Outros temas



Baixar 95.74 Kb.
Página1/12
Encontro16.04.2018
Tamanho95.74 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12

Cad. Pesqui. v.34 n.123 São Paulo set./dez. 2004

http://dx.doi.org/10.1590/S0100-15742004000300006



OUTROS TEMAS

Conceitos de Vigotski no Brasil: produção divulgada nos Cadernos de Pesquisa

Esse artigo pretende identificar quais e como os pressupostos teórico-metodológicos de Vigotski1 têm sido utilizados por autores brasileiros e por aqueles que publicam seus trabalhos no Brasil, na área da Psicologia da Educação, assim como os objetivos dos trabalhos que utilizaram, de alguma forma, os conceitos vigotskianos e o momento histórico em que foram produzidos.

A importância de trabalhos dessa natureza está em permitir avaliar o impacto das noções de uma teoria em determinados campos de estudo: em que direções caminham as pesquisas já desenvolvidas, em quais questões as idéias têm sido mais utilizadas e em quais aspectos maiores investigações são necessárias tanto para o avanço do conhecimento científico como para o avanço prático da área. Vale mencionar que Vigotski passou a ser difundido no Brasil a partir de 1984, a primeira publicação de sua obra na língua portuguesa, A formação social da mente.

Sistematizar as idéias de Vigotski no Brasil não é um trabalho inédito. Na literatura pesquisada foram encontrados quatro autores brasileiros - Oliveira (1992), Freitas (1994), Tuleski (2001) e Duarte (2000) - que buscaram, com objetivos distintos, organizar as apropriações das idéias de Vigotski. Nenhum deles, no entanto, o fez da forma aqui proposta.

Esta pesquisa, que foi financiada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq - em nenhum momento pretendeu caracterizar-se como "estado da arte" sobre as publicações que utilizaram as idéias de Vigotski, sobretudo por uma limitação de tempo. Daí o fato de sua abrangência ter sido reduzida: investigaram-se apenas os artigos encontrados nos Cadernos de Pesquisa, que publica estudos referentes a diferentes disciplinas, como: Educação, Psicologia, Psicologia da Educação, Sociologia da Educação, Filosofia da Educação, entre outras.

MÉTODO

Para o desenvolvimento da pesquisa foram utilizados os números dos Cadernos de Pesquisa publicados entre 1971 e 2000. Embora a revista exista desde 1971, verificou-se que na década de 70 não existem artigos que mencionem alguma obra de Vigotski. Dessa forma, o estudo centrou-se nas décadas de 1980 e 1990, tendo em vista que, em 2001, não foram encontrados artigos que se enquadrassem no critério estabelecido. Incluiu-se todo artigo que mencionasse, nas referências bibliográficas, obras de Vigotski, totalizando 37 artigos. A seleção dos Cadernos de Pesquisa deveu-se ao fato de ser uma publicação que apresenta regularidade, tem circulação em âmbito nacional e internacional, divulga temas e abordagens de diferentes áreas do conhecimento e possui reconhecida qualidade. De acordo com a avaliação feita pela Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação - ANPEd (2001), o periódico foi colocado na categoria Internacional A.

Entre os artigos que se enquadraram no critério estabelecido, foram considerados os seguintes aspectos: autor, região e instituição a que o autor pertence, ano em que foi publicado, as modalidades de textos (pesquisa, ensaio ou relato de experiência), o objetivo do trabalho, a(s) obra(s) utilizada(s) de Vigotski, os conceitos de Vigotski selecionados, a forma de utilizá-los (mencionados de passagem, complementares às propostas de outros autores, comparados aos conceitos de outros autores, como fundamento da pesquisa), os autores principais que fundamentam teoricamente os artigos, o nome dado à psicologia soviética com base na proposta de Vigotski e as obras de autores da psicologia soviética que, utilizando pressupostos vigotskianos, auxiliaram a divulgar sua obra. Algumas dessas categorias foram combinadas entre si.

Neste artigo serão apresentados a origem dos textos, os seus objetivos, suas modalidades e os conceitos de Vigotski que serviram de fundamento à pesquisa. Outras categorias abordadas serão: a forma de utilização dos conceitos, as obras de Vigotski empregadas e o nome atribuído à psicologia desenvolvida pelo autor.




Catálogo: dirposgrad -> gepem -> texts
texts -> Artigos processo de criação no fazer musical: uma objetivação da subjetividade, a partir dos trabalhos de Sartre e Vygotsky
texts -> Lev S. Vigotski : Manuscrito de 1929
texts -> Artigos considerações sobre a psicologia da arte e a perspectiva narrativista
texts -> O desenvolvimento de noções temporais através da linguagem
texts -> Artigos integração conceptual, formação de conceitos e aprendizado
texts -> Artigos a consciência na obra de L. S. Vigotski: análise do conceito e implicações para a psicologia e a educação
texts -> Vigotski e o “Aprender a Aprender”
texts -> Artigos a perspectiva sócio-construtivista na psicologia e na educação: o brincar na pré-escola
texts -> A influência do pensamento de Marx na psicologia educacional de Vygotsky
texts -> Dossiê Vigotski Ideias de L. S. Vigotski sobre a ciência do desenvolvimento infantil

Baixar 95.74 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
ensino médio
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
Curriculum vitae
oficial prefeitura
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
assistência social
santa maria
Excelentíssimo senhor
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
outras providências
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
secretaria municipal
Dispõe sobre
Conselho municipal
recursos humanos
Colégio estadual
consentimento livre
ResoluçÃo consepe
psicologia programa
ministério público
língua portuguesa
público federal
Corte interamericana