O efeito da educaçÃo na reduçÃo da criminalidade stephen Machin, Olivier Marie e Suncica Vujic'



Baixar 1,32 Mb.
Página6/10
Encontro17.10.2018
Tamanho1,32 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10
Robustez da Forma Funcional e um Exercício de Falsificação





Log (dados pessoais do OID de condenações por crime contra o patrimônio por 1.000 habitantes), comparados à GHS por idade e ano, entre 1972 e 96




Homens entre 18 e 40 anos,

amostra descontinuidade,

população ponderada


Homens entre 18 e 40 anos,

amostra descontinuidade,

inverso da distância ponderada





Sem

qualificações



Idade de

saída do sistema educacional



Sem

qualificações



Idade de

saída do sistema educacional



(a) Forma funcional

Estimativas padrão da Tabela 4


0,851


(0,370)

-0,257


(0,108)

0,999


(0,306)

-0,303


(0,087)

Tendências em idade específicas da coorte de nascimento

0,726


(0,421)

-0,212

(0,120)


1,061

(0,408)


-0,288

(0,103)


Linear da coorte de nascimento

1,051

(0,511)


-0,304

(0,143)


1,200

(0,423)


-0,350

(0,115)


Quadrática da coorte de nascimento

1,136

(0,529)


-0,315

(0,140)


1,254

(0,445)


-0,352

(0,114)


Linear simples

1,034

(0,507)


-0,302

(0,145)


1,185

(0,419)


-0,350

(0,116)


(b) Aumento Placebo SLA

Afetou coorte de 1954,

homens entre 18 e 40 anos

nascidos entre 1947 e 57


-0,050


(0,415)

0,027


(0,222)

0,008


(0,357)

-0,004


(0,182)

Observações: Quanto à Tabela 4. O aumento do placebo no Painel B se refere a uma lei “imaginária” elevando a idade da escolaridade obrigatória de 15 para 16 que entrou em vigor em setembro de 1969, três anos antes do aumento real.

sobre a importância econômica de tal impacto. Realizamos então um cálculo simples, e a nosso ver, informativo, de quanto pode ser poupado socialmente com tal redução em crimes contra o patrimônio.

A Tabela 6 apresenta estimativas dos benefícios sociais da redução da criminalidade que serão alcançados a partir de uma redução de 1% no percentual de indivíduos sem qualificações educacionais. Utilizando o custo das estimativas de criminalidade de Dubourg et al. (2005) calculamos que o custo médio de um crime contra o patrimônio julgado em tribunal chegue a £1.369 de acordo com preços de 2007/8. As estimativas da Tabela 4 IV sugerem que uma redução de 1% na população sem qualificações educacionais resultou em uma queda de 0,851 a 0,999% em condenações por crimes contra o patrimônio. Considerando que 91.800 homens com 18 anos ou mais foram condenados por crimes contra o patrimônio em 2007/8, isto se traduz entre 791 e 917 menos condenações. Uma vez que apenas 2% dos crimes contra o patrimônio cometidos em 2007/8 culminaram em uma condenação judicial, isto corresponde a uma

Redução líquida da criminalidade estimada entre 39.525 e 45.836 crimes.11 Por esta escala de redução da criminalidade, a média de benefícios sociais pode ser calculada como alcançando valores de £54,1 a £62,7 milhões.

Tabela 6




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal