O absenteísmo de profissionais de enfermagem na unidade de terapia intensiva


Unidade de terapia intensiva (UTI)



Baixar 75 Kb.
Página5/17
Encontro25.11.2019
Tamanho75 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   17
2.2 Unidade de terapia intensiva (UTI)

As Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) são ambientes classificados como áreas críticas destinadas aos pacientes graves que necessitam de terapêutica especializada e vigilância contínua para o restabelecimento da saúde, exigem do enfermeiro habilidades para administrar os recursos físicos, materiais e humanos (BALSANELLI; CUNHA; WHITAKER, 2009). Este é um setor com características específicas e de alta complexidade tendo sua infraestrutura estabelecida na legislação.

Importante ressaltar acerca do quadro de dimensionamento de pessoal na UTI, pois este consiste no método utilizado para alcançar o quantitativo mínimo de suprir os cuidados necessários aos pacientes, garantindo a satisfação da equipe em suas atividades e mantendo a qualidade no serviço ofertado (VENTURI, 2009).

Há várias normativas, como a Portaria nº 3.432 do Ministério da Saúde (BRASIL, 1998), sobre o quantitativo de pessoal de enfermagem e o meio-termo entre o número de enfermeiros e técnicos, sobretudo em unidades de atendimento crítico. Segundo preconizado pela Resolução 293/2004 (COFEN, 2004), que estabelece parâmetros do Quadro de Dimensionamento de Pessoal de Enfermagem nas instituições de saúde, no art. 4 salienta a importância para efeito de cálculo, consideradas como horas de Enfermagem (horas trabalhadas), por leito, durante o período de 24 horas: sendo 15,4 horas de Enfermagem, por cliente na assistência intensiva. No seu artigo quinto, deve atuar em unidades críticas de cuidado intensivo um máximo de 56% de profissionais enfermeiros e os demais devem ser técnicos de enfermagem. Diante disso, vê-se a importância em calcular corretamente o número de profissionais para que não haja defasagem de pessoal e consequentemente sobrecarga dos colaboradores.

Na seção III da Resolução ANVISA nº 7, de 24 de fevereiro de 2010, aborda acerca dos recursos humanos que deve ser instituídos na UTI, no 2° parágrafo do art. 13, diz que os coordenadores de enfermagem devem ser especialistas em terapia intensiva ou em outra especialidade relacionada ao assistir o paciente grave, específico para o setor de atuação (neonatal, pediátrico ou adulto). Os incisos III e V do art. 14, expõe que a cada 08 (oito) leitos ou fração, tem de ter no mínimo 01 (um) enfermeiro assistencial, já o técnico de enfermagem tem de ter no mínimo 01(um) para cada 02 (dois) leitos, além de 01 (um) técnico de enfermagem por UTI para serviços de apoio assistencial, lembrando que estes valores são correspondes a cada turno.

Observa-se a necessidade de que esta equipe esteja completa e preparada, para que o cuidado administrado seja de qualidade e atenda a realidade do paciente crítico.

Conforme Shimizu et al., (2011) os cuidados a serem realizados aos pacientes criticamente enfermos exigem dos membros da equipe de enfermagem uma rotina incessante de pensamento rápido nas tomadas de decisão, agilidade em resolver complexos problemas, senso de responsabilidade apurado para priorizar corretamente as ações, reorganizar avidamente as atividades, pois interrupções são frequentes e gerir a vasta amplitude de informações decorrentes de inúmeras intervenções necessárias.



Baixar 75 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   17




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
ensino médio
terapia intensiva
Conselho nacional
minas gerais
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
saúde mental
educaçÃo infantil
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
outras providências
secretaria municipal
catarina prefeitura
recursos humanos
Dispõe sobre
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
psicologia programa
ministério público
conselho estadual
público federal
Serviço público