Pesquisa Sociopoética: em busca das Epistemologias do Sul



Baixar 61,36 Kb.
Página1/8
Encontro08.03.2018
Tamanho61,36 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8

GT-15 Metodología y Epistemología de las Ciencias Sociales.



Pesquisa Sociopoética: em busca das Epistemologias do Sul

Autoras: Adriane Vieira Ferrarini (Brasil) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) e Marília Verissimo Veronese (Brasil) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS)

RESUMO:
A ocidentalização do mundo moderno foi epistemologicamente alicerçada na imposição colonial da ciência moderna como fonte exclusiva de conhecimento crível, gerando a invalidação de saberes populares e tradicionais. Debates epistemológicos contemporâneos têm demonstrado a necessidade e plausibilidade de ampliação das fronteiras epistemológicas da produção de conhecimento (Boaventura Santos, Lander, Quijano, dente outros) no sentido de incorporação dos saberes de grupos vitimados por processos de desqualificação social e cognitiva, contribuindo para o acesso às chamadas Epistemologias do Sul. Contudo, identifica-se uma carência de métodos investigativos para a produção de conhecimento em perspectiva pós-colonial. A pesquisa sociopoética - criada pelo filósofo e pedagogo Jacques Gauthier - apesar de não utilizada em larga escala na pesquisa social, apresenta-se com uma alternativa metodológica através de radicalização da participação dos sujeitos envolvidos de forma autogestionária, da atribuição das dimensões corporais, emocionais e inconscientes ao conhecimento e do uso de técnicas artísticas e vivenciais (especialmente de relaxamento, que permite acessar o conhecimento inconsciente, que está na pele). O método tem influências da pedagogia do oprimido de Paulo Freire, teatro do oprimido de Boal, pesquisa ação participante de Carlos Brandão e Fals-Borda, filosofia da diferença de Gilles Deleuze, Felix Guattari e Sueli Rolink e análise institucional de René Lourau, Georges Lapassade e Gregório Baremblitt. Neste trabalho, objetiva-se analisar o potencial da sociopoética para acessar as epistemologias do Sul através da apresentação de experiências realizadas com a comunidade indígena Kaingang Ty por Fi, no município de São Leopoldo no estado do Rio Grande do Sul (Brasil) e com um grupo de trabalhadores(as) da economia solidária do mesmo estado brasileiro. A aplicação do método sofreu alteração de acordo com cada contexto. Os resultados demonstraram que se trata de um método inovador e capaz de incorporar concepções e elementos éticos, estéticos e cognitivos concernentes a esse tipo de produção científica, mas sua aplicação apresenta desafios à formação tradicional do pesquisador e ao grupo envolvido.




: acta -> 2015 -> GT-15
2015 -> Migrantes Libaneses Drusos: entre rupturas e continuidades
2015 -> MigraçÃO, trabalho e seletividade no estado do ceará1
2015 -> MigraçÃO, trabalho e seletividade no estado do ceará
2015 -> Universidad Latinoamericana: interpelaciones y desafíos
2015 -> Bullying enquanto elemento socializador juvenil1 Jamile Guimarães
2015 -> Regulando feminilidades: a construçÃo da identidade de gênero no processo de socializaçÃo juvenil jamile Guimarães
2015 -> António Pedro Barbosa Cardoso brasil doutorando capes/pecpg da pucrs
2015 -> Cristianismo de Liberación en tiempos de la dictadura militar en Brasil: una experiencia del progresismo católico en Pernambuco rural y su relación con los movimientos de América Latina
GT-15 -> Re cartografando a Ciência Disciplinar: Apontamentos para uma teoria da ciência de caráter sociológico-construtivista
GT-15 -> Congreso alas, costa rica 2015 ponencia redes complexas, sociais e sociotécnicas ana camila garcía lópez


Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal