Olhares da História 2 Brasil e mundo


Tópicos principais do capítulo



Baixar 0.8 Mb.
Página599/678
Encontro01.06.2019
Tamanho0.8 Mb.
1   ...   595   596   597   598   599   600   601   602   ...   678
Tópicos principais do capítulo

- Abertura: sugere um debate sobre a igualdade jurídica entre homens e mulheres no mundo atual, especialmente na formulação do Código Civil. Os dois links a seguir podem colaborar na reflexão sobre o tema: http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/pelo-fim-da-violencia-contra-a-mulhere-desigualdade-de-genero/ (acesso em: 21 maio 2016) e www.comciencia.br/reportagens/mulheres/11.shtml (acesso em: 21 maio 2016). O primeiro é um artigo do advogado João Biazzo sobre violência contra a mulher e a lei brasileira; o segundo, de Fabiane Simioni, também advogada, trata da abordagem do tema no novo Código Civil, publicado em 2002. Após o estudo do capítulo, essa abertura deve ser retomada e revista à luz da atividade Articule passado e presente.

- Antes de prosseguir o estudo do capítulo, incentive os alunos a se localizar no tempo e no espaço (seção Onde e quando). Neste capítulo estarão em foco: a Europa, especialmente a França, e o continente americano, particularmente o Brasil entre 1799 e 1830.

- Tema central: analisa as transformações políticas que conduziram a Revolução Francesa ao governo de Napoleão e, posteriormente, à reação europeia no Congresso de Viena. Pretende-se, assim, configurar a ideia de que a restauração das monarquias, do absolutismo e do conservadorismo não é uma mera volta no tempo, mas uma reordenação das forças reacionárias na Europa e em suas áreas de influência.

- Tópico O Consulado: após a leitura desse item, pode-se confrontar o projeto popular-jacobino com o liberal-burguês, de origem girondina (retome o capítulo anterior, se necessário),

358

assumido na prática por Napoleão. Essa comparação permitirá visualizar a ordem social, econômica e política em construção, na França e na Europa, durante o período revolucionário e napoleônico.

- Tópico Rio de Janeiro, sede da monarquia portuguesa (1808-1821): seguindo a proposta da coleção de integração dos conteúdos de História geral e do Brasil, propomos que se trabalhe a vinda da família real portuguesa ao Brasil como parte do contexto da Europa napoleônica e, consequentemente, a independência do Brasil dentro do quadro de reação contrarrevolucionária do Congresso de Viena, o que explica em parte o caráter tão distinto da independência brasileira em relação à independência de outros países da América do Sul e Central.

- Cultura juvenil: Napoleão Bonaparte tinha 30 anos em 1799, quando dissolveu o Diretório e centralizou o poder em torno de sua figura. Ao ser consagrado imperador, em 1804, estava com 35 anos. Era, portanto, um jovem general e viveu uma rápida ascensão política. Com base nessas informações, pode-se discutir com a classe as relações atuais entre juventude e política: existem jovens lideranças no país? Quem são esses jovens, que papéis ocupam? Pode-se afirmar que a política é uma atividade de "velhos" ao se avaliar a idade de governadores, senadores e presidentes? Há diferenças importantes entre políticos jovens e políticos adultos ou idosos? O debate pode oferecer elementos para que eles tomem consciência do lugar que ocupam nos espaços públicos e no campo político.





Baixar 0.8 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   595   596   597   598   599   600   601   602   ...   678




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
ensino médio
terapia intensiva
Conselho nacional
minas gerais
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
saúde mental
educaçÃo infantil
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
outras providências
secretaria municipal
catarina prefeitura
recursos humanos
Dispõe sobre
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
psicologia programa
ministério público
conselho estadual
público federal
Serviço público