O aluno com altas habilidades no contexto da educaçÃo inclusiva



Baixar 155.5 Kb.
Página1/4
Encontro21.10.2019
Tamanho155.5 Kb.
  1   2   3   4

O ALUNO COM ALTAS HABILIDADES NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA
Eunice M. L. Soriano de Alencar
Resumo
São analisados no estudo alguns aspectos da educação do aluno com altas habilidades em uma proposta de Educação Inclusiva. Apresenta-se a posição de especialistas contrários à Educação Inclusiva para alunos com altas habilidades.

Ressalta-se a reduzir preparação do professor para atender de forma adequada as necessidades e interesses do superdotado bem como idéias errôneas e atitudes do professor que limitam as possibilidades de uma educação de boa qualidade para o superdotado relevante de serem conhecidos e incorporados à prática docente na sala de aula regular.


Palavras chave: Educação Inclusiva, altas habilidades, superdotados.
Introdução
É o objetivo principal do presente artigo apresentar algumas informações sobre a educação do aluno com altas habilidades, relevantes de serem conhecidas pelo professor da sala de aula regular. A este, é atribuída a tarefa de propiciar condições favoráveis à aprendizagem, desenvolvimento de talentos e realização do potencial de seus alunos. Especialmente neste momento da História, em que se observam um movimento em direção à Escola Inclusiva e reformas vêm ocorrendo na Educação Especial em muitos países, é fundamental que o professor esteja melhor equipado para propiciar uma educação de boa qualidade, levando em conta as diferenças individuais e encorajando o desenvolvimento de talentos, competências e habilidades diversas.

Com relação à educação inclusiva, é entretanto, relevante lembrar, conforme apontam YEWCHUK E LUPART (2000), que há ampla variação tanto em sua definição quanto na forma como vem sendo praticada em países, como Estados Unidos e Canadá.

Ressaltem essas autoras algumas condições necessárias para a efetivação da educação inclusiva, como (a) treinamento e desenvolvimento profissional; (b) recursos materiais e profissionais disponíveis ao professor; e (c) apoio administrativo. Consideram ainda que o professor não pode estar só, necessitando contar com o comprometimento de todos da escola e a colaboração entre todos aqueles envolvidos no processo educacional, incluindo a família e membros da comunidade. Ademais, consideram que a adequação da inclusão deve ser decidida caso a caso, ressaltando que, para algumas crianças, o melhor é um ambiente segregado.



Baixar 155.5 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
ensino médio
Conselho nacional
minas gerais
terapia intensiva
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Dispõe sobre
ResoluçÃo consepe
Colégio estadual
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
extensão universitária
língua portuguesa