P c a sumário objetivos definiçÕes estruturaçÃo da carreira



Baixar 228,67 Kb.
Página3/11
Encontro05.12.2019
Tamanho228,67 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11
DEFINIÇÕES
a) Emprego

No sentido restrito, pode-se conceituar emprego como sendo um conjunto de atividades e responsabilidades que o ocupante terá que desempenhar.

No sentido amplo, deve-se incluir todas as variáveis que interferem e/ou fazem parte intrínseca do mesmo, tais como: nível de escolaridade, experiência, condições de trabalho e outros requisitos que o emprego exige e que o ocupante deverá possuir.
b) Salário

Salário é a contraprestação devida ao empregado pela prestação de serviços, em decorrência do contrato de trabalho.

O salário, como componente da remuneração, acima de tudo deve retratar o desempenho qualitativo do ocupante, a sua ascensão vertical e horizontal na progressão profissional.
c) Remuneração

Remuneração é a soma do salário contratualmente estipulado (mensal, por hora, por tarefa etc.) com outras vantagens percebidas na vigência do contrato de trabalho como: DSR, horas extras, adicional noturno, adicional de periculosidade, insalubridade, comissões, percentagens, gratificações, prêmios, etc.

.

É vital que o salário/remuneração percebido pelo ocupante promova a justiça nos aspectos de desempenho e em relação ao grau de importância com os outros empregos da Instituição.


d) Progressão Profissional

A valorização das pessoas e o estímulo para que as mesmas promovam o seu auto-desenvolvimento, através da melhoria constante do desempenho e do investimento no treinamento continuado, é sem dúvida o caminho que a Instituição deverá trilhar, para desta forma poder acompanhar eficazmente a evolução rápida do mundo, onde o conhecimento adquirido deve ser traduzido em resultados na prática, na mesma velocidade das exigências de um mercado cada vez mais crítico, competitivo e consciente.

A preocupação da Instituição é acentuada em função principalmente da sua atividade, onde o grande serviço prestado é a educação e o conhecimento, sendo o desempenho do corpo docente vital para que se alcance os objetivos esperados por seu corpo discente – clientes e consequentemente, toda a sociedade. Os aspectos qualitativos são fundamentais e sabe-se que a motivação tem uma forte participação no sucesso institucional, do qual o salário faz parte.
e) Salário Base Hora

O salário base constitui-se no valor correspondente à hora trabalhada, sem qualquer adicional agregado


f) Salário Base Mensal

O salário base mensal constitui-se no valor correspondente ao total de 220 horas trabalhadas no mês, estando implícito o descanso semanal remunerado.



g) Remuneração-Hora Docente

A remuneração-hora paga ao docente é o salário percebido por hora efetiva de trabalho (hora/aula ministrada) e compreende: salário base por hora trabalhada; salário da hora de repouso semanal remunerado; triênio.

A remuneração mensal do corpo docente tem como base o valor do salário base hora percebido e as horas efetivamente trabalhadas (de acordo com a disciplina constante da matriz curricular devidamente autorizada), descontadas as horas faltas e acrescidas as horas do repouso semanal remunerado. O triênio será concedido a cada três anos, a razão de 3% (três por cento), até o limite máximo de 21% (vinte e um por cento).
h) Remuneração mensal Técnico-administrativo

A remuneração mensal do pessoal técnico-administrativo será definida pela mantenedora, tendo por base as duzentas e vinte horas de trabalho mensais, já incluído o descanso semanal remunerado, conforme preceitua a legislação trabalhista e acrescido do triênio, concedido de forma cumulativa a cada três anos, à razão de três por cento até o limite de 21%


i) Tabela Salarial

Tabela salarial é a representação da estrutura de salários da Instituição.

Os salários são distribuídos em:


  • Categorias: As categorias representam a distinção entre os colaboradores integrantes dos quadros: docente e técnico-administrativo.

  • Classes: as classes representam os níveis de formação curricular (acadêmica), a experiência, compreendendo a progressão profissional vertical.

  • Graus: os graus representam a progressão profissional horizontal do desempenho e da produção científica do ocupante do respectivo emprego.

  • Níveis: os níveis representam a progressão profissional horizontal do desempenho e da produção científica do ocupante do respectivo emprego.

  • Amplitude da tabela de salários: compreende o intervalo entre o menor e o maior salário da tabela de salários.

  • Piso salarial da tabela: é o menor salário da tabela.

  • Promoção horizontal: é a evolução salarial dentro da própria classe – evolução dos graus e níveis motivada pela progressão profissional em termos de desempenho, promoção e produção científica.

  • Promoção vertical: é a evolução salarial de uma classe para a outra, motivada pela progressão profissional em termos de formação curricular – formação acadêmica.






Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal