Instituto de psicologia da usp



Baixar 94,04 Kb.
Página15/15
Encontro15.03.2018
Tamanho94,04 Kb.
1   ...   7   8   9   10   11   12   13   14   15
P R O G R A M A


        1. Sujeito, objeto e método: enfoque crítico da Psicologia Sócio-Ambiental

        2. Cultura, técnica e ambiente: perspectivas psicológicas

        3. Problemáticas sócio-ambientais: do território à cultura

        4. A Psicologia Social e o enfretamento da crise ambiental

        5. Política ambiental e intervenção psicossocial

        6. Comunidades interpretativas e espaços de locução: produção da consciência ambiental

        7. Obstáculos psicossociais na produção do conhecimento e da emancipação

        8. Identidades e sua construção histórica: redes urbanas e estratificação

psicossocial

        1. Globalização: cultura e ideologia

        2. A ética na pesquisa-ação

O concurso será regido pelo disposto no Estatuto e no Regimento Geral da Universidade de São Paulo e Regimento do Instituto de Psicologia da USP (Resolução 4.089 de 22/06/1994).

As inscrições serão feitas no Gabinete da Assistência Acadêmica do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, Avenida Professor Mello Moraes, 1721 – Bloco G – 2º. Andar – sala 30 – Cidade Universitária – São Paulo – SP, devendo o candidato apresentar requerimento dirigido à Diretora do Instituto de Psicologia da USP, contendo dados pessoais e área de conhecimento (Disciplina ou Conjunto de Disciplinas) do Departamento a que concorre, acompanhado dos seguintes documentos:

I – memorial circunstanciado, em dez cópias, no qual sejam comprovados os trabalhos publicados, as atividades realizadas pertinentes ao concurso e as demais informações que permitam avaliação de seus méritos, devendo salientar o conjunto de suas atividades didáticas e contribuições para o ensino;

II – prova de que é portador do título de Doutor outorgado pela USP, por ela reconhecido ou de validade nacional, (original e cópia);

III – prova de quitação com o serviço militar para candidatos do sexo masculino, (original e cópia);

IV – título de eleitor e comprovante de votação da última eleição, ou prova de pagamento da respectiva multa ou a devida justificativa, (original e cópia);

V – dez exemplares de tese original que sistematize criticamente a obra do candidato ou parte dela.

Parágrafo primeiro: Os docentes em exercício na USP, desde que tenham cumprido as exigências dos incisos III e IV por ocasião de seu contrato inicial, estão dispensados da apresentação dos documentos neles indicados. Os estrangeiros ficam também dispensados daquelas exigências.

Parágrafo Segundo: No ato da inscrição, os candidatos deverão entregar a documentação numerada e acondicionada em pastas, juntamente com uma lista relacionando os documentos contidos em cada uma das pastas. Esta documentação será devolvida aos candidatos após a realização do concurso.

Parágrafo Terceiro: Não serão recebidas inscrições pelo correio.

As inscrições serão julgadas pela Congregação, em seu aspecto formal, publicando-se a decisão em edital.

Parágrafo Único: O concurso deverá realizar-se após a aceitação da inscrição, no prazo de cento e vinte dias, de acordo com o art. 166 do Regimento Geral da USP.

As provas constarão de:

I – prova escrita (peso 2);

II – defesa de tese (peso 3);

III – julgamento do memorial com prova pública da argüição. (Peso3);

IV – avaliação didática (peso 2);

A prova escrita, que versará sobre assunto de ordem geral e doutrinária, será realizada de acordo com o disposto no art. 139 e seu parágrafo único do Regimento Geral da USP.

I - a comissão organizará uma lista de dez pontos, com base no programa do concurso e dela dará conhecimento aos candidatos, vinte e quatro horas antes do sorteio do ponto;

II - sorteado o ponto, inicia-se o prazo improrrogável de cinco horas de duração da prova;

III - durante sessenta minutos, após o sorteio, será permitida a consulta a livros, periódicos e outros documentos bibliográficos;

IV - as anotações efetuadas durante o período de consulta poderão ser utilizadas no decorrer da prova, devendo ser feitas em papel rubricado pela comissão e anexadas ao texto final;

V - a prova, que será lida em sessão pública pelo candidato, deverá ser reproduzida em cópias que serão entregues aos membros da comissão julgadora, ao se abrir a sessão;

VI - cada prova será avaliada pelos membros da comissão julgadora, individualmente.

Parágrafo Único - O candidato poderá propor a substituição de pontos, imediatamente após tomar conhecimento de seus enunciados, se entender que não pertencem ao programa do concurso, cabendo à comissão julgadora decidir, de plano, sobre a procedência da alegação.

Na defesa pública de tese os examinadores levarão em conta o valor intrínseco do trabalho, o domínio do assunto abordado, bem como a contribuição original do candidato na área de conhecimento pertinente.

Na defesa pública de tese serão obedecidas as seguintes normas:

I - a tese será enviada a cada membro da comissão julgadora, pelo menos trinta dias antes da realização da prova;

II - a duração da argüição não excederá de trinta minutos por examinador, cabendo ao candidato igual prazo para a resposta;

III - havendo concordância entre o examinador e o candidato, poderá ser estabelecido o diálogo entre ambos, observado o prazo global de sessenta minutos.

O julgamento do memorial e a avaliação da prova pública de argüição serão expressos mediante nota global, atribuída após a argüição de todos os candidatos, devendo refletir o desempenho na argüição, bem como o mérito dos candidatos.

Parágrafo Primeiro - O mérito dos candidatos será julgado com base no conjunto de suas atividades, que poderão compreender:

I - produção científica, literária, filosófica ou artística;

II - atividade didática;

III - atividades de formação e orientação de discípulos;

IV - atividades relacionadas à prestação de serviços à comunidade;

V - atividades profissionais, ou outras, quando for o caso;

VI - diplomas e outras dignidades universitárias.

Parágrafo Segundo - A comissão julgadora considerará, de preferência, os títulos obtidos, os trabalhos e demais atividades realizadas após a obtenção do grau de doutor.

A prova de avaliação didática, aula em nível de pós-graduação, destina-se a verificar a capacidade de organização, a produção ou o desempenho didático do candidato. E será pública, com duração mínima de 40 (quarenta) minutos e máxima de 60 (sessenta) minutos, versando sobre o programa da área de conhecimento na qual o candidato fez a sua inscrição, nos termos do art. 137 do Regimento Geral da USP, com base no qual a Comissão Julgadora organizará uma lista, de dez pontos, da qual os candidatos tomarão conhecimento imediatamente antes do sorteio do ponto.

Parágrafo Primeiro – O sorteio do ponto será feito 24 horas antes da realização da prova didática.

Parágrafo Segundo - O candidato poderá utilizar o material didático que julgar necessário.

Parágrafo Terceiro - O candidato poderá propor a substituição de pontos, imediatamente após tomar conhecimento de seus enunciados, se entender que não pertencem ao programa do concurso, cabendo à comissão julgadora decidir, de plano, sobre a procedência da alegação.



Os programas que servirão de base para o concurso e demais informações poderão ser obtidos na Assistência Acadêmica do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, no endereço acima citado. São Paulo, 29 de fevereiro de 2012. Cynthia Regina Borges Braga Mannini - Assistente Técnica de Direção Acadêmica


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   7   8   9   10   11   12   13   14   15


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal