O espaço setorial-ocupacional revela a estratificação socioeconômica no Brasil Dominik Hartmann



Baixar 3.05 Mb.
Página1/15
Encontro17.11.2019
Tamanho3.05 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   15

O espaço setorial-ocupacional revela a estratificação socioeconômica no Brasil
Dominik Hartmann:

Departamento de Economia da Innovação, Universidade de Hohenheim, DE

Fraunhofer Center for International Management and Knowledge Economy, DE

Departamento de Engenharia de Produção, Universidade de São Paulo, Brasil


Cristian Jara-Figueroa:

The Collective Learning Group, The MIT Media Lab, Cambridge, EUA


Mary Kaltenberg:

UNU-MERIT, Maastricht University, Maastricht, Holanda; e Brandeis University, Waltham, MA, EUA


Paulo Gala:

Escola de Economia, Fundação Getulio Vargas, São Paulo, Brasil


Sumário: A estratificação social é determinada não só por renda, nível educacional, raça e gênero, mas, também, pelas características do emprego de cada pessoa e pela posição que ocupa na estrutura setorial. Partindo de um conjunto de dados de 76.6 milhões de trabalhadores brasileiros e de métodos da ciência de redes, mapeamos o Espaço Setorial-Ocupacional Brasileiro (“Brazilian Industry-Occupation Space” – BIOS). O BIOS mede em que grau 600 ocupações co-aparecem em 585 setores, resultando em uma rede complexa que demonstra como as comunidades setoriais-ocupacionais fornecem informações importantes sobre a segmentação em rede da sociedade. Demonstramos que gênero, raça, nível educacional e renda se concentram de forma desigual na estrutura centro-periferia do BIOS. Identificamos 28 comunidades setoriais-ocupacionais na estrutura em rede do BIOS e relatamos sua contribuição para a desigualdade de renda total no Brasil. Finalmente, quantificamos a pobreza relativa interna e externa dessas comunidades. Em suma, o BIOS revela como a associação de setores e ocupações ajuda a mapear as classes sociais e entender a desigualdade no Brasil.
Abstract: Social stratification is determined not only by income, education, race, and gender, but also by an individual’s job characteristics and their position in the industrial structure. Utilizing a dataset of 76.6 million Brazilian workers and methods from network science, we map the Brazilian Industry-Occupation Space (BIOS). The BIOS measures the extent to which 600 occupations co-appear in 585 industries, resulting in a complex network that shows how industrial-occupational communities provide important information on the network segmentation of society. Gender, race, education, and income are concentrated unevenly across the core-periphery structure of the BIOS. Moreover, we identify 28 industrial occupational communities from the BIOS network structure and report their contribution to total income inequality in Brazil. Finally, we quantify the relative poverty within these communities. In sum, the BIOS reveals how the coupling of industries and occupations contributes to mapping social stratification and the network structure of inequality.
Palavras chave: mercados de trabalho, estratificação, sociologia econômica, salários, desigualdade

Área ANPEC: 13 - Economia do Trabalho JEL: J31, L0, Z13
Agradecimentos DH agradece o apoio financeiro do Banco Interamericano de Desenvolvimento e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (PROCESSO 2017 / 19842-2). A CJF agradece o apoio dos consórcios do MIT Media Lab. Agradecemos também a Elena Arias Ortiz, Mayra Bezerra, Robert Manduca, Benedikt Fritz e participantes da Human Development Conference 2018, em Buenos Aires, por valiosos comentários. Além disso, somos gratos a Elton Freitas, A. Simões, D. Landry e Manuel Aristaran pela assistência em dados.

  1. Catálogo: encontro -> 2019 -> submissao -> files I
    encontro -> Saúde do trabalho e meio ambiente: a integração necessaria
    encontro -> Homo economicus: o pilar metodológico convencional resiste empiricamente?1
    encontro -> Falar que não é objetivo reviver o debate, mas tomá-lo como dado e como ponto de partida retomar brevemente o debate sobre
    encontro -> Atitudes e discriminaçÃo em relaçÃo aos portadores de hiv/aids no brasil
    encontro -> Uma análise dos determinantes do acesso à universidade sob uma açÃo afirmativa: o caso da uerj
    encontro -> Local: Sala de exposições ao lado do Saguão na Unioeste
    encontro -> Julio caetano costa
    files I -> A economia Institucional de Thorstein Veblen e a Economia Comportamental de Daniel Kahneman & Amos Tversky: uma análise de pontos convergentes

    Baixar 3.05 Mb.

    Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   15




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
ensino médio
Processo seletivo
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
minas gerais
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
outras providências
secretaria municipal
ResoluçÃo consepe
políticas públicas
Dispõe sobre
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Colégio estadual
conselho estadual
ministério público
consentimento livre
psicologia programa
público federal
Serviço público