Modelo para trabalho de curso, modalidade artigo


O papel da empresa na motivação dos funcionários



Baixar 93,62 Kb.
Página7/12
Encontro29.11.2019
Tamanho93,62 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12
2.4 O papel da empresa na motivação dos funcionários

Além das pesquisas de Abrahan Maslow sobre as necessidades básicas do ser humano, outros estudiosos utilizaram essa área das relações humanas como o foco de suas pesquisas, como por exemplo, Douglas McGregor nascido em Detroit no ano de 1906 que foi um importante economista e professor universitário além de um dos maiores pensadores da área humana. Douglas acreditava firmemente na ideia de que a motivação dos funcionários deveria partir através da empresa, fornecendo o máximo possível de preocupação com o bem estar e benefícios que ajudassem no contentamento dos mesmos com a empresa onde se inserem. Surgiu assim com a criação de duas teorias quanto à relação funcionário/empresa e o comportamento do funcionário: a teoria X e a teoria Y.

Douglas Mc Gregor disse que “a teoria X e a teoria Y não são estratégias gerenciais. Elas são as convicções subjacentes sobre a natureza do homem que influenciam os gerentes a optar pela adoção de uma estratégia”. Deixando claro o papel das organizações na estabilização do ambiente das mesmas.

Segundo Periard (2011), as teorias X e Y criadas por McGregor referem-se a dois perfis de personalidade e comportamento de pessoas dentro do ambiente de trabalho onde em uma tem-se o funcionário “relaxado, preguiçoso e que não gosta de trabalhar” e já na outra tem-se o funcionário interessado que busca cumprir suas responsabilidades dentro da empresa. Abaixo se encontram as principais características das teorias X e Y apresentadas por Periard (2011):






Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal