Olhares da História 2 Brasil e mundo



Baixar 0.8 Mb.
Página543/678
Encontro01.06.2019
Tamanho0.8 Mb.
1   ...   539   540   541   542   543   544   545   546   ...   678
Pratique

6 a) Observação de imagem e leitura de texto.

b) Em seu texto, Paulo César destaca que a obra que retrata o bandeirante Domingos Jorge Velho é uma reelaboração da pose clássica de Luís XIV. Ou seja, para esse pesquisador, o retrato do bandeirante constitui uma releitura do retrato de Luís XIV feito por Hyacinthe Rigaud no século XVIII.

c) Incentive a comparação, comentando com os alunos que a análise de imagens é parte importante do estudo da História. Nas duas obras, o retratado principal está em uma pose solene, em pé, com o olhar direcionado para o observador. A mão direita de Luís XIV está apoiada em um cetro real; já a mão esquerda de Domingos Jorge Velho está apoiada em sua arma.

d) Sim. Além das semelhanças já apontadas na resposta anterior, é possível dizer que Benedito Calixto retratou o bandeirante com pose e elementos "cenográficos" semelhantes aos que aparecem no retrato de Luís XIV. O grande manto de Luís XIV e a espécie de capa de Domingos Jorge Velho estão em posição semelhante, caindo pelo ombro. Comente que, para Paulo César, "Nos retratos de corte, Luís XIV e João VI portavam o manto de arminho, as meias de seda que revestiam as pernas e as perucas de cerimônia, além de empunharem os cetros reais na mão direita. O braço esquerdo permanecia apoiado na cintura, aludindo à outra tradição já mencionada, holandesa e flamenga, de evidenciar a alta condição do retratado. Benedito Calixto inverteu a posição dos braços, a fim de deixar a mão direita livre para acionar o gatilho." MARINS, Paulo César Garcez. Nas matas com pose de reis: a representação de bandeirantes e a tradição da retratística monárquica europeia. Revista do IEB, n. 44. p. 77-104. Fev. 2007. Disponível em: www.revistas.usp.br/rieb/article/view/34563. Acesso em: 30 jan. 2016.

e) Os alunos possivelmente vão perceber que Calixto pretendia representar o bandeirante como um "soberano", ou seja, valorizando sua coragem, sua superioridade, seu heroísmo e sua valentia. Essa é a característica principal de muitas representações de bandeirantes feitas por artistas brasileiros entre o final do século XIX e o começo do século XX. Como vimos na seção Para saber mais deste capítulo, a partir da metade do século XIX, historiadores passaram a relacionar os paulistas à história dos bandeirantes, elevando-os a heróis, a homens cultos, ricos e corajosos. De acordo com o estudioso Emerson Oliveira, a obra de Calixto "[não faz] alusão à simbiose entre brancos e indígenas que marcou os primeiros dois séculos paulistas. Da mesma forma, não possui a menor intenção de indiciar a precária economia agropecuária paulista do século XVII. Nas roupas "limpas" dos "edificados" personagens, encontramos alusões apenas ao "bom mateiro" e "combatente valoroso na mata". Nesse tocante, a presença dos brancos Velho e Abreu reforça a perspectiva racialista. Lembremos que Kátia Abud verifica a transformação do paulista em bandeirante, na qual o morador de São Paulo passa a salientar qualidades, na intenção de provocar e justificar o progresso regional. Qualidades como bravura, integridade, arrojo e superioridade racial. [...] Mais que uma ilustração, a obra de Calixto participa efetivamente

339

da constituição do mito bandeirante.l OLIVEIRA, Emerson Dionisio G. de. Instituições, arte e o mito bandeirante: uma contribuição de Benedito Calixto. Saeculum Revista de História, João Pessoa, n. 19, jul./dez. 2008. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/index.php/srh/article/viewFile/11411/6525. Acesso em: 31 jan. 2016.





Baixar 0.8 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   539   540   541   542   543   544   545   546   ...   678




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
ensino médio
terapia intensiva
Conselho nacional
minas gerais
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
saúde mental
educaçÃo infantil
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
outras providências
secretaria municipal
catarina prefeitura
recursos humanos
Dispõe sobre
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
psicologia programa
ministério público
conselho estadual
público federal
Serviço público