I genética e psicologia



Baixar 56,23 Kb.
Página2/4
Encontro14.04.2018
Tamanho56,23 Kb.
1   2   3   4
Inato ou congênito é qualquer traço que a criança apresenta ao nascer. Não é sinônimo de hereditário, pois há traços inatos, como os defeitos produzidos pela talidomida ou pelo vírus da rubéola, que são causados por fatores ambientais, embora surjam durante a vida intra-uterina.

Também não se pode garantir que um traço seja hereditário só porque aparece em vários membros de uma mesma família. Na realidade, um traço pode ser familial sem ser hereditário, ou ser parcialmente hereditário e parcialmente ambiental. Para verificar se um traço é familial, colhe-se ao acaso uma amostra de pessoas portadoras do traço e outra de pessoas não-portadoras, para servir de controle. Determina-se a freqüência do traço entre os consangüíneos (irmãos, filhos, etc.) dos indivíduos das duas amostras.

Se a primeira freqüência for significativamente maior que a segunda, conclui-se que o traço é familial. Aplicando-se esse critério, facilmente se verifica que, por exemplo, ‘falar alemão’ é um traço familial, pois se encontra maior incidência deste traço entre os parentes das pessoas que falam alemão do que entre os parentes das que não falam alemão; e, no entanto, sabemos que falar alemão é um traço predominantemente ambiental. A obesidade também é familial, mas como vimos, é parcialmente ambiental e parcialmente hereditária.

É claro que existem muitos traços que são familiais por serem hereditários. De fato, o que primeiro chama a atenção para a possibilidade de certo traço ser hereditário é ele ser familial. Entretanto, é preciso ter sempre em mente que certos fatores ambientais tendem a atuar reiteradamente na mesma família, o que pode produzir distribuição familial de uma característica que não tem componente hereditário.

Há vários traços hereditários que não são congênitos: alguns surgem na infância, ou na adolescência, como certos tipos de distrofias musculares progressivas; outros, na vida adulta, como a coréia de Huntington.

Portanto, o aparecimento tardio de um traço não implica que ele seja adquirido, isto é, ambiental: o gene responsável, embora presente desde o início, pode se manifestar apenas depois de certa idade.





Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal