Olhares da História 2 Brasil e mundo


Analise uma fonte primária



Baixar 0.8 Mb.
Página674/678
Encontro01.06.2019
Tamanho0.8 Mb.
1   ...   670   671   672   673   674   675   676   677   678
382

Analise uma fonte primária

6 a) Os "corrompidos mercadores de carne humana" eram os indivíduos envolvidos nos negócios do tráfico de africanos escravizados para o Brasil. Eles começavam a se "acautelar", ou seja, a tomar atitudes preventivas, em vista do crescimento do movimento abolicionista. É importante atentar para a data do texto: ele foi escrito e publicado em 1869, época em que o movimento abolicionista realmente se desenvolvia e crescia entre as populações urbanas do Brasil.

b) No texto, Luiz Gama refere-se à lei promulgada tempos após a independência: naquela ocasião, dom Pedro I assumiu o compromisso de extinguir o tráfico negreiro até 1830. Ele faria isso em troca do reconhecimento da emancipação do Brasil pelo governo da Inglaterra. Porém, o acordo, posteriormente aprovado pela Regência em 1831, não saiu do papel. Muitos pesquisadores consideram que essa foi a típica lei "para inglês ver", já que não foi totalmente cumprida, servindo apenas para agradar o governo britânico. As "vozes dos abolicionistas", de acordo com Luiz Gama, estavam denunciando esse fato. Você pode completar o assunto com esse texto de Luiz Gustavo Santos Cota: "O que se seguiu à promulgação da lei de 7 de novembro de 1831, também conhecida como lei Feijó, foi o completo desrespeito à legislação, não só por parte dos proprietários escravistas, mas por parte do próprio Estado. A ameaça de punição não intimidou os "importadores" que contavam com a completa conivência do governo imperial, que procurava fechar seus olhos aos atos de pirataria. O fato de o corpo de funcionários do Estado responsáveis pela apreensão e julgamento dos contrabandistas ser em grande medida formado por proprietários escravistas ou correligionários políticos a estes ligados dificultava ainda mais a aplicação da lei." COTA, Luiz Gustavo Santos. Não só "para inglês ver": justiça, escravidão e abolicionismo em Minas Gerais. História Social, n. 21, segundo semestre de 2011. p. 69. Disponível em: www.ifch.unicamp.br/ojs/index.php/rhs/article/viewFile/912/683. Acesso em: 10 abr. 2016.





Baixar 0.8 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   670   671   672   673   674   675   676   677   678




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
ensino médio
terapia intensiva
Conselho nacional
minas gerais
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
saúde mental
educaçÃo infantil
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
outras providências
secretaria municipal
catarina prefeitura
recursos humanos
Dispõe sobre
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
psicologia programa
ministério público
conselho estadual
público federal
Serviço público