Olhares da História 2 Brasil e mundo


Tópicos principais do capítulo



Baixar 3,11 Mb.
Página481/678
Encontro01.06.2019
Tamanho3,11 Mb.
1   ...   477   478   479   480   481   482   483   484   ...   678
Tópicos principais do capítulo

- Abertura: apresenta dois temas relacionados à população indígena, o primeiro se refere à visibilidade internacional das lutas dos povos indígenas no Brasil e em outras partes do mundo; o segundo tema diz respeito a possíveis mudanças na legislação que regulamenta a demarcação das Terras Indígenas. Pode-se destacar para os alunos a presença constante de líderes indígenas em diversos fóruns internacionais; há, até mesmo, organizações que reúnem nações indígenas de todo o mundo para lutar por seus direitos. A respeito da PEC nº 215/2000, seria oportuno destacar que as lideranças indígenas temem que os interesses do agronegócio, representados por uma forte bancada de deputados, prejudique e atrase ainda mais a demarcação das Terras Indígenas. Após o estudo do capítulo, essa abertura deve ser retomada e revista à luz da atividade Articule passado e presente.

- Antes de prosseguir o estudo do capítulo, incentive os alunos a se localizar no tempo e no espaço (seção Onde e quando). Neste capítulo estará em foco: o território colonial português na América, entre os séculos XVI e XVIII.

- Tema central: processo efetivo de colonização portuguesa na América, a partir do desenvolvimento da economia açucareira, baseada na monocultura, na grande propriedade e no trabalho escravo, e assentada nos poderes locais das câmaras municipais.

- Tensões e contradições da colonização: em relação à formação histórica do novo continente, é importante destacar a existência de diferentes projetos de ocupação e povoamento do território, como a concomitância de interesses mercantilistas voltados à exploração e à exportação de produtos coloniais e de interesses dos colonos, envolvidos em grande diversidade de práticas e contextos econômicos. Aprofundando a temática da diversidade - de atividades econômicas, contextos locais, sujeitos históricos, papéis sociais, etc. -, podem ser observadas as diferenças culturais, geográficas e econômicas das regiões brasileiras como parte do longo, diversificado e complexo processo de formação da sociedade brasileira.

- Boxe leituras: Os indígenas e os 500 anos: a festa da exclusão: articule a leitura desse texto com o tema de abertura e com a atividade Articule passado e presente, ao final do capítulo. O objetivo é fazer os alunos refletirem sobre o peso da herança colonial no imaginário nacional. Também devem ser ressaltadas as diferentes posições sobre a utilização do trabalho indígena: dos colonos, dos jesuítas e dos funcionários metropolitanos.

- Boxe Vivendo naquele tempo: destaque as relações entre homens brancos pobres e indígenas e o processo de miscigenação que se estendeu e se expandiu como parte integrante das relações sociais que formam a sociedade brasileira.

- Cultura juvenil: pode-se propor aos alunos que, a partir das reflexões sobre a temática indígena no século XVI e nos dias atuais, eles organizem, em pequenos grupos, formas de divulgação das lutas indígenas, por meio de grafites, pequenos vídeos, slogans ou músicas. O resultado pode ser desenvolvido e transformado em um evento para toda a escola, em que os alunos se apresentem com intervenções artísticas.






Compartilhe com seus amigos:
1   ...   477   478   479   480   481   482   483   484   ...   678


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal