Período: agosto/2016 a janeiro/2017 ( X ) parcial



Baixar 84,55 Kb.
Página3/9
Encontro17.10.2018
Tamanho84,55 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9

JUSTIFICATIVA:


Sabe-se que a violência causa grandes agravos ao sistema estomatognático. A pesquisa desenvolvida nos serviços de atendimento a pessoa em situação de violência (Propaz Mulher e Propaz Santa Casa) busca identificar esses agravos sob uma perspectiva de saúde integral e interdisciplinar frente a um problema complexo e de difícil combate. Justifica-se também a necessidade da qualificação do profissional odontólogo nas reflexões e compreenções da problemática da violência.





OBJETIVOS:


Compreender as consequências dos danos ao sistema estomatognático causados pela violência e investigar o absenteísmo diante de consultas pré agendadas de atendimento odontológico dos participantes da pesquisa ocorridas nessa primeira etapa da pesquisa.

MATERIAIS E MÉTODOS:


Implicações éticas: o projeto foi aprovado no Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos sob o número 09740712.2.0000.0018 e segue todos os princípios da resolução 466/12.

Tipo de estudo: Trata-se de um estudo quantitativo qualitativo.

Cenário de pesquisa: A pesquisa está em desenvolvimento no Programa PROPAZ Mulher dentro da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) e no PROPAZ SANTA CASA que atende crianças e adolescentes em situação de violência sexual. A Delegacia da Mulher é responsável por acolher as mulheres em situações de vulnerabilidade, risco e toda forma de violência, constituindo espaço privilegiado de resolutividades e conflitos baseados no gênero. A DEAM de Belém está localizada estrategicamente em bairro central com acessibilidade física e estrutural. O local possui assistência multidisciplinar de áreas psicossocial, policial, pericial e jurídica, de forma humanizada e integrada. Para garantir pronto-atendimento, o espaço conta com agentes da Polícia Civil para registrar boletins de ocorrência e instaurar inquéritos 24 horas. O local também tem serviço pericial – oferecendo exames especializados e

emissão de laudos para constatação de abuso sexual ou agressão física –, além de serviço médico e jurídico, com orientação e monitoramento de processos.

O Propaz Santa Casa conta com serviços integrados de atendimento a crianças e adolescentes em situação de violência, com assistência médica, psicológica e de assistência social.

Período de coleta de dados: A coleta de dados iniciou em outubro de 2016.

Amostra total pretendida: 60 mulheres

60 crianças de até 12 anos

60 adolescentes de 13 a 17 anos

Critérios de inclusão: Ter sofrido alguma forma de violência e aceitar participar da pesquisa.



Coleta de dados: Cada participante ou responsável (no caso de crianças e adolescentes) é entrevistado através de um roteiro semi estruturado, examinado clinicamente, através de um instrumento, tipo ficha. Todas as etapas são realizadas em uma única vez, antes ou após o atendimento de rotina com as médicas ou psicólogas. São utilizados os índices para aferição dos agravos bucais através de um exame bucal e de entrevistas epidemiológica baseadas nos critérios da OMS (1997) e no projeto Saúde Bucal Brasil 2010 do MS (SBBRASIL 2010).

Nas mulheres os dados aferidos visam identificar a relação da violência crônica com a incidência de DTM, que por ser uma patologia de etiologia multifatorial, é utilizada como parâmetro para compreender sintomatologias pouco específicas de sofrimento das pessoas em vivênvia de violência.

A entrevista socioeconômica realizada com todos os participantes contempla informações sobre a condição socioeconômica, utilização de serviços odontológicos e autopercepção de saúde bucal.







Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal