* Relacionar a ocorrência de doenças com a ação de agentes patogénicos ambientais, biológicos, físicos e químicos.

* Explicitar o modo como a interação dinâmica entre parasita e hospedeiro resultam de fenómenos de coevolução.

* Relacionar o uso indevido de antibióticos com o aumento da resistência bacteriana.

* Caracterizar, sumariamente, as principais doenças não transmissíveis, com indicação da prevalência dos fatores de risco associados.

* Indicar determinantes do nível de saúde individual e de saúde comunitária.

* Comparar alguns indicadores de saúde da população nacional com os da União Europeia, com base na Lista de Indicadores de Saúde da Comunidade Europeia.

* Caracterizar, sumariamente, a sociedade de risco.

*Apresentar três exemplos de “culturas de risco”.

* Explicitar o das pessoas podem contribuir para a promoção da saúde.

* Descrever exemplos de atuação na promoção da saúde individual, familiar e comunitário.

*Explicar de que forma a saúde e a sobrevivência de um indivíduo dependem da interação entre a sua informação genética, o meio ambiente e os estilos de vida que pratica

*Explicitar o conceito de organismo como sistema aberto que regula o seu meio interno de modo a manter a homeostasia.

* Descrever os níveis de organização biológica do corpo humano.

*Identificar os elementos químicos mais abundantes no corpo humano.

* Identificar no corpo humano as direções anatómicas (superior, inferior, anterior, posterior) e cavidades (craniana, espinal, torácica, abdominal, pélvica).

*Descrever três contributos da ciência e da tecnologia para o conhecimento do corpo humano.

*Distinguir alimento de nutriente.

*Resumir as funções desempenhadas pelos nutrientes no organismo.

*Distinguir nutrientes orgânicos de nutrientes inorgânicos, dando exemplos.

*Testar a presença de nutrientes em alguns alimentos.

* Relacionar a insuficiência de alguns elementos traço (por exemplo, cobre, ferro, flúor, iodo, selénio, zinco) com os seus efeitos no organismo.

*Justificar o modo como três tipos de distúrbios alimentares (anorexia nervosa, bulimia nervosa e compulsão alimentar) podem afetar o equilíbrio do organismo humano.

*Relacionar a alimentação saudável com a prevenção das principais doenças da contemporaneidade (obesidade, doenças cardiovasculares e cancro), enquadrando-as num contexto histórico da evolução humana recente.

*Reconhecer a importância da dieta mediterrânica na promoção da saúde.

*Caracterizar as práticas alimentares da comunidade envolvente, com base num trabalho de projeto.

*Identificar as etapas da nutrição.

*Relacionar a função do sistema digestivo com o metabolismo celular.

* Estabelecer a correspondência entre os órgãos do sistema digestivo e as glândulas anexas e as funções por eles desempenhadas.

* Resumir as transformações físicas e químicas que ocorrem durante a digestão.

*Justificar o papel das válvulas coniventes na eficiência do processo de absorção dos nutrientes.

*Referir o destino das substâncias não absorvidas.

*Descrever a importância do microbiota humano (microrganismos comensais).

* Caraterizar, sumariamente, três doenças do sistema digestivo.

*Identificar medidas que visem contribuir para o bom funcionamento do sistema digestivo.

* Identificar os constituintes do sangue, com base em esquemas e/ou em preparações definitivas.

*Relacionar a estrutura e a função dos constituintes do sangue com o equilíbrio do organismo humano.

*Formular hipóteses acerca das causas prováveis de desvios dos resultados de análises sanguíneas relativamente aos valores de referência.

* Explicar o modo de atuação dos leucócitos, relacionando-o com o sistema imunitário.

*Prever compatibilidades e incompatibilidades sanguíneas.
* Indicar os principais constituintes do sistema cardiovascular.

* Explicar o uso de órgãos de mamíferos (por exemplo, borrego, coelho, porco), como modelos para estudar a anatomia e a fisiologia humana, com base na sua proximidade evolutiva.

* Descrever a morfologia e a anatomia do coração de um mamífero, com base numa atividade laboratorial.

*Inferir as funções das estruturas do coração com base na sua observação.

* Representar o ciclo cardíaco.

* Determinar a variação da frequência cardíaca e da pressão arterial, com base na realização de algumas atividades do dia-a-dia.

* Relacionar a estrutura dos vasos sanguíneos com as funções que desempenham.

*Comparar a circulação sistémica com a circulação pulmonar, com base em esquemas.

* Caraterizar, sumariamente, três doenças do sistema cardiovascular.

* Descrever dois contributos da ciência e da tecnologia para minimizar os problemas associados ao sistema cardiovascular.

* Identificar medidas que visem contribuir para o bom funcionamento do sistema cardiovascular.
* Caracterizar a função e os diferentes tipos de linfa.

*Descrever a estrutura do sistema linfático.

* Explicar a relação existente entre o sistema cardiovascular e o sistema linfático.

*Justificar a relevância da linfa e dos gânglios linfáticos para o organismo.




2 + 8

22 + 7

Organização de mapa de conceitos

Diálogo / Debate de ideias com o grupo-turma

Trabalho individual de pesquisa

Trabalho de grupo

Análise de imagens e gráficos

Interpretação de esquemas

Recolha e análise de notícias e textos científicos ou de divulgação científica

Fichas de trabalho

Exercícios de aplicação

Visualização e análise de documentários









Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
terapia intensiva
Conselho nacional
Curriculum vitae
oficial prefeitura
ensino médio
minas gerais
Boletim oficial
Concurso público
educaçÃo infantil
Universidade estadual
seletivo simplificado
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
Conselho regional
assistência social
ciências humanas
Atividade estruturada
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
Dispõe sobre
outras providências
recursos humanos
secretaria municipal
Conselho municipal
psicologia programa
Colégio estadual
consentimento livre
ResoluçÃo consepe
Relatório técnico
Corte interamericana
público federal
ministério público