Julian Ochorowicz a sugestão Mental


Primeira Parte À procura de um fenômeno



Baixar 0,79 Mb.
Página5/16
Encontro30.11.2019
Tamanho0,79 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   16
Charles Richet

Primeira Parte

À procura de um fenômeno


“Aquele que, fora da matemática pura, pronuncia a palavra impossível não tem prudência.”

Arago (Eloge de Bailly)
As fronteiras do possível recuam...

O método experimental, depois de ter fundado a psicologia positiva, nos introduz no domínio do maravilhoso!

O hipnotismo, daqui para frente, pertence à ciência, e a sugestão, que produz a maior parte de seus milagres, não nos impressiona mais; ao contrário, ela é citada todos os dias para explicar outros fenômenos, ainda difíceis de ser compreendidos.

Entretanto, com a sugestão mental o problema se complica. A “imaginação” e a “imitação” dos comissários de 1784 já não são suficientes. Fica-se perdido. Tem-se o ar de quem quer desprezar a ciência, para se engolfar no ocultismo.

Uma vez transposto esse limite e admitida a sugestão mental, será permitido persuadir-se de que haja ainda outro fenômeno mais extraordinário a estudar?

Não importa. A verdade não é feita para assustar a ciência. Esta verdade pode mesmo estar em absoluto desacordo com as opiniões correntes; ela não é menos digna de ser estudada com diligência, pois nada serve melhor ao progresso do que uma descoberta contrária às teorias reinantes.

Só que... Será mesmo uma descoberta? Será uma verdade?

Toda a questão está aí.

Descartemos, no momento, os escrúpulos; dupliquemos nossas habituais precauções, nossos meios de controle, e examinemos os fatos.

Uma experiência é sempre instrutiva, mesmo quando encerra uma ilusão.

Dispensando o trabalho de explicar a experiência, teremos concebido a ilusão; e se nos dermos conta disso, haverá sempre um resultado.

E agora, caro leitor, se estivermos de acordo quanto aos princípios, comecemos nossa pequena viagem à procura de um fenômeno.





Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   16


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal