Nome do autor


Tabela 1: Prevalência do uso de substâncias lícitas e ilícitas, na vida, segundo idade, entre estudantes do ensino fundamental e médio, Adamantina-SP, 2000



Baixar 179.3 Kb.
Página12/12
Encontro02.12.2019
Tamanho179.3 Kb.
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   12
Tabela 1: Prevalência do uso de substâncias lícitas e ilícitas, na vida, segundo idade, entre estudantes do ensino fundamental e médio, Adamantina-SP, 2000













Idade



















<=13

%


14

%


15

%


16

%


17

%


18

%


19-21

%


>=22

%


p*

Álcool

46,7

64,7

72,6

75,2

79,9

81,2

78,1

83,3

0,000

Tabaco

11,2

19,4

27,0

32,5

39,0

37,3

34,8

53,3

0,000

Maconha

1,2

2,9

5,0

7,3

7,8

14,9

10,5

6,7

0,000

Alucinógenos

0,5

2,5

1,7

1,7

2,7

5,2

3,5

10,0

0,003

Cocaína

0,5

1,8

1,9

2,2

3,2

5,1

5,3

3,4

0,010

Crack

0,5

2,0

1,5

1,7

2,5

3,6

4,4

3,3

0,071

Anfetaminas

2,2

2,9

3,6

5,4

4,7

5,7

4,4

3,3

0,218

Ecstasy

0,3

1,8

1,9

2,2

1,5

4,7

0,9

-

0,017

Merla

0,3

0,7

1,5

1,0

1,5

1,6

1,8

-

0,532

Anticolinérgicos

0,5

1,3

1,7

1,7

2,2

3,6

1,8

3,3

0,308

Solventes

2,2

4,3

5,9

9,0

6,0

6,7

2,6

3,3

0,001

Opiáceos

7,3

8,3

8,9

11,4

8,8

6,3

4,5

10,0

0,243

Tranquilizantes

1,5

3,4

4,2

5,9

4,9

9,8

4,4

10,0

0,000

Anabolizantes

0,5

2,0

1,0

2,7

2,0

2,6

2,7

-

0,303

Outras drogas

0,5

1,6

1,1

2,0

2,0

3,6

3,6

-

0,077

* Estatísticamente quando p<0,05






















Perceba que:

  • O título da tabela fica acima dela. Deve ser bem explicativa, contendo um título conciso e autoexplicativo (o leitor deve entender a tabela ao visualizar);

  • As tabelas devem ser numeradas na ordem que aparecem (1 a N);

  • Quando ocuparem mais do que uma página, o cabeçalho dever ser repetido em todas as páginas que a tabela for “quebrada”;

  • As tabelas não possuem linhas laterais! Se possuírem linhas nas laterais, elas são QUADROS!

2.2 MATERIAL E MÉTODOS

2.2.1 Área de estudo


Localizado na porção mais ao oeste da região leste da península norte do Polo Sul (Figura 1), o local apresenta precipitação concentrada nos meses de abril a maio (CALÇAQUADRADA, 2015).

2.2.2 Análises estatísticas


Utilizamos Modelos lineares generalizados com distribuição de Poisson, seguido por Modelos Equacionais Estruturais e Redes neurais de 7 camadas. Para isso, utilizamos computação em nuvem e a linguagem de programação Phyton 3 (PHYTON SOFTWARE FOUNDATION, 20085).

2.2.3 Procedimentos laboratoriais



3. DISCUSSÃO DOS RESULTADOS


  • ESTRUTURA: divida estruturalmente a sua discussão na seguinte maneira:

  • 01 parágrafo introdutório. Fale dos padrões gerais encontrados no trabalho e responda a pergunta feita na introdução

  • 01-03 parágrafos discutindo os dados detalhadamente. Desenvolva explicações para resultados que contrastam com a teoria.

  • Compare os resultados com estudos prévios quando tal comparação permitir a proposição de padrões.

  • Discuta as implicações gerais dos resultados encontrados.

  • DICAS: É desejável que os parágrafos da discussão tenham mais ou menos o mesmo tamanho. Sugestão: cada parágrafo deve ter cerca de meia página. Não deixe nenhum resultado sem ser discutido.

  • Seus dados corroboram ou não suas hipóteses. Caso eles corroborem, discuta as implicações teóricas. Caso não corroborem, discuta o porquê e, eventualmente, sugira uma nova hipótese a ser testada.

  • Discuta seus dados dentro do contexto do seu trabalho e de forma a relacionar seus resultados aos paradigmas existentes (os padrões existentes, já descritos).

  • Valorize a novidade (use o primeiro parágrafo e inclusive nas conclusões).



2 DESENVOLVIMENTO (Título do capítulo em CAIXA ALTA. Exemplo: A ÉTICA NO USO DE ANIMAIS DE LABORATÓRIO) – Modelo Revisão Bibliográfica

2.1 CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA


O assunto tratado é discutido há milhares de anos pela humanidade, sendo diferente em cada um dos períodos da civilização.

2.1.2 Roma Antiga


Na Roma antiga foi assim (CÉSAR; BRUTUS, 80).

2.1.3 Renascimento


No renascimento renasceu.

2.1.4 Pós-guerra mundial


No pós-guerra mudou de novo.


3. DESAFIOS ATUAIS

3.1 DESAFIOS ÉTICOS


Existem tais desafios (MORO, 2017).

3.2 DESAFIOS TECNOLÓGICOS


Existem outros (BLACK MIRRO, 2018).

3.3 PERSPECTIVAS FUTURAS


Não há futuro, pois vivemos em uma matriz (NEO, 1999).

4. CONCLUSÂO


As considerações finais são indispensáveis para dar finalização formal ao trabalho. Aqui devem ser destacados os principais aspectos e contribuições do seu estudo. Nas considerações finais pode-se apresentar um resumo do que era esperado, rever o objetivo geral e os específicos do estudo. As conclusões devem responder às questões da pesquisa, correspondentes aos objetivos e hipóteses. Deve ser breve, podendo apresentar recomendações assim como sugestões para trabalhos futuros; ressaltando os pontos mais significativos da pesquisa. Indicar prováveis oportunidades de trabalhos futuros, surgidos ao longo da investigação, os quais não puderam ser esclarecidos ou não faziam parte do escopo do trabalho.

5. CITAÇÃO E REFERÊNCIAS DE ACORDO COM AS NORMAS DA ABNT

5.1 SISTEMA AUTOR-DATA


No sistema autor-data a indicação da fonte é feita a partir do sobrenome de cada autor ou entidade responsável seguido do ano de publicação e número(s) da(s) página(s) citada no caso de citação direta, separados por vírgula e entre parênteses. É este que vamos adotar para a realização dos trabalhos acadêmicos da FACIS.

Segundo a definição da NBR 10520, “citação é a menção de uma informação extraída de outra fonte.” (ABNT, 2002, p.1). E estão divididas em citação direta e citação indireta.



Citação direta: é a cópia fiel do texto ou parte dele, sendo obrigatória a pagina de onde foi retirado o trecho e o ano da obra consultada. São dois os tipos de citação direta a curta e a citação direta longa. A citação curta aparece no texto em fonte normal, em até três linhas, e deve estar entre aspas.

Exemplo de Citação direta curta - citando 01 trabalho de 01 autor

Início da sentença:

Segundo Medeiros (2013, p. 406), “Desenvolvimento é o corpo do trabalho; em geral é dividido em capítulos, seções e subseções”.

Pós-sentença:

"Desenvolvimento é o corpo do trabalho; em geral é dividido em capítulos, seções e subseções.” (MEDEIROS, 2013, p. 406).

Exemplo de Citação direta curta - citando 01 trabalho de 02 autores

Inicio da sentença:

Marconi e Lakatos (2010, p. 141) destacam que o “[...] esquema auxilia o pesquisador a conseguir uma abordagem mais objetiva, imprimindo uma ordem lógica do trabalho.”

Pós-sentença:

Conclui-se que o “[...] esquema auxilia o pesquisador a conseguir uma abordagem mais objetiva, imprimindo uma ordem lógica do trabalho.” (MARCONI; LAKATOS, 2010).

Exemplo de citação direta curta - citando 01 trabalho de 03 autores

Início da sentença:

A despeito disso, Cervo, Bervian e Silva (2007, p. 129) afirmam que “A habilidade de quem redige está em dosar as citações e distribuí-las adequadamente ao longo do texto”.

Pós-sentença:

Observa-se que “A habilidade de quem redige está em dosar as citações e distribuí-las adequadamente ao longo do texto”. (CERVO; BERVIAN; SILVA, 2007, p. 129).


! Perceba que entre os autores utiliza-se ponto-e-vírgula (;), mas para separar ano e página utiliza-se vírgula (,)!

! O uso da paginação é exigido pela ABNT, sendo permitido o uso de intervalos de páginas como no último exemplo (p.18-38)!

A citação direta com mais de três linhas deve ser apresentada em parágrafo próprio com recuo de 4 cm da margem esquerda, espaçamento simples, sem aspas (“ ”) e digitada em fonte menor que o texto.



Exemplo de citação direta mais longa, com mais de 3 linhas

A pesquisa documental consiste na realização do trabalho monográfico tendo como referencia a leitura, a análise e a interpretação de documentos existentes acerca de um determinado fenômeno. Esses materiais tanto podem ser livros e artigos científicos, como também outros relatórios de pesquisa. (BERTUCCI, 2008, p. 57).

Citação indireta: neste caso use suas palavras para sintetizar a informação dada pelo autor. Neste tipo de citação não há a transcrição fiel do texto original, contudo, mantêm-se a ideia do autor do documento do qual foi extraída, não se deve usar aspas e a indicação da página consultada é opcional.

Citação indireta – citando 01 autor de 01 trabalho

Gil (1999) argumenta que a relevância social de um problema de pesquisa está inevitavelmente relacionada aos valores de quem o julga.



Citação indiretacitando 02 autores de 01 trabalho

Os autores Marconi e Lakatos (2010) consideram que o uso de esquema contribui para a ordem lógica do trabalho.



Citação indireta – citando 03 autores de 01 trabalho

Cervo, Bervian e Silva (2007), opinam que a habilidade de escrever centra-se na capacidade de dosar e organizar as citações.



Citação indireta – citando 04 autores ou mais de 01 trabalho

Evangelista et al. (2008), salientam que o uso de novas ferramentas de pesquisa ampliam a atuação do bibliotecário clínico.



Citação de citação: É a citação de um documento o qual a obra original não foi consultada, sendo foi extraída de outro documento em que foi feito a menção ao autor. Este tipo de citação não é recomendado, embora seja comum encontrar nos textos, pois dá margem a interpretações. Pode ser indicada pelas expressões apud ou citado por e deve constar na referência a indicação do documento consultado.

Destaques, supressões e interpolações: é importante ressaltar quer as supressões, interpolações, comentários, ênfase e destaques devem ser indicados, seguindo as orientações da NBR 10520:2002.


Supressões: [...]

Interpolações, acréscimos ou comentários: [ ]

Ênfase ou destaque: grifo do autor ou grifo nosso em negrito

Fonte: NBR 10520:2002




Exemplo de citações com destaques, supressões e interpolações.

“[...] avaliação da produção científica, importante para o reconhecimento dos investigadores junto da comunidade científica, é feita através da aplicação de diversos indicadores bibliométricos.” (COSTA et al., 2012, p. 1, grifo nosso).

“[...]b) desejo de criar uma literatura independente, diversa, de vez que, aparecendo o classicismo como manifestação do passado colonial [...]” (CANDIDO, 1993, v. 2, p. 12, grifo do autor).

Citações de vários trabalhos de um mesmo autor e ano.

Segundo definição da NBR 10520 as citações de diversos trabalhos de um mesmo autor, publicados no mesmo ano exigem como elemento de diferenciação, o uso de letras em minúsculo e em ordem alfabética, logo após a data e sem espacejamento. O mesmo deve ser feito na referência.



De acordo com Brasil (1998a, 1998b) o meio ambiente carece de mais atenção...

(BRASIL, 1998a, 1998b).

Citação indireta do mesmo autor e obras de anos diferentes.

A indicação de diversos documentos deve ter as datas separadas por vírgula.



Para Freire (2005, 2007) a prática pedagógica implica em comprometimento.

A prática pedagógica implica em comprometimento (FREIRE, 2005, 2007).

Citação indireta de vários documentos e autores diferentes

No caso da indicação de diversos documentos e autores, os mesmos devem ser separados por ponto-e-vírgula e na ordem alfabética, conforme exemplo:



Nota-se, que todos estão de acordo quanto à necessidade do uso do método (MEDEIROS, 2013; BERTUCI, 2008; MARCONI; LAKATOS, 2007)

Citação de informação verbal

Caso seja necessário o uso deste tipo de informação no texto, deve-se usar a nota de rodapé indicando no texto entre parênteses ( ) a expressão informação verbal conforme exemplo abaixo:



O novo medicamento estará disponível até o final deste semestre (informação verbal)1

Citando autores diferentes e com mesmo sobrenome

Quando os sobrenomes são iguais devem-se acrescentar as inicias dos prenomes, mas se estes também coincidirem então, o indicado é acrescentar os prenomes por extenso. Veja os exemplos:



(SILVA, M., 1900) (SILVA, L., 1900)

(SILVA, Mauro, 1900) (SILVA, Mauri, 1900)



O tempo verbal (escrita científica).

Existe intenso debate quanto ao uso dos tempos verbais.

Autores “clássicos” da língua portuguesa sugerem que devemos utilizar a terceira pessoa do singular, focando no objeto de estudo e não no autor (http://www.professorwellington.adm.br/tempo.htm). Nesse caso, ao invés de escrevermos “Medimos oito indivíduos no total” (ERRADO)

Escrevemos:

“Oito indivíduos foram medidos” (CORRETO)

Porém, autores mais contemporâneos, levando em consideração a redação científica para periódicos científicos, que é mais utilizada na língua inglesa, argumentam que há mais clareza se o autor tempos verbais na voz ativa e no presente.

(https://www.aje.com/br/arc/escolhendo-o-tempo-verbal-correto-para-o-seu-artigo-cient%C3%ADfico-guia-gratuito-para-baixar/).

REFERÊNCIAS SEGUNDO A ABNT – NBR 6023:2018

Um conjunto padronizado de elementos descritivos retirados de um documento que permite sua identificação individual.

Todos os documentos utilizados ao longo do trabalho devem obrigatoriamente ser citados nesta parte do trabalho. De acordo com a NBR 6023:2018, “As referências devem ser elaboradas em espaço simples, alinhadas à margem esquerda do texto e separadas entre si por uma linha em branco de espaço simples.” (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉNICAS, 2018, p. 5).

Ordenar em ordem alfabética dos nomes dos autores. A ABNT deixa como opcional escrever por extenso ou abreviar o Nome do autor (Prenome), mas lembre-se de estabelecer um padrão: ou todos os prenomes abreviados ou todos por extenso.

Toda a informação/opinião que for dada no texto deve ser referenciada. Você pode fazer nas seguintes formas:



Livro com um autor:

SOBRENOME, Nome. Título do livro em negrito: subtítulo (se houver). Edição. Cidade: Editora, ano.

Exemplo:

MEDEIROS, João Bosco. Português instrumental. 10. ed. São Paulo: Atlas, 2013.

Ou

MEDEIROS, J. B. Português instrumental. 10. ed. São Paulo: Atlas, 2013.



Exemplo no formato eletrônico:

BRIERLEY, Saroo. Uma longa jornada para casa. Rio de Janeiro: Record, 2016. Disponível em: http://lelivros.love/book/baixar-livro-uma-longa-jornada-para-casa-saroo-brierley-saroo-brierley-em-pdf-epub-mobi-ou-ler-online/. Acesso em: 31 jul. 2018.



Livro com dois autores:

SOBRENOME, Nome; SOBRENOME, Nome. Título do livro em negrito: subtítulo (se houver). Edição. Cidade: Editora, ano.

Exemplo:
BARROS, Aidil Jesus da Silveira; LEHFELD, Neide Aparecida de Souza. Fundamentos de metodologia científica. 3. ed. São Paulo: Pearson, 2007.

Ou


BARROS, A. J. S.; LEHFELD, N. A. S. Fundamentos de metodologia científica. 3. ed. São Paulo: Pearson, 2007.

Livro com três autores.

SOBRENOME, Nome; SOBRENOME, Nome; SOBRENOME, Nome. Título do livro em negrito: subtítulo (se houver). Edição. Cidade: Editora, ano. (todos devem ser mencionados).

Exemplo:

SILVA, Almenara de Souza Fonseca; RIBEIRO, Mariângela Cagnoni Ribeiro; RISSO, Marines. Biossegurança: em odontologia e ambientes de saúde. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: Ícone, 2009.

Ou

SILVA, A. S. F.; RIBEIRO, M. C. R.; RISSO, M. Biossegurança: em odontologia e ambientes de saúde. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: Ícone, 2009.


Livro com quatro autores ou mais:

“Quando houver quatro ou mais autores, convém indicar todos. Permite-se que se indique apenas o primeiro, seguido da expressão et al.” (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, 2018, p . 35). (a expressão et al. em itálico).

SOBRENOME, Nome abreviado (ou por extenso) et al. Título do livro em negrito: subtítulo (se houver). Edição. Cidade: Editora, ano.

Exemplo:


KOTZ, J. C.; TREICHEL, P. M.; TOWNSEND, J. R.; TREICHEL, D. A. 3. ed. Química geral e reações químicas. São Paulo: Cengage Learning, 2015.

Ou


KOTZ, J. C. et al. 3. ed. Química geral e reações químicas. São Paulo: Cengage Learning, 2015.
Sem indicação de autoria:

A entrada é pelo título (a primeira palavra será em caixa alta). São considerados os artigos (definidos e indefinidos) e palavras monossilábicas.

TÍTULO. Local. Edição. Cidade: Editora, ano de publicação.

Exemplo:

PEQUENA biblioteca de vinho. São Paulo: Lafonte, 2012.

Livros ou documentos elaborados por vários autores com um responsável intelectual em destaque: organizador, coordenador, compilador, editos, etc.

Segundo a NBR 6023:2018 “[...] a entrada deve ser feita pelo nome do responsável, seguido da abreviação, em letras minúsculas e no singular, do tipo de participação (organizador, compilador, editor, coordenador, entre outros), entre parênteses.” (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, 2018, p. 36).

Exemplos:

PEREIRA, R. C.; SOARES-GOMES, A. (org.). Biologia marinha. 2. ed. rev. e ampl. Rio de Janeiro: Interciência, 2009.


TRABULSI, L. R.; ALTERTHUM, F. (ed.). Microbiologia. 6. ed. São Paulo: Atheneu, 2015.
MAGALHÃES, A. F. A.; VASCONCELLOS, M. K. (coord.). Fauna silvestre: quem são e onde vivem os animais na metrópole paulistana. São Paulo: Secretaria Municipal do Meio Ambiente, 2007.
Livros em meio eletrônico: E-book, CD, áudio livros, online:

AUTOR. Título. Edição (a partir da segunda). Local: Editora, data. Descrição física do meio eletrônico.

SÁNCHEZ, Luis Enrique. Avaliação de impacto ambiental: conceitos e métodos. 2. ed. atual. e ampl. São Paulo: Oficina de Textos, 2013. E-book.
ALVES, Ruben. O flautista mágico. Ilustrações de Paulo Branco. Narração: Tiago e Gabi. São Paulo: Loyola, 2015. Áudiobook. Disponível em: https://loyola.audiolivros.com.br/audiolivro-livro-audiobook-flautista-magico-rubem-alves-tiago-e-gabi-edicoes-loyola-gratis-free-online.html. Acesso em: 12 jul. 2019.
BÍBLIA em áudio: novo testamento. Intérprete: Cid Moreira. Brasília, DF: Sociedade Bíblica do Brasil, 2010. 1 disco blu-ray.

CONSOLI, R. A. G. B.; OLIVEIRA, R. L. Principais mosquitos de importância sanitária no Brasil. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 1994. Disponível em: http://books.scielo.org/id/th/pdf/consoli-9788575412909.pdf. Acesso em: 9 ago. 2019.



TCC, monografias, dissertações e teses:

SOBRENOME, Nome. Título: subtítulo (se houver). Ano. Total de folhas. Categoria (monografia, dissertação, tese ou livre-docência) – Departamento Acadêmico, Instituição, Cidade, ano.

Exemplo:

FANTUCCI, I. Contribuição do alerta, da atenção, da intenção e da expectativa temporal para o desempenho de humanos em tarefas de reação. 2001. 130 p. Tese (Doutorado em Psicologia) – Departamento de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.


TCC, monografias, dissertações e tese em meio eletrônico.

Acrescente a descrição física do suporte. Para material com acesso online informe o endereço eletrônico seguido da data de acesso.



Exemplo em formato eletrônico:

COELHO, Ramires Pereira Jacques. Biossegurança em biomedicina estética. 2016. Monografia (Especialização em Biomedicina Estética) – Instituto de Ensino Superior e Pesquisa, Centro de Capacitação Educacional, Recife, 2016. Disponível em: https://www.ccecursos.com.br/img/resumos/biosseguran-a-em-biomedicina-est-tica.pdf Acesso em: 11 jul. 2019.



Publicação periódica:

TÍTULO DO PERIÓDICO (por extenso). Local: Editor, ano de início-término da publicação.

Exemplo:

ANUÁRIO DA INDÚSTRIA QUÍMICA BRASILEIRA. São Paulo: Associação Brasileira da Indústria Química, 1980-. Anual. ISSN 0102-5341.


**No caso da publicação periódica que está em curso, indicar apenas o ano de início seguido de hífen.
Artigo de publicação periódica:

AUTOR DO ARTIGO (se houver). Título do artigo. Título do periódico em negrito, Local de publicação, volume, número, páginas, mês, ano.

Exemplos:

TAVARES, M. da C. A crise financeira global. Revista de Economia Política. São Paulo, v.1, n.2, p.15-25, abr./jun. 1983.

ROCKE, Hans; ROSS, Johanna C. Online catalogs for and by librarians. Techinical Services Quartely, Greeley, v. 2, n. 3/4, p. 1-9, Spring/Summer 1985.
Exemplo em formato eletrônico:

ENGELHARDT JR, H. Tristram. A ética da ética clínica: reflexões críticas em face da diversidade moral. Bioethikos , 2007-2014. v. 6, n. 1, p. 11-21, jan./mar. 2012. Disponível em: http://www.saocamilo-sp.br/pdf/bioethikos/91/a01.pdf. Acesso em: 31 jul. 2018.


Artigo de jornal

AUTOR DO ARTIGO (se houver). Título do artigo. Título do jornal em negrito, Local de publicação, Seção, suplemento, número ou título do caderno etc., número de página(s) do artigo referenciado, data (dia, mês, ano).

Exemplos:

DUALIBI, J. Juízes admitem influência política em nomes do TRT. Folha de São Paulo, São Paulo, 7 jul. 2000. Caderno A, Brasil, reportagem, p. 5.


MARQUES, J. Ex-alunos viram ‘padrinhos’ e ajudam a financiar estudos de universitários. O Estado de São Paulo, São Paulo, ano 140, n. 45897, 16 jun. 2019. Metrópole, p. A18.
BIBLIOTECA climatiza seu acervo. O Globo, Rio de Janeiro, 4 mar. 1985. p. 11.
** Perceba que na ausência da autoria, a entrada da referência se dá pelo título e a primeira palavra em letras maiúsculas.
Artigo e ou matéria de publicação periódica em meio eletrônico

AUTOR DO ARTIGO (se houver). Título do artigo. Título do jornal em negrito, Local de publicação, seção, suplemento, número ou título do caderno etc., número de página(s) do artigo referenciado, data (dia, mês abreviado, ano). Acrescentar o DOI (se houver). Descrição do meio eletrônico (CD-ROM, pen-drive, online, etc).



Atenção: No caso de material com acesso online acrescentar: Disponível em: endereço eletrônico. Acesso em: dia mês (abreviado) ano.

Exemplos:

VIEIRA, Cássio Leite; LOPES, Marcelo. A queda do cometa. Neo Interativa, Rio de Janeiro, n. 2, inverno 1994. 1 CD-ROM.

GASQUE, Kelley Cristine Gonçalves Dias. Pesquisas na pós-graduação: o uso do pensamento reflexivo no letramento informacional. Ci. Inf., Brasília, v. 40, n. 1, Jan./Apr. 2011. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-19652011000100002. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-19652011000100002&lng=pt&tlng=pt. Acesso em: 15 ago. 2019.



Artigo e ou matéria de jornal na internet:

SOBRENOME, Nome. Título. Local de publicação: Organização, ano. Disponível em: endereço eletrônico. Acesso em: dia (sem o zero à esquerda) mês (abreviado) ano.

Exemplos:

SILVA, Ives Gandra da. Pena de morte para o nascituro. O Estado de São Paulo, São Paulo, 19 set. 1998. Disponível em: http://www.providafamilia.org/pena_morte_nascituro.htm. Acesso em: 9 set. 1998.


MARCONDES, Carlos Henrique; SAYÃO, Luis Fernando. Documentos digitais e novas formas de cooperação entre sistemas de informação em c&t. Ci. Inf., Brasília, v.31, n.3, set./dez. 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ci/v31n3/a05v31n3. Acesso em: 9 ago. 2019.
***Note que neste caso, é possível a abreviação do título do periódico de acordo com a norma NBR 6032/ABNT que normaliza a abreviação de títulos de periódicos e publicações seriadas, ou ainda, conforme as fontes de referência especializada na área***.
Capítulo de livro/parte da obra:

SOBRENOME, Nome. Título do artigo. In: Responsável pela organização do livro (org.). Título do livro. Cidade: Editora, ano, volume, capítulo, páginas inicial-final da parte.

Exemplo:

BAPTISTA, Sofia Galvão. Técnicas de marketing para gestores de unidades de informação. In: AMARAL, Sueli Angélica do (org.). Marketing na ciência da informação. Brasília: Editora da UnB, 2007, cap. 5, p. 81-95.



Evento no todo em monografia:

NOME DO EVENTO, número do evento (se houver), ano e local de realização. Título do documento, local, editora e data de publicação. Quando necessário acrescentar informações para referência

Exemplo:

ENCONTRO NACIONAL DE GEOGRAFIA AGRÁRIA, 11, 1992, Maringá. Anais [...]. Maringá: Universidade Estadual de Maringá, 1992, 2 v.



Evento científico no todo em publicação periódica:

NOME DO EVENTO, número do evento (se houver), ano de realização, local de realização do evento, título do documento (Anais, Resumos, Simpósios, etc.), dados do periódico se houver volume, número, mês (abreviado), ano.

Exemplos:

CONGRESSO BRASILEIRO DE OLERICULTURA, 41; ENCONTRO SOBRE PLANTAS MEDICINAIS E CONDIMENTARES, 1., 2001, Brasília, DF. Apresentação, artigos, palestras, instruções... Horticultura Brasileira, Brasília, DF: Sociedade de Olericultura do Brasil, v. 19, n. 2, jul. 2001. Suplemento. Tema: Dos orgânicos aos transgênicos.

SEMANA DA ZOOTECNIA, 7, 2018, Crato, CE. Trabalhos apresentados [...]. Crato: Instituto Federal do Ceará, 2018.
Trabalho apresentado em evento científico

AUTOR DO TRABALHO. Título do trabalho. In: NOME DO EVENTO, número do evento, ano e local de realização do evento. Título do documento [...] (Anais, Resumos, Simpósios, entre outros). Local de publicação: Editora, ano de publicação. Número de páginas inicial-final da parte referenciada.

Exemplo:

MIZUNO, A. C. R. Biologia da mosca-branca (bemissa argentifol II) em tomate e repolho. In: CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UnB, 3, Anais [...]. Brasília, DF: Editora da UnB, 1997, p. 192.


Parte de evento com nº especial de periódico

AUTOR DO TRABALHO. Título do trabalho. Título do periódico, local de publicação, número/volume, número/edição, tomo (se houver), paginação inicial-final, data ou período de publicação, número e nome do evento, ano e local de publicação

Exemplo:

GONÇALEZ, R. P. M. et al. Aspectos hematológicos de cães parasitados por Babesis canis na cidade de Niterói, RJ entre o anos de 1994 a 205: parte 1: eritrograma. Ciência Animal Brasileira, Goiânia, p. 271-273, nov. 2006. Trabalho apresentado no 3º Congresso do Centro-Oeste de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais, 2006 [Brasília, DF].


Parte de evento em mídias eletrônicas

AUTOR DO TRABALHO. Título do trabalho. In: NOME DO EVENTO, número do evento, ano e local de realização do evento. Título do documento [...] (Anais, Resumos, Simpósios, entre outros). Local de publicação: Editora, ano de publicação. Acrescidas do DOI (se houver) e descrição física do meio eletrônico (CD-ROM, online, etc.).

Exemplos:

GUINCHO, M. R. A educação à distância e a biblioteca universitária. In: SEMINÁRIO DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 10., Fortaleza. Anais [...]. Fortaleza: Tec Treina, 1998. 1 CD-ROM.

PALLETA, F. A. C. et al. Biblioteca Digital de Teses de Dissertações da Biblioteca do Conjunto das Químicas/USP: digitalização retrospectiva: estudo de caso. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 16.; SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE BIBLIOTECAS DIGITAIS, 2., 2010, Rio de Janeiro. Anais [...]. Rio de Janeiro: UFRJ; São Paulo: CREUSP, 2010. 1 pen drive.

Legislação

Inclui: Constituição, Decreto, Decreto-Lei, Emenda Constitucional, Emenda à Lei Orgânica, Lei Complementar, Lei Ordinária dentre outras.



Atenção: a Lei vai ser referenciada de acordo com o suporte que você consultou: se a Lei está num livro, a referência deverá ser feita como um livro; se está disponível no Diário Oficial trata-se de um periódico; se está num site oficial a referência deverá seguir o padrão para site.

Elementos essenciais:

JURISDIÇÃO. Epígrafe da Lei nº xxx, de data; ementa. Dados da publicação

Exemplos:

BRASIL. Código civil. 46. ed. São Paulo: Saraiva, 2006.

BRASIL. Lei nº 10.406, de janeiro de 2002. Institui o Código Civil. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, ano 139, n. 8, p. 1-74, 11 jan. 2002.

Legislação em meio eletrônico

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da Republica, [2016]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 9 ago. 2019.

CURITIBA. Lei nº 12.092, de 21 de dezembro de 2006. Estima a receita e fixa a despesa de município de Curitiba para o exercício financeiro de 2007. Curitiba: Câmara Municipal, [2007]. Disponível em: https://leismunicipais.com.br/a1/pr/c/curitiba/lei-ordinaria/2006/1210/12092/lei-ordinaria-n-12092-2006-estima-a-receita-e-fixa-a-despesa-do-municipio-de-curitiba-para-o-exercicio-financeiro-de-2007-r-3058000000-00. Acesso em: 10 ago. 2019.

Patente

Inventor (autor), título, nomes do depositante e/ou titular e do procurador (se houver), número da patente, data de depósito e data de concessão da patente (se houver).



Patente em meio eletrônico: acrescentar a descrição física do meio eletrônico (disquetes, CD-ROM, online e outro). No caso do acesso online, acrescentar também: Disponível em: e Acesso em:

Exemplo:


BERTAZZOLI, Rodnei et al. Eletrodo de difusão gasosa modificados com catalisadores redox, processo e reator eletroquímico de síntase de peróxido de hidrogênio utilizando os mesmos. Depositante: Universidade Estadual de Campinas. Procurador: Maria Cristina Valim Lourenço Gomes. BR n. Pl0600460-1A. Depósito: 27 jan. 2006. Concessão: 25 mar. 2008.
Filmes, vídeos, entre outros.

Título, diretor ou produtor, local, empresa produtora ou distribuidora, data, especificação do suporte em unidades físicas.

Se necessário, acrescenta-se elementos complementares para melhor identificação do documento.

Exemplos:

AVENTURA na África. Direção: Stevel Mehl. Los Angeles: Paramount Film, 1981. 1 filme (25 min), son., color., 16 mm.

O DESCOBRIMENTO do Brasil. Fotografia de Carmen Souza. Gravação de Marcos Lourenço. São Paulo: CERAVI, 1985. 31 diapositivos, color. + 1 fita cassete (15 min), son., color., 35 mm.



Filmes, vídeos entre outros em meio eletrônico

Título, diretor ou produtor, local, empresa produtora ou distribuidora, data, descrição física do meio eletrônico (disquetes, CD-ROM, online etc.).

Exemplo:

A TERRA do sol. Direção: John Sayles. Los Angeles: Columbia Tristar Home Entertenainment, 2002. 1 DVD (140 min), color.



Documento cartográfico

Inclui atlas, mapa, globo, fotografia aérea, entre outros.

AUTOR, título, subtítulo (se houver), local, editora, data de publicação, descrição física e escala (se houver).

Exemplo:


INSTITUTO GEOGRÁFICO E CARTOGRÁFICO (São Paulo). Projeto Lins Tupã. São Paulo: IGC, 1986. 1 fotografia aérea. Escala 1:35.000. Fx 28, n. 15.

Documento cartográfico em meio eletrônico

Exemplo:

INSTITUTO GEOGRÁFICO E CARTOGRÁFICO (São Paulo). Mapa Político de São Paulo. São Paulo: IGC, 2014. 1 mapa, color. Escala: 1:1.000.000. Disponível em: http://www.mapas-sp.com/municipios.htm. Acesso em: 14 ago. 2019.

Site, Blog, Facebook

Com autor: SOBRENOME, Nome. Título da matéria. Nome do site, ano. Disponível em: URL. Acesso em: dia mês (abreviado) ano.

Sem indicação de autoria: TÍTULO da matéria. Nome do site, ano. Disponível em: URL. Acesso em: dia mês (abreviado) ano.

Exemplos:

CID, R. Deus: argumentos da impossibilidade e da incompatibilidade. In: CARVALHO, M. A. Q. et al. Blog investigação filosófica. Rio de Janeiro, 23 abr. 2011. Disponível em: http://investigacao-filosofica.blogspot.com/2011/04/deus-argumentos-da-impossibilidade-e-da.html. Acesso em: 15 jul. 2019.

FACEBOOK. Facebook Design da experiência do usuário. Disponível em: https://developers.facebook.com/docs/facebook-login/userexperience. Acesso em: 15 jul. 2019.


FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE SÃO PAULO. Tudo o que você precisa saber sobre a fisioterapia dermatofuncional. São Paulo. Disponível em: https://www.facis.edu.br/artigos-e-noticias/artigo/278/tudo-que-voce-precisa-saber-sobre-a-fisioterapia-dermatofuncional. Acesso em: 15 jul. 2019.

Indicação de local

Se o local não aparece no documento, mas é possível identificar, a ABNT orienta indicar entre colchetes;



Atenção: Para os casos que não seja possível identificar o local de publicação, a ABNT orienta o uso da expressão sine loco, abreviada e entre colchetes, [s. l.]. Indica também que “O s de sine deve ser grafado em maiúscula quando for o primeiro elemento dos dados de publicação.” (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, 2018, p. 42).

Exemplos:

ENGELHARDT JR, H. Tristram. A ética da ética clínica: reflexões críticas em face da diversidade moral. Bioethikos, [São Paulo], v. 6, n. 1, p. 11-21, jan/mar 2012. Disponível em: http://www.saocamilo-sp.br/pdf/bioethikos/91/a01.pdf. Acesso em: 21 jul. 2018.

PEREIRA, M. E. C.; JURBERG, C.; BORBA, C. M. A construção de estratégia lúdica para o ensino de biossegurança. Revista Eletrônica de Enseñanza de las Ciências, [s. l.], v. 14, n. 3, p. 295-311, 2015. Disponível em: http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen14/REEC_14_3_2_ex906.pdf. Acesso em: 27 jul. 2019.

KRIEGER, G.; NOVAES, L. A.; FARIA, T. Todos os sócios do presidente. 3. ed. [S. l.].: Scritta, 1992.

Indicação de data

É preciso a indicação da data em algarismo arábico. Na ausência do ano de publicação “[...] deve ser indicado um ano, seja do copirraite (precedido da letra c em minúsculo e sem espaço), da distribuição, da impressão, entre outros.” (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, 2018, p. 44).

Exemplos:

PROJETO TAMAR. Programas de sensibilização e educação ambiental. [S. l.]: Tamar, c2011. Disponível em: http://www.tamar.org.br/interna.php?cod=372. Acesso em: 25 jul. 2019.


COMPORTAMENTO de mulheres usuárias de crack em relação às DST/AIDS. São Paulo: CEBRID, [2004].

Quadro1: Tipos de indicação de data no documento referenciado



c2011

Data de copirraite

[1971 ou 1972]

Um ano ou outro

[1969?]

Ano provável

[1973]

Ano certo, mas não identificado no item.

[ca. 1960]

Ano aproximado

[197-]

Década certa

[197-?]

Década provável

[entre 1906 e 1912]

Usar intervalos menores de 20 anos.

[18--]

Século certo

[18--?]

Século provável

Fonte: ABNT NBR 6023:2018

Indicação de mês

A indicação de mês precede o ano e deve ser indicado de forma abreviada no idioma original do documento referenciado.



Outros formatos indicação de data: Algumas publicações utilizam as estações de ano ou as divisões do ano tal como trimestre, semestre, entre outros. A ABNT orienta indicar os primeiros como aparecem no documento e abreviar os demais.

Exemplos:

BENNETTON, M. J. Terapia ocupacional e reabilitação psicossocial: uma relação possível. Revista de Terapia Ocupacional da Universidade de São Paulo, São Paulo, v. 4, n. 3, p. 11-16, mar. 1983.

MANSILJA, H. C. F. La controvérsia entre popularismo em la filosofia de La cultura. Revista Latinoamericana de Filosofia, Buenos Aires, v. 24, n. 2, primavera, 1998.

ALCARDE, J. C.; RODELLA, A. A. O equivalente de cálcio dos corretivos da acidez dos solos. Scientia Agrícola, Piracicana, v. 53, n.2/3, p. 204-210, maio/dez. 1996.

FIGUEIREDO, E. Canadá e Antilhas: línguas populares, oralidade e literatura. Gragoatá, Niterói, n. 1, p. 127-136, 2. sem. 1996.



Tabela 1: Meses abreviados em português, espanhol, inglês, italiano, francês e alemão.

Meses

Português

Espanhol

Inglês

Italiano

Francês

Alemão

Janeiro

jan.

enero

Jan.

genn.

janv.

Jan.

Fevereiro

fev.

feb.

Feb.

febbr.

févr.

Feb.

Março

mar.

marzo

Mar.

mar.

mars.

März

Abril

abr.

Abr.

Apr.

apr.

avril

Apr.

Maio

maio

mayo

May.

magg.

mai

Mai.

Junho

jun.

jun.

June

giugno

juin

Juni

Julho

jul.

jul.

July

luglio

juil

Juli

Agosto

ago.

agosto

Aug.

ag.

août

Aug.

Setembro

set.

sept.

Sept.

sett.

sept.

Sept.

Outubro

out.

oct.

Oct.

ott.

oct.

Okt.

Novembro

nov.

nov.

Nov.

nov.

nov.

Nov.

Dezembro

dez.

dic.

Dec.

dic.

déc.

Dez.

Fonte: ABNT NBR 6023:2018

REFERÊNCIAS


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14724: informação e

Documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. 2. ed. Rio de Janeiro: ABNT, 2005.


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023: informação e documentação: artigos referências: elaboração. Rio de Janeiro, 2018.
MANUAL de normalização de documentos científicos de acordo com as normas da ABNT Curitiba: Ed. UFPR, 2017.
MARCONI M. A, LAKATOS E. M. Fundamentos de metodologia científica. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.
PONTÍFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS. Sistema Integrado de Bibliotecas. Orientações para elaboração de trabalhos técnicos científicos: projeto de pesquisa, teses, dissertações, monografias, interdisciplinar, relatórios, entre outros conforme a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Belo Horizonte: PUC-Minas, 2019. Disponível em: http://portal.pucminas.br/imagedb/documento/DOC_DSC_NOME_ARQUI20160217102425.pdf. Acesso em: 15 jul. 2019.

APÊNDICE A

***Apêndice é um texto ou documento elaborado pelo autor, a fim de complementar sua argumentação, com objetivo de esclarecer ou mesmo comprovação.***.

*** Devem aparecer após as referências bibliográficas, primeiro aparecendo os apêndices e depois os anexos. Na existência de vários apêndices, estes devem ser identificados em ordem alfabética. Ex.: APÊNDICE A; APÊNDICE B.



ANEXO A – Como apresentar


***Material adicional, complementar ao texto, acrescentado ao final do trabalho, que por finalidade maior esclarecimento ou comprovação.

***São materiais não elaborados pelo autor, e servem de fundamentação, comprovação e ilustração, tais como mapa, leis, estatutos entre outros. São apresentados após as referências bibliográficas, logo depois dos apêndices.




1 Nota fornecida por John A. Smith no Congresso Internacional de Engenharia Genética, em Londres, em outubro de 2001.


Baixar 179.3 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   12




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
ensino médio
Processo seletivo
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
minas gerais
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
outras providências
secretaria municipal
ResoluçÃo consepe
políticas públicas
Dispõe sobre
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Colégio estadual
conselho estadual
ministério público
consentimento livre
psicologia programa
público federal
Serviço público