Olhares da História 2 Brasil e mundo



Baixar 3,11 Mb.
Página483/678
Encontro01.06.2019
Tamanho3,11 Mb.
1   ...   479   480   481   482   483   484   485   486   ...   678
317

Textos de apoio

1 Mitos fundadores do Brasil

A América não estava aqui à espera de Colombo, assim como o Brasil não estava aqui à espera de Cabral. Não são "descobertas" ou, como se diziam no século XVI, "achamentos". São invenções históricas e construções culturais. Sem dúvida, uma terra ainda não vista nem visitada estava aqui. Mas Brasil (como também América) é uma criação dos conquistadores europeus. O Brasil foi instituído como colônia de Portugal e inventado como "terra abençoada por Deus" à qual, se dermos crédito a Pero Vaz de Caminha, "Nosso Senhor não nos trouxe sem causa". [...] É essa construção que estamos designando como mito fundador.

No período da conquista e colonização da América e do Brasil surgem os principais elementos para a construção de um mito fundador. O primeiro constituinte é, para usarmos a clássica expressão de Sérgio Buarque de Holanda, a "visão do paraíso" e o que chamaremos aqui de elaboração mítica do símbolo "Oriente". O segundo é oferecido, de um lado, pela história teológica providencial, elaborada pela ortodoxia teológica cristã, e, de outro, pela história profética herética cristã, ou seja, o milenarismo de Joaquim de Fiori. O terceiro é proveniente da elaboração jurídico-teocêntrica da figura do governante como rei pela graça de Deus, a partir da teoria medieval do direito natural objetivo e do direito natural subjetivo e de sua interpretação pelos teólogos e juristas de Coimbra para os fundamentos das monarquias absolutas ibéricas.

CHAUI, Marilena. Brasil: mito fundador e sociedade autoritária. 9. ed. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2000. p. 57-58.






Compartilhe com seus amigos:
1   ...   479   480   481   482   483   484   485   486   ...   678


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal