O entendimento de avaliaçÃo nos



Baixar 84,35 Kb.
Página1/13
Encontro11.10.2018
Tamanho84,35 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   13


A PRÁTICA DA AVALIAÇÃO NOS PERÍODOS DA EDUCAÇÃO CLÁSSICA, MODERNA E PÓS-MODERNA1

Made Júnior Miranda2



Resumo

Este artigo procurou identificar as perspectivas de avaliação escolar predominantes na evolução histórica das teorias pedagógicas clássicas, modernas e pós-modernas. Para realização deste estudo recorremos às teorias de Aquino, Comenius, Herbart, Dewey, Piaget, Vygotsky, Habermas e outros pensadores contemporâneos. Concluiu-se que há equívocos a serem superados nas práticas avaliativas.


Palavras-chave: Avaliação. Teorias pedagógicas. Períodos históricos.
1 INTRODUÇÃO
A educação que percebemos na atualidade apresenta diversas facetas que por vezes pode influenciar as atitudes e os comportamentos da sociedade. São muitas as concepções e perspectivas de desenvolvimento educacional e, portanto, é de se esperar que os resultados manifestados nos diferentes contextos educacionais sejam variados. Uma forma de melhor percebermos o impacto da educação a nível individual e/ou coletivo é relacionando a situação primeira dos educandos, antes da mediação pela educação, com a situação durante e/ou depois do processo educativo, ou seja, é o que podemos considerar como a avaliação das práticas educativas. Neste contexto, as várias correntes pedagógicas propõem olhares diferentes tanto para aquilo que se entende como processo educacional quanto para o que se espera como produto da educação. Neste aspecto, consideramos que não há como desvincular o processo de desenvolvimento educacional do produto educacional e vice-versa, pois conforme disse Libâneo3 “não há como percebermos um processo que não gere um produto, mas também não há como haver um produto que não tenha sido gerado por um processo”.

Assim, pretendemos neste estudo, identificar as perspectivas de avaliação escolar predominantes na evolução histórica da educação, através das abstrações e recortes feitos nas obras de pensadores que situam suas produções dentro das teorias pedagógicas clássicas, modernas e pós-modernas. Partiremos do princípio que a avaliação representa um precioso instrumento para interpretação do desenrolar das atividades educativas, capaz de fornecer parâmetros contributivos para a orientação ou reorientação do fazer pedagógico. Para isso, recorreremos os pensamentos pedagógicos de Tomás de Aquino a respeito da pedagogia católica do período clássico; de Comenius e Herbart sobre a pedagogia moderna; a Dewey sobre o movimento da escola nova; a Piaget com a abordagem construtivista do conhecimento; a Vygotsky e sua teoria histórico-cultural e a outros autores contemporâneos.





Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   13


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal