Olhares da História 2 Brasil e mundo


Tópicos principais do capítulo



Baixar 3,11 Mb.
Página502/678
Encontro01.06.2019
Tamanho3,11 Mb.
1   ...   498   499   500   501   502   503   504   505   ...   678
Tópicos principais do capítulo

- Abertura: o tema da abertura refere-se às diversas formas de apropriação das artes pela indústria cultural e pelo mercado de entretenimento, cujos recursos tecnológicos (de produção e reprodução das obras) possibilitam a difusão em massa das diversas artes, como a pintura, o cinema, a música, etc. Ao final do estudo, a atividade Articule passado e presente retoma essa reflexão, ancorada no quadro de Leonardo da Vinci, Monalisa.

- Antes de prosseguir o estudo do capítulo, incentive os alunos a se localizar no tempo e no espaço (seção Onde e quando). Neste capítulo estarão em foco: a Europa, entre os séculos XIV e XVI, e, em parte, a Índia, no mesmo período.

- Tema central: o desenvolvimento técnico e artístico que convergiu para a criação do Renascimento cultural, na Europa do século XIV, entendido como um movimento cultural amplo. A partir dessa perspectiva, destaca-se a noção de que o Renascimento não foi uma ruptura brutal com o período medieval, mas um processo histórico lento e com raízes naquele período, cujo desenvolvimento foi favorecido pelo crescimento do comércio e das cidades. A burguesia fortaleceu-se politicamente, interferindo cada vez mais nas questões de Estado, da religião e da cultura, enquanto os valores e padrões ditados pela Igreja do período medieval foram sendo suplantados por uma diversidade de ideias e por um crescente espírito crítico.

- Tópico Arte e tecnologia na Índia após as Grandes Navegações europeias: o caso da Índia é tomado como um importante contraponto, que permite ao professor colocar o Renascimento em perspectiva, auxiliando os alunos na compreensão da existência de várias temporalidades, espacialidades, manifestações e outras formas de convívio com a arte e a tecnologia. Por meio do trecho do capítulo que trata da presença inglesa na Índia, objetiva-se refletir sobre o intercâmbio de arte e tecnologia entre a Europa e outras partes do mundo, questionando a tese da supremacia europeia, em termos culturais e artísticos, em razão do comércio e da expansão colonial.

- Cultura juvenil: a partir da seção Dialogando com a Arte é possível desenvolver atividades de criação artística que envolvam os conhecimentos prévios dos alunos e seus valores e práticas culturais. As maquetes propostas como atividade de síntese podem ser construídas com o uso de recursos tecnológicos contemporâneos, e apresentadas com o uso de recursos como luzes, música, performance dos alunos, etc.






Compartilhe com seus amigos:
1   ...   498   499   500   501   502   503   504   505   ...   678


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal