Nota sobre a autora


CONTRIBUIÇÕES DA PSICOPEDAGOGIA NA RELAÇÃO FAMÍLIA E ESCOLA



Baixar 0,76 Mb.
Página24/48
Encontro04.03.2018
Tamanho0,76 Mb.
1   ...   20   21   22   23   24   25   26   27   ...   48
3.4 CONTRIBUIÇÕES DA PSICOPEDAGOGIA
NA RELAÇÃO FAMÍLIA E ESCOLA

Pensar sobre o funcionamento da família e da escola requer do psicopedagogo a inserção em diversos sistemas, pois sua intervenção vai considerar a complexidade de seu campo de atuação. Portanto, mais uma vez estamos abordando um tema em que o pensamento sistêmico será pano de fundo para referenciar o fazer psicopedagógico.

Ao considerar o processo de aprendizagem como resultante de uma construção que envolve as relações do sujeito que aprende, nos vários contextos em que está inserido, a psicopedagogia não pode deixar de se preocupar com o processo relacional que se estabelece entre escola e família.

Os pressupostos teóricos abordados pela psicopedagogia no que diz respeito ao caráter relacional da aprendizagem não se baseiam na visão de um sujeito cognoscente estático, portador de características imutáveis, que possivelmente podem desviar do considerado normal ou adaptado, caracterizando a patologia da aprendizagem inscrita no próprio sujeito.

A proposta teórica e prática da psicopedagogia procura subsidiar o pensamento do profissional envolvido com a relação família-escola de maneira que a visão anterior seja transformada. Dessa forma, contextualizada na perspectiva do pensamento sistêmico, a psicopedagogia compreende a existência do sujeito cognoscente, vinculada às relações que estabelece com as instituições a que pertence.

A patologia da aprendizagem não pode ser compreendida como uma “falta” individual, mas como uma confluência de fatores que envolvem vigorosamente família, escola e sujeito, estabelecendo uma rede de relações sociais. Esses elos relacionais revelam uma nova configuração da responsabilidade, antes localizada no próprio sujeito, agora distribuída nas configurações relacionais que o sujeito estabelece.

Entender o sujeito da aprendizagem de forma contextualizada permite ao psicopedagogo e ao educador que se subsidia pelo saber psicopedagógico uma visão mais compreensiva das particularidades existenciais do sujeito, de maneira que possamos melhor inseri-lo nos sistemas dos quais ele faz parte.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   20   21   22   23   24   25   26   27   ...   48


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal