Julian Ochorowicz a sugestão Mental



Baixar 0,79 Mb.
Página16/16
Encontro30.11.2019
Tamanho0,79 Mb.
1   ...   8   9   10   11   12   13   14   15   16
4

A ciência perdeu um homem útil. Por quê? Porque ela negligenciou, por vaidade e presunção, as descobertas de sua rival.

Não, a sugestão mental não favorece o ocultismo; ao contrário, ela o expulsa. E uma vez reconhecida, uma vez regenerada pela ciência positiva, ela irá nos traduzir em acentos mais potentes e mais dignos de nosso século o eco misterioso das velhas verdades.


0 –


Notas:

1Foi no ano em que apareceu meu primeiro trabalho sobre o Magnetismo (Varsóvia, Gazeta Polska, 1867).

2Veremos a seguir que a explicação dada aqui de rapport (relação) não serve senão para um certo número de casos.

3Dei esse nome a um ímã especial que, aplicado num dedo, serve para descobrir a sensibilidade hipnótica.

4O ilustre Ochorowicz começou a mudar seus conceitos errôneos sobre o Espiritismo a partir de suas experiências com a notável médium italiana Eusápia Paladino, na década de 1890. Eis sua declaração na “Gazeta Semanal Ilustrada”:

“Quando me recordo de que, numa certa época, eu me admirava da coragem de William Crookes em sustentar a realidade dos fenômenos espíritas; quando reflito, sobretudo, que li as suas obras com o sorriso estúpido que iluminava a fisionomia dos seus colegas, ao simples enunciado destas coisas, eu coro de vergonha por mim próprio e pelos outros.”

(Fonte: Victor Ribas Carneiro – “ABC do Espiritismo”, 2ª parte, cap. 2 – “Opiniões de cientistas e escritores europeus e americanos”).

(Nota desta edição eletrônica.)





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   8   9   10   11   12   13   14   15   16


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal