Olhares da História 2 Brasil e mundo



Baixar 3,11 Mb.
Página560/678
Encontro01.06.2019
Tamanho3,11 Mb.
1   ...   556   557   558   559   560   561   562   563   ...   678
Textos de apoio

A ocupação das Minas

As Minas foram ocupadas com muita rapidez e num curto período: a exploração do ouro teve início na década de 1690, atingiu seu auge entre 1730 e 1740, e começou a definhar a partir dos anos 1750. A mineração era realizada de maneira rudimentar e meio improvisadamente nos rios e córregos onde se podiam enxergar as "faisqueiras" - depósitos de ouro facilmente localizáveis quando o sol a pino arrancava faíscas das pepitas, grandes como ervilhas, misturadas ao cascalho. Um bom faisqueiro precisava ter vista apurada, uma razoável dose de coragem para mergulhar os pés durante horas nas águas geladas de algum córrego, braços fortes e conhecimento suficiente para girar com perícia uma bacia de cedro ou de estanho, "a bateia", feita para lavar e peneirar



345

o ouro, separando-o da areia, do cascalho, da terra e da argila. Na época das chuvas, quando não dava para jogar a bateia na água, por conta das cheias, os faisqueiros cavoucavam as áreas planas das margens e do entorno dos ribeirões - os "tabuleiros"; ou então, concentravam esforços nas faldas dos morros vizinhos para raspar o ouro encravado nas "grupiaras" - inúmeras fendas e rachaduras das encostas.

SCHWARCZ, Lilia Moritz; STARLING, Heloisa Murgel. Brasil: uma biografia.São Paulo: Companhia das Letras, 2015. p. 121.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   556   557   558   559   560   561   562   563   ...   678


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal