Olhares da História 2 Brasil e mundo


Atividades Retome - tópico 1



Baixar 3,11 Mb.
Página572/678
Encontro01.06.2019
Tamanho3,11 Mb.
1   ...   568   569   570   571   572   573   574   575   ...   678
Atividades

Retome - tópico 1

1 John Locke demonstrava um tipo de pensamento bastante crítico ao absolutismo, já que ele se posicionava contra essa forma de governo e contra a teoria do "direito divino dos reis". Locke desenvolveu uma teoria a respeito de um "contrato" entre governados e governante (como Hobbes). Um ponto que marca a diferença entre as ideias de Locke e de Hobbes é que o primeiro dizia que os governados tinham o direito de resistir contra a tirania. De todo modo, percebemos o quanto o pensamento de Locke, formulado ainda no século XVII (Locke faleceu em 1704), já se encontrava conectado com o tipo de crítica que seria desenvolvida pelos pensadores iluministas.

2 a e b) Incentive a retomada dos textos que expõem as ideias dos pensadores iluministas. Este exercício de retomada é importante para que os alunos se sintam familiarizados com os diversos pensadores do Iluminismo e para que consigam comparar, diferenciar e hierarquizar as variadas ideias que, em seu conjunto, davam forma ao movimento.

Voltaire tecia críticas à Igreja e à servidão feudal, condenava a censura e dizia que a livre expressão era direito natural do homem. Montesquieu, por sua vez, propôs a divisão dos poderes em três instâncias: Executivo, Legislativo e Judiciário. Para ele, o governante deveria ser um executor da vontade da sociedade, e as leis feitas deveriam expressar os valores dessa sociedade. Rousseau acreditava na liberdade dos homens. Para ele, todos nasciam iguais e, com o uso de sua vontade, poderiam criar leis e organizar a sociedade. Acreditava, assim, na vontade geral da população.



3 a) Os fisiocratas criticavam o mercantilismo, conjunto de práticas econômicas estudado no Capítulo 1 deste volume.

b) Os pensadores ligados à fisiocracia rejeitavam o metalismo, ou seja, o acúmulo de metais preciosos pelos cofres do governo. Para os fisiocratas, a terra seria a única fonte de riqueza (e não os metais preciosos acumulados).



4 Ao contrário dos fisiocratas, Adam Smith, o maior expoente do liberalismo, considerava que o trabalho era a única fonte de riqueza. Ele criticava e condenava a intervenção do Estado na economia. Para ele, a economia funcionaria de modo independente, por suas próprias leis. Essas ideias se relacionam com as concepções gerais do Iluminismo, na medida em que criticavam, no plano econômico, as atitudes dos governos absolutistas e permitiam que os interesses individuais dos homens (aqui, também, considerados livres) servissem como parâmetro para a livre concorrência, para as melhorias na produtividade e para o alcance do progresso.

5 Esses monarcas absolutistas realizaram, no final do século XVIII, diversas reformas de caráter iluminista. De acordo com historiadores, esse foi um modo de fazer com que as tensões entre os monarcas e os membros da burguesia se atenuassem. Ao mesmo tempo, era uma forma de garantir um tempo de sobrevida ao Estado absolutista (alvo das críticas formuladas pelos iluministas). Se desejar ampliar o tema dos déspotas esclarecidos em sala de aula, você pode propor aos alunos que façam uma pesquisa aprofundada sobre um dos monarcas relacionados no livro, para que apontem algumas reformas decididas por ele com interesse de modernização do Estado.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   568   569   570   571   572   573   574   575   ...   678


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal