OrientaçÕes sobre asma para pacientes e acompanhantes em salas de espera



Baixar 4,4 Kb.
Encontro18.05.2018
Tamanho4,4 Kb.

ORIENTAÇÕES SOBRE ASMA PARA PACIENTES E ACOMPANHANTES EM SALAS DE ESPERA
Thais Pinheiro Honorato; Flavia Magalhães De Melo; Matheus Costa Carvalho Augusto; Leilah De Alencar Medeiros Neta; Alexssandra Maia Alves; Mônica Maria Costa Do Rêgo
Universidade de Fortaleza - UNIFOR
Introdução: A asma é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas cuja manifestação depende de fatores genéticos e ambientais. Em crises sintomáticas, caso não seja tratada, pode levar à morte. Objetivos: Os alvos da exposição consistiam em orientar os ouvintes sobre o potencial de mortalidade da doença e sobre como deveriam proceder diante de alguém asmático que necessitasse de socorro. Relato de Experiência: Nos dias onze e treze de 2014, foram realizadas apresentações com banners explicativos sobre o que é a asma; quais alterações elas provocam no sistema respiratório; quais os principais sinais e sintomas; quais os fatores desencadeantes; como prevenir crises e como socorrer alguém com crise de asma. A atividade foi realizada nas salas de espera de Fisioterapia, de Terapia Ocupacional, de Psicologia e de ambulatórios de diversas especialidades médicas, todos localizados no Núcleo de Atendimento Médico Integrado (NAMI), na Universidade de Fortaleza. Resultados: Alguns pacientes e acompanhantes demonstraram interesse por obterem tais conhecimentos ao fazerem perguntas sobre a asma e ao exemplificarem e compartilharem experiências de familiares que apresentam a doença. Entretanto, outros mostraram desinteresse, tanto pelo desconforto da sala de espera lotada – especialmente nos ambulatórios médicos -, quanto pelo fato de o barulho dos ventiladores dificultarem a comunicação entre os alunos e os ouvintes. Conclusões: Em relação aos pacientes e acompanhantes, a atividade teve um caráter positivo, pois tiveram algumas dúvidas esclarecidas, puderam aprender mais sobre uma doença que é capaz de matar uma pessoa - se não houver um tratamento adequado - e tornaram-se potenciais multiplicadores das informações oferecidas. Do ponto de vista acadêmico, foi uma experiência bastante interessante, pois o ensino foi praticado utilizando uma linguagem acessível, o que é incomum dentro de uma universidade, e a troca de experiências e informações com os pacientes e acompanhantes foi importante para nossa formação, como profissionais e como pessoas.
: 2014 -> anais -> trabalhos
trabalhos -> ManipulaçÃo de modelos cromossômicos lúdicos no ensino da genética humana – relato de experiência de iniciaçÃo a docência
trabalhos -> EstruturaçÃo de grupo balint júnior: relato de uma experiência inovadora
trabalhos -> O grau de estresse dos estudantes de medicina submetidos ao osce
trabalhos -> Disciplina de psicologia médica: importante ferramenta na formaçÃo dos estudantes de medicina
trabalhos -> A psicologia médica aplicada no estudo e na prática da semiologia na universidade federal do tocantins
trabalhos -> Aprendizado em psicologia médica: visão do estudante
trabalhos -> Tele-pet-redes – a utilizaçÃo do ambiente virtual de aprendizagem como espaço de comunicaçÃo e reflexão no pet-saúDE/redes de atençÃO
trabalhos -> Introdução: o psicanalista húngaro M. Balint criou nos anos 50 do século passado uma teoria e uma metodologia de trabalho em grupos visando à formação psicologia de médicos e a humanização da relação médico paciente. Objetivo
trabalhos -> Bioética e humanizaçÃO: avaliando e discutindo a formaçÃo acadêmica


Compartilhe com seus amigos:


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal