Olhares da História 2 Brasil e mundo



Baixar 0.8 Mb.
Página604/678
Encontro01.06.2019
Tamanho0.8 Mb.
1   ...   600   601   602   603   604   605   606   607   ...   678
Pratique

6 a) Equipamentos tipográficos chegaram às terras do atual Brasil com a Corte de dom João, em 1808. O uso de uma tipografia, para garantir a publicação e a circulação de materiais escritos, já era considerado algo importantíssimo para o bom funcionamento de um governo. A princípio, segundo o texto, a ideia era imprimir documentos oficiais, como editais, avisos, ordens régias, etc. Logo em 1810, porém, os primeiros romances começaram a ser publicados aqui.

b) Este item é uma oportunidade para que os alunos desenvolvam a habilidade de comparar textos, ideias e teorias. É esperado que eles percebam que a visão dos pesquisadores citados neste item complementa a visão da entrevistada Márcia Abreu: eles consideram que a Imprensa Régia, para além de imprimir documentos oficiais, passaria basicamente a fazer uma "propaganda de Estado" da corte instalada na América. Isso seria feito em um momento tenso, em que posicionamentos políticos estavam em jogo e a construção de uma "união" em torno do governo de dom João nestas terras era necessária.

c) Ao longo da entrevista, Márcia Abreu cita o crescimento rápido das tipografias particulares pelas terras do atual Brasil, a partir de 1808. O sucesso obtido com a republicação de romances que circulavam em Portugal (portanto, em português) e a proliferação de tipografias é, para o entrevistador, uma informação importante, pois, nesse momento, ele comenta: "Esse dado não parece ter conexão com a avaliação atual de que o brasileiro lê pouco." Essa é a conexão realizada com o presente: entrevistador e entrevistada conversam sobre a elaboração de um mito atual (o de que os brasileiros leem pouco) e encontram, no passado, um fator que pode desconstruí-lo.

d) Em sua última resposta, Márcia Abreu diz que "Quando falamos de baixo índice de leitura no Brasil de hoje, isso não é totalmente correto. A gente fala isso como um chavão, que vai sendo repetido." Ela então diz que, para refletir sobre o assunto, devemos avaliar os dados, e os dados dizem que best sellers, por exemplo, fazem muito sucesso no Brasil, com milhões de exemplares vendidos. Desse modo, ela problematiza o mito de que o brasileiro lê pouco e o desconstrói, considerando algumas variáveis, como o fato de os livros ainda serem muito caros no Brasil. Os alunos devem ser incentivados a expressar sua opinião, levando em conta seus próprios hábitos de leitura, bem como de seus amigos e familiares. Lance a eles questões que possam instigar o debate, como "Será que a população lê pouco, mesmo?"; "Hoje, que ferramentas nos permitem ter acesso a leituras?"; "O que vocês gostam de ler no tempo livre?".





Baixar 0.8 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   600   601   602   603   604   605   606   607   ...   678




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
ensino médio
Processo seletivo
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
minas gerais
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
outras providências
secretaria municipal
ResoluçÃo consepe
políticas públicas
Dispõe sobre
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Colégio estadual
conselho estadual
ministério público
consentimento livre
psicologia programa
público federal
Serviço público