Modelo para trabalho de curso, modalidade artigo



Baixar 93,62 Kb.
Página4/12
Encontro29.11.2019
Tamanho93,62 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12
2 REFERENCIAL TEÓRICO
2.1 Definindo o campo organizacional

Katz e Kahn (1966/1978) , Payne e Pugh (1971), Mitchell (1979), Cummings (1982), Staw (1984), Schneider (1985), House & Singh (1987), Ilgen & Klein (1988), O´Reilly III (1991), Mowday & Sutton (1993), Wilpert, (1995), Rousseau (1997). (SIQUEIRA, MIRLENE MARIA. Pág. 12). Os nomes citados acima pertencem a estudiosos que realizaram pesquisas sobre o Campo Organizacional (CO) e o conceituaram de acordo com seus pensamentos.

As pesquisas sobre o CO começaram na década de 60, mas só passou a ser um modelo conceituado em 1971 por Payne e Pugh, dois estudiosos ingleses. O trabalho para a definição de CO de Payne e Pugh se caracterizou na seguinte forma:

[...] Apresentaram um dos primeiros esquemas conceituais (modelo) para o CO, com quatro níveis de análise: indivíduos, equipes ou pequenos grupos de trabalho, departamentos ou outros pequenos setores organizacionais e a organização como um todo. Influenciados pela visão sistêmica de Katz e Kahn (1966/1978) sobre as organizações, Payne e Pugh conceberam cada um dos níveis de análise do modelo como subsistemas interdependentes, mas com identidades próprias. Para estruturar a dinâmica de relações entre as variáveis de cada um dos quatro níveis de análises, os autores as organizaram em quatro categorias distintas: variáveis relativas ao ambiente, aos objetivos/recursos, a estrutura/processos e ao comportamento avaliado. (SIQUEIRA, MIRLENE MARIA, 2002, pág.12).


Ao estudar os autores e suas pesquisas, é possível notar que a definição de CO varia de acordo com cada um devido a diferentes formas de abordagem, no entanto procurando um conceito geral de Campo Organizacional se encontra a definição de acordo com Staw (1984) que coloca o Campo Organizacional como “um campo multidisciplinar que teria como função avaliar o comportamento dos indivíduos dentro de ambientes organizacionais, além da estrutura e o comportamento das próprias organizações.” (SIQUEIRA, MIRLENE MARIA. Pág.12). Através desta definição nota-se a proximidade dos estudos sobre CO e dos estudos sobre a aplicação de métodos psicológicos dentro dos campos organizacionais, sendo visível a implantação da mesma para melhor entendimento do CO.



Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa