Olhares da História 2 Brasil e mundo


Articule passado e presente



Baixar 3,11 Mb.
Página663/678
Encontro01.06.2019
Tamanho3,11 Mb.
1   ...   659   660   661   662   663   664   665   666   ...   678
Articule passado e presente

6 a) A entrevistadora cita casos de racismo no futebol, algo, infelizmente, bastante comum no país em que vivemos. É provável que os alunos apontem o fato de que o racismo realmente ainda existe no Brasil E que os homens e as mulheres afrodescendentes ainda têm de lutar para ver seus direitos garantidos. É possível verificar, no cotidiano dos brasileiros, casos de discriminação racial no ambiente de trabalho, em escolas, em locais públicos como restaurantes e lojas do comércio. É dever de todos os cidadãos lutar contra qualquer tipo de discriminação e contra o preconceito, combatendo todas as formas de racismo. Para auxiliar seu trabalho em sala de aula, você pode consultar e compartilhar com os alunos as seguintes reportagens, disponíveis na internet: "Identidade negra e racismo":

378

http://revistaescola.abril.com.br/consciencia-negra/africa-brasil/identidade-negra.shtml; "Vamos falar de racismo?": www.revistadehistoria.com.br/secao/ artigos-revista/vamos-falar-de-racismo; "O Brasil é um dos países mais racistas do mundo": www.istoe.com.br/assuntos/entrevista/detalhe/441675_O+BRASIL+E+UM+ DOS+PAISES+MAIS+RACISTAS+DO+MUNDO+; "A educação colabora para a perpetuação do racismo" (entrevista com Kabengele Munanga): www.cartacapital.com.br/politica/a-educacao-colabora-para-a-perpetuacao-do-racismo; artigos e conversas com Kabengele Munanga no site Geledés: www.geledes.org.br/tag/kabengelemunanga. Acessos em: 5 abr. 2016.

b) Essa é uma questão bem desafiadora, uma vez que incentiva os alunos a lidar com as sutilezas de conceitos historicamente construídos e cheios de juízos de valor. Ao refletir sobre a frase de Mia Couto, podemos pensar que ele pretendia dizer o seguinte: o fator culpado pela existência do racismo (de atitudes racistas, de discursos racistas) não é uma suposta diferença genética entre seres humanos ou entre populações. Na verdade, para ele, o racismo (ou seja, o discurso racista, as atitudes, as ideias) é o fator que constrói a ideia de "raça" e a ideia de "diferenças entre as raças", o que faz surgir, então, a ideia errônea de "raças inferiores" e "raças superiores".

c) Neste capítulo, vimos que as potências europeias, interessadas em dominar territórios na África e na Ásia, sustentaram sua expansão com um discurso que considerava os africanos incapazes de governar a si próprios. Por essa razão, eles precisariam dos europeus para seu próprio bem, para superar o estágio de"barbárie"e chegar à "civilização". Esse seria o "fardo do homem branco". O racismo contemporâneo ainda é alimentado em parte por essa visão, que classifica as pessoas como sendo de "raças superiores" e "raças inferiores".






Compartilhe com seus amigos:
1   ...   659   660   661   662   663   664   665   666   ...   678


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal