Palavras-chave: Conto; Prática pedagógica; Competências gerais e específicas; Português; Espanhol



Baixar 5,85 Mb.
Página5/26
Encontro01.03.2020
Tamanho5,85 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   26



2.1. Características do conto


Na tentativa de explicar a origem de um dos géneros literários, o conto, é usual fazê-lo remontar à transmissão oral. Sob o signo da convivência, na sociedade, as pessoas reuniam-se para contar histórias. A cada século o conto evoluiu, primeiro oralmente, depois passou a escrito, e assim em cada época o conto foi-se constituindo com características da cultura.

O conto é unívoco e univalente, isto é, possui uma unidade dramática, um só conflito, uma só ação e um só drama. Para Massaud Moisés (MOISÉS, 1997), a ação pode ser externa quando as personagens se deslocam no espaço e no tempo, ou interna, quando o conflito se situa na sua mente.

O conto é uma forma breve, uma narrativa curta. Segundo Cortázar (CORTÁZAR, 1994), o conto parte da noção de limite, de limite físico. O contista vê-‑se obrigado a escolher e limitar uma imagem ou um acontecimento que seja significativo, que não só valha por si mesmo, mas que atue sobre o espetador no leitor como uma espécie de abertura. A estrutura do conto está conformada por três elementos: a significação, a intensidade e a tensão.

A brevidade a que aludi tem sérias implicações estruturais: reduzido número de personagens, concentração do espaço e do tempo, ação simples e decorrendo de forma mais ou menos linear.

Mas esta análise a priori tão fácil não corresponde a um género com características e traços distintivos facilmente reconhecidos. Há estudiosos que se repartem entre esta caracterização simplista e outros que o consideram como o género mais difícil de definir e teorizar. O que é certo é que comuns a todos temos a “ficcionalidade, a narratividade, a brevidade e a condensação” (GOULART, 2003: 9-16). Não se contesta a narratividade e a ficcionalidade, no entanto quanto à brevidade esta deve ser tomada não só ao nível do número de páginas, mas mais em relação à intensidade do assunto. Tal prende-se com a ideia defendida por Edgar Allan Poe relativamente ao efeito provocado pelo conto no leitor. É nesta perspetiva que este contista trabalhou situações capazes de criar suspense no leitor.

Muito embora o conto possa parecer um género simples, ele revela-se um género multifacetado e há quem o aproxime do modo lírico. Julio Cortázar, na sua defesa da fusão entre a lírica e o conto, afirma:

cada vez que me ha tocado revisar la traducción de uno de mis relatos (o intentar la de otros autores, como alguna vez con Poe) he sentido hasta qué punto la eficacia y el sentido del cuento dependían de esos valores que dan su carácter específico al poema y también al jazz: la tensión, el ritmo, la pulsación interna, lo imprevisto dentro de los parámetros previstos, esa libertad fatal que no admite alteración sin una pérdida irrestañable (CORTÁZAR J., 1969).

Muitos contistas exploram esta aproximação entre poesia e conto quando utilizam nos seus textos uma linguagem essencialmente poética.

O conto caracteriza-se fundamentalmente por veicular uma moral. Aqui está implícita uma intenção pedagógica e axiológica que busca revelar valores e modelos de conduta, base das sociedades tradicionais. A sua função moralizante pode surgir logo nos títulos1 e permite-nos estabelecer uma forte relação entre a conceção do conto e a tradição oral onde a história tem um “fundo moralizante com um forte grau de intencionalidade” (GONÇALVES, 1997: 1269).




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   26


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa