O transtorno do espectro autista e a psicomotricidade infantil sob a perspectiva comportamental1



Baixar 21,47 Kb.
Página1/4
Encontro04.03.2018
Tamanho21,47 Kb.
  1   2   3   4

O TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA E A PSICOMOTRICIDADE INFANTIL SOB A PERSPECTIVA COMPORTAMENTAL1

Anna Caroline Nunes de Lima2

Gabriela Fernanda Rocha Corrêa3

Georgia Carolina da Conceição4

Jéssica de Paula da Silva5

Taina Duana Bello6

Rosani Kinasz7
Palavras-chave: Transtorno do Espectro Autista. Análise do Comportamento. Psicomotricidade.

Introdução: Os fatores ambientais são de grande importância, uma vez que podem dar oportunidade para o indivíduo se desenvolver socialmente. O transtorno do espectro autista é um campo de estudo já estudado há bastante tempo pela psicologia desde a mudança de nomenclatura proposta no DSM-V. A análise do comportamento propõe um novo ponto de vista através do qual podemos entender o funcionamento do TEA. Através da teoria adotada, foi possível a comparação da mesma com as práticas propostas e resultados observados em uma instituição de educação regular para crianças e adultos com diagnóstico de TEA. Desta forma, foi possível realizar observação e, posteriormente, uma intervenção a fim de consolidar a perspectiva teórica. Objetivos: Compreender o funcionamento psicomotor de crianças com TEA dentro da abordagem comportamental; Pesquisar a relação da Psicologia Comportamental com o Transtorno do Espectro Autista; Esclarecer o conceito do funcionamento psicomotor; Observar a estimulação psicomotora através da musicalização. Métodos: O estudo trata de um relato de experiência resultante da observação de um grupo de estudantes de psicologia à uma instituição de ensino, a qual tem como público alvo pessoas portadoras do Transtorno do Espectro Autista. Para iniciar a intervenção foi proposto a criação das chamadas “Garrafas da Calma” (modelo de Montessori), também foram realizadas atividades que envolvem música e processos dinâmicos. Resultados e conclusão: Através das pesquisas verificamos que a abordagem comportamental têm diversos estudos referentes ao transtorno do espectro autista, porém, tais estudos são atualizados constantemente, visto que se trata de uma ciência. Porém, o tratamento por meio de condicionamentos se mostra bastante eficaz na redução dos comportamentos estereotipados e aquisição de novas habilidades aos portadores do TEA, desta forma, sua intervenção tem sido preferível em instituições de ensino aprendizagem como pode-se verificar na busca por instituições nas quais fossem possíveis a elaboração do presente projeto. A relevância em observar e trabalhar a psicomotricidade em crianças com o TEA se dá justamente ao apontar tais resultados a partir da sua interação com o meio, tal qual foi realizado.


: enepe -> wp-content -> uploads -> 2017
2017 -> Monitoria e metodologia ativa: roda de conversa aplicada na disciplina de políticas públicas em saúde mental
2017 -> Projeto de vida, dialogando com o futuro
2017 -> Metodologias ativas no curso de psicologia: o olhar dos alunos como construtores de jogos de neurofisiologia
2017 -> A identidade e contextualizaçÃo do adolescente na adesão aos movimentos estudantis1
2017 -> AtuaçÃo do psicólogo no tratamento do câncer de mama: um recorte sobre as reaçÕes frente ao diagnóstico e enfrentamento
2017 -> O psicólogo no aconselhamento genético para risco aumentado de câncer
2017 -> O impacto da atividade de iniciaçÃo científica durante a graduaçÃo em psicologia: um relato de experiência amanda Kulik
2017 -> Bulimia e anorexia: uma análise filosófica e psicológica do resultado de uma nova identificaçÃo do ser humano como “corpo”
2017 -> A despaixão por si na adolescência: um fator para a dependência 1QUÍmica


Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal