Ministério da Educação Universidade Federal do Recôncavo da Bahia ufrb



Baixar 0,9 Mb.
Página53/59
Encontro28.11.2019
Tamanho0,9 Mb.
1   ...   49   50   51   52   53   54   55   56   ...   59

RECURSOS HUMANOS




Formulário

Nº12






CORPO DOCENTE (doutores / mestres):


Docente

Titulação

Adriano Anunciação Oliveira

Mestre

Alene da Silva Lins

Mestre

Ana Valécia Araújo Ribeiro

Doutora

André Luis Mota Itaparica

Doutor

Antonio Carlos de Almeida Portela

Mestre

Ayrson Heráclito Novato Ferreira

Mestre (em doutoramento)

Camila Fernanda Guimarães Santiago

Doutora

Carlos Alberto Santos Costa

Doutor

Carolina Fialho Silva

Mestre

Cláudio Maneol Duarte de Souza

Mestre

Danillo da Silva Barata

Doutor

Dilson Rodrigues Midlej

Mestre

Fernando Luis Ferreira Rabelo

Mestre

Jarbas Jácome de Oliveira Junior

Mestre

Ludimila da Silva Ribeiro de Britto

Mestre

Marcos Olegário Matos

Mestre

Marilei Cátia Fiorelli

Mestre (em doutoramento)

Ricardo José Brüguer Cardoso

Doutor

Roberto Lyrio Duarte Guimarães

Doutor

Sérgio Augusto F. Fernandes

Doutor

Xavier Gilles Vatin

Doutor


Projeção Futura:
Corpo docente:
Com estimativa de contratação de dez professores com formação na área específica, o curso já preencheu oito das dez vagas previstas no seu início, devendo prever ainda a contratação de mais dois professores graduados em Artes Visuais, para a garantia do cumprimento deste Projeto Pedagógico na sua íntegra.
Servidores Técnicos:
Considerando a infra-estrutura necessária, sobretudo os Ateliês de Processos Artísticos, e os Laboratórios de Fotografia, de Artemídia e de Edição:
- 01 Técnico laboratorista de fotografia, 01 técnico em edição de imagens, 01 técnico em informática, 01 cenotécnico e 01 eletricista.




INFRA-ESTRUTURA




Formulário

Nº13







LABORATÓRIOS
Os laboratórios deverão ser adequados ao tamanho das turmas alocadas e ter plena condição de iluminação, ventilação e limpeza. O Bacharelado em Artes Visuais ocupará 04 laboratórios específicos, sendo: 01 com ilhas de edição (25 estações), 01 com ilhas de áudio e vídeo (10 estações), 01 estúdio, 04 ateliês de práticas artísticas e 01 ATC/Macintosh, além de 01 Laboratório de Impressão e Pesquisa. Os laboratórios disporão de equipamentos adequados às disciplinas do curso e suficientes para o número de alunos.

Estas instalações e laboratórios serão imprescindíveis para o funcionamento regular do curso e nestes 4 anos deverão atender as demandas e garantir a execução dos nossos produtos laboratoriais.

A UFRB possuirá equipamentos em quantidade adequada ao número de usuários, máquinas e softwares adequados às atividades propostas, sistemática de manutenção, atualização e reposição de materiais, materiais de consumo em quantidade suficiente para atender aos usuários e adequado às atividades propostas.

A instituição deverá possuir uma gama de computadores distribuídos em laboratórios de informática conectados à internet, salas de pesquisas e sala dos professores, ilhas de edição de áudio e vídeo, laboratório de computação, laboratório de redes, laboratório de hipermídia e laboratório de automação.

Além disso, deverá dispor de recursos audiovisuais, incluindo kits multimídia disponíveis para os professores e alunos mediante agendamento no Atendimento ao Docente.

Fotografia

O Bacharelado em Artes Visuais contará com um laboratório de fotografia, que deverá ter uma área aproximada de 70 m2. Neste espaço háverá uma perfeita adequação entre o número de usuários e os equipamentos; contará com luminosidade artificial, cumprirá perfeitamente as necessidades do espaço. O mobiliário e a aparelhagem também serão em número suficiente, adequados e ergonômicos. A ventilação e a climatização devem ser adaptadas às necessidades dos locais. É importante também ressaltar que a limpeza e a higienização destas áreas serão efetuadas uma vez a cada turno. Quanto ao isolamento acústico, os laboratórios apresentarão as melhores condições de funcionamento, apresentando também instalações seguras de forma a não colocar em risco os seus usuários. Haverá uma porta giratória que veda a entrada de luz externa no laboratório, que possibilitará a realização das atividades previstas.

O mobiliário será adequado a seu fim com uma bancada central de madeira revestida em fórmica com tampo em granito e bancadas para ampliação.

Os equipamentos deste laboratório serão destinados para uso em componentes curriculares profissionalizantes. Haverá um parque de iluminação e equipamentos que sustentarão toda a produção audiovisual produzida nos estúdios.



Estúdio

O estúdio ocupará a área de 90 m2. Este espaço será adequado para o seu número de usuários. O parque de luz será próprio para as atividades ali desenvolvidas. A sua estrutura física deve ser organizada para receber os cenários, equipamentos e materiais inerentes às atividades desempenhadas. Contará com climatização adequada. É importante também ressaltar que a limpeza e a higienização destas áreas serão efetuadas uma vez a cada turno. Quanto ao isolamento acústico, os estúdios apresentam as melhores condições de funcionamento, apresentando também instalações seguras de forma a não colocar em risco os seus usuários. No estúdio, a porta de entrada tem vedação específica evitando a penetração de luz e som externa no laboratório, possibilitando a realização das atividades previstas. O projeto do estúdio contempla ainda uma porta própria para entrada de grandes volumes (para cenografia). O estúdio estará estrategicamente situado no andar térreo para facilitar o transporte de objetos e o trânsito de pessoas.



Laboratório de Edição

Este laboratório ocupará uma área de 80 m2, comportando 10 cabines de edição. Haverá uma perfeita adequação entre o número de usuários e os equipamentos; a luminosidade artificial cumprirá adequadamente as necessidades do espaço. O mobiliário e a aparelhagem também serão em número suficiente, adequados e ergonômicos. A ventilação e a climatização serão adequadas às necessidades no local. É importante também ressaltar que a limpeza e a higienização destas áreas serão efetuadas uma vez a cada turno. Quanto ao isolamento acústico, o laboratório apresentará as melhores condições de funcionamento, apresentando também instalações seguras de forma a não colocar em risco os seus usuários.



Especificações para implantação dos Ateliês de Técnicas e Processos Artísticos.

As Técnicas e Processos Artísticos I, II, III e IV são componentes curriculares oferecidos a partir do terceiro semestre e têm, cada uma, um direcionamento específico para as linguagens artísticas bi e tridimensionais.

Assim, os Ateliês de Técnicas e Processos Artísticos do curso de Bacharelado em Artes Visuais da UFRB/CAHL deverão desempenhar um papel fundamental no apoio à preparação e qualificação dos estudantes nas práticas e pesquisas das Técnicas e Processos Artísticos.

Instalações

Os ateliês de Técnicas e Processos Artísticos serão constituídos de cinco ambientes distintos que estimulem a criatividade, o pensamento crítico, as praticas das técnicas e processos artísticos, objetivando o desenvolvimento das atividades e projetos que tenham como foco a visualidade.

A composição desses ateliês deve incluir pias, mesas compridas (bancadas), cavaletes, prensas para gravura, mesas de entintagem, ferramentas elétricas para trabalhos tridimensionais, equipamentos eletrônicos além de bancos e cadeiras adequados.

É necessário dispor de uma grande diversidade de materiais e ferramentas (tecnológicos e analógicos) que possibilitem ao aluno expressar-se, utilizando variados meios e suportes. Estes ambientes devem ter acesso fácil entre si, como portas pivotantes ou corrediças. Devem também ter iluminação e ventilação naturais e ventiladores.

Ainda devem constar nestes ateliês depósitos para materiais diversos e duas salas para aulas expositivas com carteiras e armários.

Ateliê de Desenho e Pintura - Técnicas e Processos Artísticos I

Deverá atender a demanda das práticas bidimensionais do desenho e da pintura, contendo pias, bancadas de apoio, cavaletes para pintura, cavaletes para desenho (tipo filpchart), além de materiais específicos para a demonstração das práticas e mobiliário (bancos, armários, bancadas).



Ateliê de Escultura - Técnicas e Processos Artísticos II

O ateliê deve ter um tanque para reserva de argila (para as práticas de modelagem e cerâmica) e uma pia para manipulação e limpeza de materiais e utensílios específicos das técnicas tridimensionais, além de equipamentos, ferramentas, instrumentos e mobiliários específicos.



Ateliê de Expressão Gráfica - Técnicas e Processos Artísticos III

Deverá atender as práticas de impressão tradicionais, como a xilogravura e calcogravura, e demais técnicas de reprodutibilidade (fotocópia, plotagem, mimeógrafo). Para isso deverá compor-se de prensas para gravura, plotter de impressão, máquinas reprográficas (laser e janto de tinta), scaner A3, computadores, além dos equipamentos de apoio para as técnicas de impressão.



Ateliê de Práticas Instalativas e Performáticas - Técnicas e Processos Artísticos IV

A fim de atender aos estudos e pesquisas das técnicas dos materiais plásticos, seus distintos processos relacionados às expressões instalativas e performáticas e à experimentação das poéticas espaciais e temporais nas artes visuais contemporâneas, o ateliê deve ser equipado com um grande espelho para aulas de percepção corporal e performance, além de mobiliário de mesas e cadeiras que tenham fácil sistema de acondicionamento (empilhagem e estoque) e equipamentos necessários para a prática de montagens de instalações artísticas, como roldanas e polias e iluminação especial para exposições.



Ateliê de Metareciclagem
Os componentes curriculares Projetos em Artemídia II e III objetivam o aprofundamento de pesquisa artística centrada na exploração de recursos ligados à tecnologia digital, desenvolvimento de projetos individuais com reflexão crítica sobre o processo de criação e produção das obras digitais. Então denominada, metarreciclagem, é a ação que tem como meta a criação de um espaço para o armazenamento e triagem de computadores doados, que serão consertados e distribuídos para a criação de laboratórios de informática em projetos sociais.

Ou seja, recebe computadores e peças de artigos eletrônicos, que são usados para montar laboratórios de informática, onde são instalados programas de computador com licença livre, para ensinar a sociedade a aproveitar melhor a tecnologia, utilizando-a para diversos fins. É também estimulado o uso da internet para criar ambientes de circulação da informação, passando as experimentações dos projetos socialmente engajados.

Metareciclagem é uma metodologia de perspectiva abrangente, um nome que algumas pessoas usam para definir e identificar uma maneira de lidar com a tecnologia, e que tem por objetivo a reapropriação tecnológica.

Assim, este ateliê estará adequado às necessidades de suas ações artístico-sociais, necessitando portanto de um espaço fechado com ar-condicionado. Bancadas industriais, banquetas, equipamentos de solda e carpintaria, e armários e estantes para armazenamento, entre outros.


Lista de equipamentos e material de consumo
Mobiliário


  • Cavaletes de pintura em metal (30)

  • Carrinho de apoio com rodas (04)

  • Bancadas de trabalho industrial 220cm X 80cm (12, sendo seis para cada Atelier)

  • Bancada de trabalho industrial 110cm X 80cm (04)

  • Bancada para trabalhos com serra

  • Bancos Altos de madeira (80)

  • Mapoteca MAP-10(dez gavetas horizontais), tamanho A0 (02)

  • Armário de Aço (06)

  • Cavalete Flip (04)

  • Base de mesa para modelagem (10)

  • Base Alta para Modelagem e Pintura Cerâmica (10)



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   49   50   51   52   53   54   55   56   ...   59


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal