Interações em plataformas digitais e análise de memórias da cidade turística: uma proposta metodológica em Peirce e Foucault1


Da estratégia de investigação ao planejamento urbano



Baixar 1,15 Mb.
Página6/16
Encontro05.07.2018
Tamanho1,15 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   16
Da estratégia de investigação ao planejamento urbano

Para Foucault (2014) o que permite a delimitação do grupo de conceitos de uma formação discursiva, como uma tese, é o modo como as formas de sucessão, de coexistência e os procedimentos de intervenção estão relacionados entre si, promovendo as significações dos discursos.

A maneira, por exemplo, pela qual a disposição das descrições ou das narrações está ligada às técnicas de reescrita; a maneira pela qual o campo da memória está ligado às formas de hierarquia e de subordinação que regem os enunciados de um texto; a maneira pela qual estão ligados os modos de aproximação de desenvolvimento dos enunciados e os modos de crítica, de comentários, de interpretação de enunciados já formulados etc. É esse feixe de relações que constitui um sistema de formação conceitual (FOUCAULT, 2014, p. 70-71).

Nesse sentido, observa-se que a sistematização descrita a seguir corresponde a um caminho para observação de aspectos dos conceitos sociais sobre o lugar, identificando demandas sociais que podem ser resolvidas a partir do devido planejamento urbano, e contextualizadas a partir de reflexões científicas.

Formação das estratégias


  1. O estudo será realizado em Salvador, capital da Bahia.

  2. O procedimento de investigação compreende análises em nível de primeiridade, secundidade e terceiridade;

  3. Considera-se a primeiridade como os enunciados institucionais; a secundidade a partir das interações do internauta completando-se com as ações no espaço físico; e a terceiridade a partir das formulações de turistas e residentes sobre o lugar;

  4. Coleta de dados e análise da memória de residentes a partir das interações na Fanpage da Prefeitura Municipal ocorrerão durante os meses de outubro, novembro e dezembro de 2017, quando é intensificada a produção de notícias sobre turismo;

  5. Coleta de dados e análise da memória de turistas a partir do Airbnb durante janeiro, fevereiro e março de 2018, período de alta estação.

Delimitação do objeto:

A coleta de dados será realizada a cada semana no período estipulado. Deverão ser identificadas quantidade e características de notícias turísticas veiculadas pela Prefeitura Municipal em sua fanpage, entre a segunda e sexta-feira de cada semana;



Em nível de primeiridade, deverá ser analisada a notícia com o maior número de comentários, identificando qualisigno, ícones e rema/hipótese, considerando-os como elementos da formação discursiva, já que a prefeitura é a instância de delimitação (FIGURA 3);

FIGURA 3: Formação discursiva no Facebook (Primeiridade)

FONTE: www.facebook.com.br/prefeituradesalvador/fref=ts//

Interpretação da pesquisa

A análise em nível de secundidade inicia-se com a coleta (com print) das manifestações do residente na fanpage da prefeitura. Considerando as características da Web, as manifestações do usuário não representam estruturas fechadas, podendo ser identificadas aspectos do sinsigno (a própria interação), do índice (possíveis indicativos de ações), e do dicente, já que ele pode registrar perspectivas sobre o lugar, após sua experimentação.

Como se observa na Figura 4, a fotografia, que geralmente representa um ícone, comporta-se também como um índice, porque complementa a descrição do local (índice) proposta pelo usuário (sinsigno), indicando sua experiência, não se tratando de uma mera representação ou expectativas, mas da concretude do ato e direcionamento do olhar, podendo ser considerado como um índice icônico. Ainda, verifica-se entre os comentários (Figura 4), manifestação da própria prefeitura. Observa-se que se trata de uma complementação ao qualisigno, pois se refere a mais uma qualidade do objeto representado, no caso o destino turístico Salvador.



FIGURA 4: Modalidades enunciativas de residentes (Secundidade)

FONTE: www.facebook.com.br/prefeituradesalvador/fref=ts

Interpretação da pesquisa

Contudo, verifica-se que o conteúdo gerado pelo usuário apenas aponta para suas percepções, mas não possibilita a identificação de aspectos que constituem sua memória sobre a cidade, porque não permite um aprofundamento necessário para o entendimento da complexidade que envolve a produção da memória. Por isso, a investigação em nível de secundidade, que corresponde à identificação das modalidades enunciativas, prescinde de contato direito com o usuário para esfacelamento do conteúdo proposto por ele.

O contato com os usuários será iniciado através da própria rede, marcando encontro para entrevistas. Em nível de secundidade, serão realizadas as seguintes proposições: percepção do próprio papel social (completando a ideia do sinsigno); fatores da experiência/descrição sobre práticas cotidianas (correspondendo ao índice); percepção sobre a cidade e sobre o turismo (dicente). Estas questões (TABELA 1) foram elaboras com base nos estudos de Kevin Lynch (1997) sobre a imagem da cidade, e de Maurano (2010) e Bartucci (2013), que propõem a aplicabilidade da psicanálise em pesquisas científicas.


TABELA 1
Modalidades enunciativas residentes (secundidade) - Estudo envolve o processo de interação na plataforma digital e as experiências de residentes e turistas no lugar





Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   16


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal