Nota sobre a autora


A PSICOPEDAGOGIA NO ÂMBITO DA INSTITUIÇÃO



Baixar 0,76 Mb.
Página9/48
Encontro04.03.2018
Tamanho0,76 Mb.
1   ...   5   6   7   8   9   10   11   12   ...   48
1.3 A PSICOPEDAGOGIA NO ÂMBITO DA INSTITUIÇÃO

Como a psicopedagogia chegou até a instituição?

Esse campo de conhecimento teve origem com base nos problemas relacionados a dificuldades de aprendizagem. Porém, os estudos realizados nessa área voltam-se cada vez mais para uma ação preventiva, pois se percebeu, ao longo do tempo, que era preciso tomar atitudes anteriores ao aparecimento dos problemas encaminhados à clínica (não somente à psicopedagogia clínica), além de se formar um acervo que permitisse aos estudiosos compreenderem melhor a práxis de aprendizagem.

Levando em consideração que muitas das dificuldades com que os sujeitos se deparam na construção da aprendizagem se devam às relações institucionais, escolares e familiares, que influenciam diretamente nesse processo, os trabalhos desenvolvidos por profissionais que atuaram diretamente com problemas de aprendizagem mostraram que a intervenção direcionada ao sujeito com dificuldades muitas vezes adaptava-o a uma situação externa já identificada como sendo a mais adequada, deslocando o sintoma e não o eliminando.

Dessa forma, os profissionais que atuavam em questões sobre o processo de aprendizagem ampliaram seu campo de atuação para âmbitos mais abrangentes, atuando nas causas primeiras das dificuldades de aprendizagem.

Voltado às instituições que constituem o sujeito como aquele que busca conhecimento com ações mais preventivas do que remediativas, o psicopedagogo transforma a atenção individual em grupal, considerando a gama de relações e direcionando seu olhar para o todo e concebendo a realidade por inteiro. As questões individuais devem ser pensadas em relação ao contexto em que são produzidas e às relações que são estabelecidas.

Para Bossa16,

a psicopedagogia institucional se caracteriza pela própria intencionalidade do trabalho. Atuamos como psicopedagogos na construção do conhecimento do sujeito, que neste momento é a instituição com sua filosofia, valores e ideologia. A demanda de instituição está associada à forma de existir do sujeito institucional, seja ele a família, a escola, uma empresa industrial, um hospital, uma creche, uma organização assistencial.

A psicopedagogia institucional e a psicopedagogia clínica estão inseridas em uma mesma disciplina, que atua em diferentes âmbitos. Não podemos caracterizar práticas diferenciadas em cada uma delas, pois estaríamos caracterizando diferentes psicopedagogias. Portanto, se tomarmos como base o que nos fala Barbosa17, devemos ter cuidado somente para não fragmentar a psicopedagogia a ponto de descaracterizá-la.

Para Barbosa18,

sempre que estivermos lendo referências sobre a psicopedagogia institucional, leia-se psicopedagogia atuando no âmbito institucional, e, portanto, apresentando especificidades, o que não impede de relacionarmos seus conteúdos aos indivíduos, aos grupos, a comunidades e a culturas que fazem parte da construção de uma instituição.

Tradicionalmente, pode-se pensar a psicopedagogia exclusivamente como uma área voltada para a instituição educacional. Porém, o olhar sobre a aprendizagem que ela se propõe a estabelecer oferece espaço para a psicopedagogia nas mais diversas instituições, visto que o processo de aprendizagem é algo constante no desenvolvimento do sujeito, inserido em qualquer contexto.

A psicopedagogia institucional se propõe, portanto, a estar atenta às inúmeras possibilidades de construção do conhecimento e valorizar o imenso universo de informações que nos circunda.

O psicopedagogo pode, nos mais diversos contextos institucionais, atuar sobre a aprendizagem. Por exemplo: em hospitais, o psicopedagogo pode auxiliar uma criança em tratamento, trabalhando com ela a nova rotina de vida que terá de enfrentar, ensinando-a sobre sua doença e sobre o que pode ou não fazer enquanto está hospitalizada. Da mesma forma, o psicopedagogo pode auxiliar um motorista de ônibus que tenha de aprender novos trajetos a estabelecer novas relações, tendo em mente uma nova distribuição espacial da cidade.

Eloísa Quadros Fagali, citada por Bossa19, diz que aborda a psicopedagogia institucional e

Dependendo da natureza da Instituição, a Psicopedagogia pode contribuir trabalhando vários contextos:



 Psicopedagogia familiar, ampliando a percepção sobre os processos de aprendizagem de seus filhos, resgatando a família no papel educacional, complementar à escola, diferenciando as múltiplas formas de aprender, respeitando as diferenças dos filhos.

Psicopedagogia empresarial, ampliando formas de treinamento, resgatando a visão do todo, as múltiplas inteligências, trabalhando a criatividade e os diferentes caminhos para buscar saídas, desenvolvendo o imaginário, a função humanística e dos sentimentos na empresa, ao construir projetos e dialogar sobre eles.

 Psicopedagogia hospitalar, possibilitando a aprendizagem, o lúdico e as oficinas psicopedagógicas com os internos.

Psicopedagogia escolar, priorizando diferentes projetos.

 Diagnóstico da escola.

 Busca da identidade da escola.

 Definições de papéis na dinâmica relacional em busca de funções e identidade, diante do aprender.

 Instrumentalização de professores, coordenadores, orientadores e diretores sobre práticas e reflexões diante de novas formas de aprender.

 Reprogramação curricular, implantação de programas e sistemas avaliativos.

 Oficinas para vivência de novas formas de aprender.

 Análise de conteúdo e reconstrução conceitual.

 Releitura, ressignificando sistemas de recuperação e reintegração do aluno no processo.

 Papel da escola no diálogo com a família.

A atuação psicopedagógica na instituição nos possibilita a compreensão dos processos associados à aprendizagem de uma cultura e às dinâmicas interativas presentes na instituição que, segundo uma visão sociológica, consiste em complexos integrados por ideias, padrões de comportamento, relações inter-hu­manas, constituindo-se com equipamentos e materiais, organizados acerca de interesses socialmente reconhecidos, sustentados por leis e normas.



A psicopedagogia institucional, como campo de atuação, estabelece para o psicopedagogo um espaço epistemológico, isto é, uma forma de abordar o objeto de estudo, muito mais voltado para a prevenção. Essa atuação caracteriza o favorecimento da apropriação do conhecimento pelo ser humano, ao longo de sua evolução. Segundo Sandra Maria Farias Vasconcelos20, “A ação interventiva do psicopedagogo ressaltará as aprendizagens múltiplas construídas no contexto do sujeito, o aproveitamento de antigas aquisições e a reestruturação psicológica do sujeito, por intermédio da crença na sua capacidade de aprender sempre”.

Nas instituições, o psicopedagogo contribui preventivamente desenvolvendo trabalhos que possibilitem a integração entre o que se sabe e o que se faz e sente. É necessário um trabalho que envolva o âmbito grupal, visualizando nele os sujeitos cognitivos, afetivos, sociais e biológicos em movimento. O pro­fissional deve ter uma visão vertical e horizontal do processo grupal, de maneira que a relação entre as histórias individuais e as grupais seja aproveitada como experiência para o crescimento e a criação de uma autonomia que se fortifique no interior do grupo e reflita no funcionamento da instituição, para que esta alcance seus objetivos.



ATIVIDADES DE AUTOAVALIAÇÃO

Para as questões a seguir, marque a alternativa correta.

Assinale a resposta correta em relação a como podemos caracterizar o objeto de estudo da psicopedagogia.

Dificuldades de aprendizagem acadêmica.

Aspectos neurológicos da aprendizagem.

Processo de aprendizagem do sujeito cognoscente.

Comportamento do aluno.

O nível da deuteroaprendizagem proposto por Visca (1987, 1991), no esquema evolutivo da aprendizagem, caracteriza-se pelas relações do sujeito com:

a instituição educacional.

a família.

a função materna.

a comunidade.

Por que a psicopedagogia direcionou sua ação para a instituição educacional?

Para avaliar o aluno dentro da escola.

Com o objetivo de estudar melhor a teoria geral dos ­sistemas.

Pensando na possibilidade de uma ação psicopedagógica mais preventiva.

Para analisar as dificuldades de aprendizagem.

A psicopedagogia institucional pode ser caracterizada como um trabalho voltado para que instituições?

Escolas, empresas e famílias.

Apenas a escola.

Consultórios clínicos.

Escolas, empresas, famílias e hospitais.

Assinale a resposta correta em relação à intervenção psicopedagógica na instituição educacional:

Transforma a ação individual em grupal.

Direciona a ação do psicopedagogo para o aluno.

Possibilita que o psicopedagogo use testes.

Não tem como objetivo trabalhar com a aprendizagem.

ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   5   6   7   8   9   10   11   12   ...   48


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal