Olhares da História 2 Brasil e mundo


Articule passado e presente



Baixar 3,11 Mb.
Página535/678
Encontro01.06.2019
Tamanho3,11 Mb.
1   ...   531   532   533   534   535   536   537   538   ...   678
Articule passado e presente

8 a) É provável que os alunos apontem que se impressionaram com a existência de uma monarquia que se submete ao poder do Parlamento. Ou, ainda, podem dizer que notaram a força do poder legislativo entre os ingleses, já que o Parlamento consegue manter viva a monarquia em um dos reinos mais antigos e poderosos da História.

b) A imagem da cerimônia de abertura dos trabalhos do Parlamento Britânico, na atualidade, relaciona-se diretamente com a trajetória histórica e política da Inglaterra vista neste capítulo. No longo processo de centralismo monárquico ocorrido naquele país, o poder do monarca foi submetido ao poder do Parlamento.

c) Entre as prerrogativas reais, estão o poder de dissolver o Parlamento (embora isso, na realidade, nunca seja feito), a prerrogativa da misericórdia (concessão de indultos, por exemplo), a emissão de declarações de guerra e paz, o reconhecimento de estados estrangeiros (no caso de criação de um novo país) e a concessão de algumas honrarias (nem todas, pois algumas concessões são totalmente decididas pelo Parlamento). Alguns exemplos do raio de ação da rainha e de sua relação com o Parlamento: o Parlamento tem o poder de elaborar e aprovar leis. Uma nova lei, depois de aprovada, é "recomendada" pelo Parlamento à rainha, que (sempre) aceita essa recomendação. Comente que, atualmente, a rainha Elizabeth II acumula os títulos de chefe de Estado do Reino Unido, chefe da Commonwealth (Comunidade Britânica), chefe das Forças Armadas britânicas e chefe da Igreja da Inglaterra, agindo como figura simbólica nessas organizações. Além disso, é a rainha quem nomeia o primeiro-ministro, que passa a ser o chefe de governo, exercendo todos os poderes que, teoricamente, seriam da rainha. Por tradição, ela nomeia para esse cargo o líder do partido político que possui maioria no parlamento.

9 O gráfico nos informa que a maioria das pessoas entrevistadas apoia a existência da monarquia e do monarca (no caso, a rainha) como chefe de Estado. Aqui, seria importante valorizar as hipóteses dos alunos. Após tomar conhecimento da trajetória histórica e política da Inglaterra no desenrolar da Idade Moderna, compreendendo as particularidades de seu absolutismo, os alunos podem notar que, mesmo com as limitações do poder real, instituídas com a Magna Carta do século XIII e com a Declaração de Direitos de 1688, a monarquia continua sendo bem-vista pela maior parte da população inglesa da atualidade. E esse fato se relaciona com aspectos da História e das tradições. É como se a presença da monarquia fizesse parte da identidade cultural daquele povo, que vê na manutenção de instituições uma maneira de relembrar e refletir sobre sua própria História.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   531   532   533   534   535   536   537   538   ...   678


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal